i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Como construir lugares para melhorar a saúde mental dos habitantes

16:00 - 3 Maio, 2017
Como construir lugares para melhorar a saúde mental dos habitantes, Plaza Brasil, Santiago. © Plataforma Urbana
Plaza Brasil, Santiago. © Plataforma Urbana

O placemaking é um conceito cunhado pela ONG norte-americana, Project for Public Spaces (PPS), para definir os processos de desenho colaborativo de espaços públicos que levam em conta os desejos, interesses e necessidades das comunidades locais.

Seus alcances foram estudados sob a perspectiva de diversos temas presentes em nossas cidades, como ecologia, psicologia, sustentabilidade, resiliência, entre outros. 

Conexões entre pessoas e lugares podem ser a chave para a segurança dos espaços públicos

10:00 - 12 Setembro, 2016
Conexões entre pessoas e lugares podem ser a chave para a segurança dos espaços públicos, Bons espaços públicos se conectam com as pessoas. Image © La Citta Vita, via Flickr. Licença CC BY-SA 2.0
Bons espaços públicos se conectam com as pessoas. Image © La Citta Vita, via Flickr. Licença CC BY-SA 2.0

Hoje, muitos espaços públicos são vistos como locais não tão seguros em milhares de cidades ao redor do mundo.  A noção de segurança é perdida no momento em que uma localidade se torna vazia, não recebe iluminação, uso ou até mesmo a atenção adequada. Conectar os espaços entre o que é público e o que é privado pode ser um trunfo para evitar isso. Esses espaços são chamados deplinth. O conceito é amplamente explorado em  A Cidade Ao Nível dos Olhos, livro que compila projetos que transformaram locais no mundo inteiro.

1ª Semana TransLAB.URB // Território Ativo

16:00 - 28 Julho, 2016
1ª Semana TransLAB.URB // Território Ativo, 1ª Semana TransLAB.URB // Território Ativo
1ª Semana TransLAB.URB // Território Ativo

1ª Semana TransLAB.URB // Território Ativo
Dias 31 de Julho, 01, 02, 03 de Agosto

O TransLAB, Laboratório Cidadão e Instituto de Pesquisa em Inovação Social, através da
sua Linha de Trabalho permanente de Urbanismo, o TransLAB.URb lança a sua
primeira “Semana TransLAB.URB” com o tema “Território Ativo”, e convida todos os interessados para uma série de atividades com o objetivo de provocar reflexões sobre o papel do cidadão como protagonista do território, estimulando a construção de ações locais.

Todas as atividades terão contribuição sugerida de R$ 5,00, pagos no ato.
Serão fornecidos certificados de participação.

Inscrições: http://goo.gl/forms/0OGqcD668aVVe3P33

ATIVIDADES

Domingo, 31 de Julho

> Abertura Festiva da 1ª Semana

Placemaking x gentrificação: a diferença entre revitalizar e elitizar um espaço público

10:00 - 22 Julho, 2016
Placemaking x gentrificação: a diferença entre revitalizar e elitizar um espaço público, Revitalização da High Line, linha férrea desativada de Nova York, elevou os preços dos imóveis da região. Image © Steven Severinghaus, via Flickr. CC
Revitalização da High Line, linha férrea desativada de Nova York, elevou os preços dos imóveis da região. Image © Steven Severinghaus, via Flickr. CC

A ideia de qualificar um espaço público ao melhorar ambientes que unam pessoas não deveria gerar desconfianças ou temores. Porém, experiências específicas de locais que viram o custo de vida aumentar muito após a sua revitalização vêm gerando contradições. Afinal, a nova vilã chamada gentrificação tem alguma relação com placemaking?

A resposta, infelizmente, é sim. Ainda que não seja uma relação de causa e consequência, é impossível negar a linha tênue entre os dois conceitos. Por definição, gentrificação, ou “enobrecimento”, se refere a melhoria social, cultural e econômica de um bairro ou, em maior escala, de uma região inteira. Placemaking é o processo de planejar espaços públicos de qualidade que contribuem para o bem-estar da comunidade local. Os conceitos podem ser parecidos, mas os métodos e as consequências de ambos são muito diferentes.

