1. ArchDaily
  2. Shopping Center

Shopping Center: O mais recente de arquitetura e notícia

OMA inaugura nova loja de departamentos na Coréia do Sul

Projetado pelo OMA / Chris van Duijn, o mais novo Centro Comercial “The Galleria” acaba de ser inaugurado em Gwanggyo, na região sul de Seul, na Coréia do Sul. O complexo que leva assinatura do OMA é a sexta filial inaugurada pela loja de departamentos no país, a qual encontra-se localizada no centro de uma nova área de desenvolvimento urbano da cidade de Seul.

© Hong Sung Jun, cortesia de OMA© Hong Sung Jun, cortesia de OMA© Hong Sung Jun, cortesia de OMA© Hong Sung Jun, cortesia de OMA+ 13

OMA projeta complexo comercial no subúrbio de Melbourne

O OMA está desenvolvendo um mega projeto no subúrbio de Melbourne, Austrália. O complexo com mais de 10 mil metros quadrado integrará uma série de espaços comunitários voltados ao bem estar da população da cidade de Whittlesea, no Estado de Vitória, uma das regiões que mais crescem atualmente no país.

FMZD transforma estrutura de concreto abandonada no Irã em galeria vertical

O Teerã Eye é um projeto de shopping center integrado à cidade, concebido como uma extensão do espaço público em pleno centro da capital iraniana. Projetado para atender a demanda por espaços comerciais e de serviço no centro de Teerã, o edifício concebido pela Farshad Mehdizadeh Design, é na verdade, um projeto de reforma e reformulação de uma antiga estrutura de concreto existente.

Cortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh DesignCortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh DesignCortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh DesignCortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh Design+ 18

Projeto de remodelação do MVRDV para o maior shopping urbano da Europa começa a ser construído

No terceiro distrito da cidade francesa de Lyon, teve início a construção do Lyon Part-Dieu, um projeto desenhado por MVRDV que busca transformar o principal centro comercial da cidade. Com um fechamento de vidro parcialmente transparente e uma cobertura-jardim pública, o projeto revitalizará e integrará o que antes era um complexo introvertido construído em uma época dominada pelo automóvel.

Com 166 mil metros quadrados, o Lyon Part-Dieu é o maior centro comercial da Europa, construído em 1975. Para melhorar o complexo existente, o projeto do MVRDV se coloca como uma intervenção contemporânea na antiga fachada e uma reorganização do programa interno.

“City of Light”: A história do projeto De Bijenkorf em Roterdã

Produzido pelo jornalista holandês Peter Veenendaal, City of Light é um documentário sobre o projeto, construção e os efeitos sociais do edifício De Bijenkorf de Willem Marinus Dudok em Roterdã, Países Baixos. De Bijenkorf foi inaugurado em 1930 e após ser danificado na Segunda Guerra Mundial, foi destruído em 1960 para dar lugar a uma estação de metrô e uma loja projetada por Marcel Breuer. City of Light apresenta o centro comercial de Dudok como um importante modelo para esse tipo de programa arquitetônico - que surgiu nos anos em que também surgia o modelo tradicional de shopping center.

Apesar de ser relativamente desconhecido hoje em dia, De Bijenkorf foi importante não apenas para a comunidade arquitetônica, mas também para a cidade de Roterdã. No documentário de Veenendaal, o historiador de arquitetura Herman van Bergeijk destaca que, na época de sua construção, De Bijenkorf era a "maior e mais moderna loja de departamentos da Europa." A loja era muito popular entre os locais; de acordo com o vídeo, mais de 70 mil pessoas compareceram à abertura, e com o passar do tempo o edifício se tornou um ícone do crescente sucesso comercial de Roterdã.

Vincent Callebaut propõe um shopping na China inspirado na geometria de uma flor

O escritório Vincent Callebaut Architectures recebeu menção honrosa por sua proposta intitulada "Wooden Orchids” para a Mount Lu Estate of World Architecture Competition, organizada pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) - um concurso que desafiava os participantes a proporem diversos edifícios culturais e comerciais nas proximidades de um dos maiores jardins de flores do mundo. Wooden Orchids consolida essas funções em um centro que conversa com os aspectos demográficos e climáticos da região.

Caminho de pedestres. Cortesia de Vincent Callebaut ArchitecturesCaminho de ciclistas. Cortesia de Vincent Callebaut ArchitecturesVista para o pátio. Cortesia de Vincent Callebaut ArchitecturesBiblioteca. Cortesia de Vincent Callebaut Architectures+ 15

Uma liturgia do consumo: Os detonadores de transformação na cidade

Frente a retirada, a desarticulação e o gradual enfraquecimento da indústria na região metropolitana (de Buenos Aires), no começo da década de 1980 iniciou uma nova fase de transformações territoriais sobre os espaços que esta retirada oferecia. Uma importante e acelerada modernização se levou a cabo na distribuição comercial, que ocupou os espaços que a indústria tornou ociosos.

Por uma parte, se incorporou inovação tecnológica e organizacional no comércio de varejista e, por outra parte, se implantaram sociedades com capitais internacionais. Os novos centros de comércio tenderam a adotar a forma de megarecintos desvinculados do espaço público, que privilegiaram o uso do automóvel particular através de uma eficiente conexão com a rede viária.

O Shopping Center. Novo Espaço Urbano?

Texto por Beatriz Mella via Plataforma Urbana. Tradução Archdaily Brasil.

Há alguns dias foi divulgado na imprensa o resultado de um ranking latino americano que afirma que o Chile é o país com maior quantidade de metros quadrados de shopping Center para cada 100 habitantes, o que em termos práticos significa que a cada 100 pessoas, há 15 m² de centros comerciais.

Hoje em dia estes espaços amplamente criticados por suas tipologias construtivas, relações com seus entornos, espaços de socialização e origem baseada no consumo, se converteram nos espaços mais procurados das cidades, sendo eleitos, em alguns casos, como novos espaços de urbanidade e de encontro.

O que significa este número para a cidade?

Davis Brody Bond e Aedas construirá um Centro Comercial no Brasil