Espaço Urbano: Episódio 7 - Placemaking

10:00 - 6 Março, 2016

Espaço Urbano é uma websérie de 10 episódios sobre cidades brasileiras vistas e debatidas através de diferentes ângulos. Produzida pelo Rio Academy, Espaço Urbano é uma compilação de ideias, pensamentos e visões de palestrantes do Fórum Internacional de Arquitetura e Urbanismo - FIAU 2015 que aconteceu este ano no Rio de Janeiro.

O sétimo episódio da série aborda a questão do placemaking, uma abordagem multifacetada do planejamento e da constituição de espaços públicos. Fazendo uso das habilidades, inspirações e potenciais de uma comunidade local, esta visão de planejamento tem o intuito de criar espaços públicos que promovam a felicidade e o bem estar social.

A função do placemaking na nova agenda urbana

07:00 - 21 Outubro, 2015
A função do placemaking na nova agenda urbana, © Michigan Municipal League (MML), via Flickr
© Michigan Municipal League (MML), via Flickr

Imaginar como serão as cidades nas próximas décadas tem levado autores de muitas áreas a apresentar visões futuristas sobre os atributos que mais contribuem com a construção de lugares de permanência, entre os quais a identidade e a sociabilidade. 

É o que sustenta Ethan Kent, sociólogo e vice-presidente do  Project for Public Spaces (PPS), que diz que para que estas visões não sejam tão distantes, é necessário trabalhar com um enfoque compartilhado entre as diversas áreas para enfrentar os desafios comuns presentes nos espaços urbanos. Esta nova maneira de abordar os problemas, segundo Kent, caminha em direção a um objetivo maior que considera como o lugar e o placemaking podem redefinir as relações de trabalho para dar forma ao nosso mundo.

Placemaking Brasil: o especialista é a comunidade

07:00 - 22 Julho, 2015
Placemaking Brasil: o especialista é a comunidade, Projeto Quadra Amiga – Vila Mascote/SP. Imagem: Conexão Cultural, via Placemaking Brasil
Projeto Quadra Amiga – Vila Mascote/SP. Imagem: Conexão Cultural, via Placemaking Brasil

Partindo de conceitos e práticas, a entidade PPS (Project for Public Spaces) vem trabalhando nos últimos 40 anos numa abordagem que busca entender todos os diferentes aspectos que fazem dos espaços públicos lugares de real valor e interesse para as pessoas desfrutarem a vida nas cidades.

Com o passar dos anos essa abordagem foi recebendo novos olhares e se adaptando de maneira muito sensível às diferentes realidades socioeconômicas  e culturais das áreas urbanas de cada região do planeta. Dessa riqueza surgiram novas técnicas, como a estratégia Lighter, Quicker and Cheaper.

No ano de 2014 ficou claro que o Placemaking precisava se consolidar como um movimento mundial, de maneira que seu código aberto pudesse alcançar e beneficiar o maior número possível de pessoas, melhorando, assim, a vida nas nossas cidades.

O que é "placemaking criativo" e como ele se relaciona com a resiliência?

07:00 - 26 Março, 2015
O que é "placemaking criativo" e como ele se relaciona com a resiliência?, ©  Bête à Bon-Dieu, via Flickr.
© Bête à Bon-Dieu, via Flickr.

Já abordamos em várias oportunidades o conceito de placemaking e sua importância no desenvolvimento de um sentido de comunidade. Seu emprego tem, geralmente, o objetivo de construir espaços públicos onde as pessoas se sintam à vontade para passar grande parte de seu tempo.

As medidas que aplicam esse conceito para gerar mudanças e avanços nesse sentido vão desde dedicar mais ruas ao fluxo exclusivo de pedestres e construir mais parques até reestruturar os departamentos municipais encarregados de administrar os espaços públicos, assegurando instâncias de participação urbana.

Contudo, uma variável do conceito de placemaking que está tomando cada vez mais força tem a ver com a relevância da arte na cidade e sua relação com a resiliência urbana - o que dá origem ao placemaking criativo.

O que é placemaking criativo?

A ecologia como oportunidade para que as comunidades atuem sobre seu entorno

07:00 - 13 Março, 2015
A ecologia como oportunidade para que as comunidades atuem sobre seu entorno, © Michigan Municipal League (MML), vía Flickr.
© Michigan Municipal League (MML), vía Flickr.

"Que tipo de lugares queremos criar?" "Em que tipo de comunidade queremos viver?" "Que mundo esperamos para o futuro?"

Essas perguntas são colocadas peço sociólogo Ethan Kent, vice-presidente da organização estadunidense Project for Public Spaces (PPS), como maneira de retomar as propostas do ecologismo e aproveitá-las para abordar os desafios da relação entre os seres humanos e o meio ambiente. 

De acordo com Kent, esse enfoque pode ser incorporado ao placemaking e, assim, abrir debates sobre como queremos que sejam nossas cidades e como as comunidades podem participar desse processo.

Mais detalhes a seguir.

Os benefícios dos bons lugares nas cidades segundo a PPS

07:00 - 25 Novembro, 2014
Os benefícios dos bons lugares nas cidades segundo a PPS, Cortesia de  Project for Public Spaces (PPS)
Cortesia de Project for Public Spaces (PPS)

Em artigos anteriores mostramos os princípios propostos pela organização estadunidense Project for Public Spaces (PPS) para que as cidades possam criar espaços públicos atrativos e como as comunidades podem participar para que isso ocorra.

Compartilhamos desta vez o infográfico “Os benefícios dos bons lugares”, elaborado também pela PPS, que expõe os benefícios trazidos com lugares bem planejados, classificando-os em seis áreas.

5 iniciativas nos EUA que tornaram os espaços públicos mais dinâmicos

11:00 - 28 Outubro, 2014
5 iniciativas nos EUA que tornaram os espaços públicos mais dinâmicos, Parque Bryant em Nova Iorque. © cerfon, via Flickr. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a>
Parque Bryant em Nova Iorque. © cerfon, via Flickr. Used under Creative Commons

As intervenções realizadas em parques urbanos, como por exemplo, a instalação de cadeiras no Parque Bryant de Nova Iorque, ou as obras de arte que são frequentemente instaladas em espaços públicos, fazem com que as cidades sejam lugares mais agradáveis, dinâmicos e atrativos para viver.

Nesse sentido, a organização estadunidense Project for Public Spaces (PPS), acredita que “mais do que nunca, as obras de arte pública são estimulantes e convidam a um diálogo ativo ao invés da observação passiva, fomentando, assim, a interação social que pode inclusive conduzir a um sentido de coesão social entre os próprios espectadores”.

Tomando essa definição, o especialista em Geografia Humana da Universidade de Auckland, Thejas Jagannath, identificou cinco ações desse tipo que acontecem em cidades estadunidenses e que permitem que os cidadãos mudem sua percepção de um lugar, podendo identificar-se com este, considerando-o divertido e dinâmico.

Veja, a seguir, estes cinco projetos.

Dez modos de transformar as cidades através de placemaking e espaços públicos

14:00 - 5 Maio, 2013
Dez modos de transformar as cidades através de placemaking e espaços públicos, Cortesia de Flickr de Chrissy Olson
Cortesia de Flickr de Chrissy Olson

Em 2011, Un-HABITAT e Project for Public Spaces (PPS) assinaram uma cooperação de 5 anos que pretende chamar a atenção internacional sobre a importância dos espaços públicos nas cidades, fomentar trocas de ideias e educar uma nova geração de planejadores, projetistas, ativistas comunitários e outros líderes civis sobre os benefícios daquilo que chamamos "metodologia de placemaking". Esta parceria está ajudando no desenvolvimentos de cidades onde pessoas de todas as classes sociais e idades possam viver em segurança social e econômica. Para alcançar este objetivo, foram publicados 10 passos informativos sobre as medidas que as cidades e comunidades podem tomar para melhorar a qualidade de seus espaços públicos. 

Continue lendo para saber mais a respeito destes passos.

Como fazer cidades: “Guerrilheiros urbanos” e os Jardins Urbanos em Berlim

15:00 - 3 Agosto, 2012
Como fazer cidades: “Guerrilheiros urbanos” e os Jardins Urbanos em Berlim, Imagem: Revista PLOT
Imagem: Revista PLOT

Sete maneiras de transformar o desenvolvimento do Espaço Público

15:00 - 21 Julho, 2012
Sete maneiras de transformar o desenvolvimento do Espaço Público, Granville Island em Vancouver. Foto via PPS.org
Granville Island em Vancouver. Foto via PPS.org