1. ArchDaily
  2. Prêmio De Arquitetura Instituto Tomie Ohtake Akzonobel

Prêmio De Arquitetura Instituto Tomie Ohtake Akzonobel: O mais recente de arquitetura e notícia

Conheça os vencedores do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel 2020

O Instituto Tomie Ohtake, com o apoio da AkzoNobel, divulgou hoje os três projetos premiados na sétima edição do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel. No total, foram 246 inscrições, provenientes de 14 estados brasileiros e Distrito Federal. Entre os selecionados, cujas obras farão parte também de um do catálogo, há projetos localizados no Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo, Ilha de Rei George na Antártica.

A seleção foi feita por um júri formado pelos arquitetos Diego Mauro, Elisabete França, Fernando Túlio, Juliana Braga e Pedro Varella. O anúncio, realizado via vídeo nas redes sociais do Instituto, inaugura também a exposição dos 13 selecionados nesta sétima edição.

Requalificação da Colina do Senhor do Bonfim / Sotero Arquitetos. Foto © Leonardo FinottiQuiosque e abrigo de canoas / Estudio Flume. Foto © German NievaAcademia Escola Unileão / Lins Arquitetos Associados. Foto © Joana FrançaEstação Antártica Comandante Ferraz / Estúdio 41. Foto © Eron Costin / Estúdio 41+ 13

Prorrogadas as inscrições para o 7º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

O Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel continuam a mapear a produção arquitetônica contemporânea, ao destacarem, pelo sétimo ano consecutivo, projetos significativos construídos no panorama atual brasileiro. A relação urbana e o comprometimento com o sítio de implantação e a sustentabilidade, bem como a inventividade projetual e construtiva são os critérios fundamentais que norteiam oPrêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel.

Modos de ver, modos de expor: o estudo expográfico no Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

Sob a tarefa de mapear a produção contemporânea brasileira, o ​Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel ​iniciou seus trabalhos em 2013 tendo horizontes pouco definidos. Se por um lado existia a expectativa de criar uma iniciativa inédita no cenário nacional, premiando projetos construídos na última década, por outro, havia claro o desafio de fundar uma premiação sem categorias lidando com um universo amplo de programas e comparando iniciativas das mais diferentes escalas.

6º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake Akzonobel abre inscrições para 2019

Estão abertas as inscrições para o 6º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel. A iniciativa continua a mapear a produção arquitetônica contemporânea, ao destacar, pelo sexto ano consecutivo, projetos significativos construídos no panorama atual brasileiro que levem em conta o comprometimento com o sítio de implantação e a sustentabilidade, bem como a inventividade projetual e construtiva.

Nabil Bonduki: Sobre a ausência de projetos de habitação social de qualidade

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel, destinado aos profissionais com até 45 anos, mostra que não atravessamos um bom momento na produção brasileira. A responsabilidade, com certeza, não é dos nossos arquitetos e urbanistas, mas da falta de importância que os gestores públicos, em geral, têm dado a intervenções urbanas e projetos de qualidade.

Poder-se-ia alegar, frente às poucas propostas que se destacam, que isso resulta do atual momento de crise econômica e de paralisação do setor imobiliário e das políticas públicas vinculadas ao ambiente construído, como desenho urbano, habitação, mobilidade, equipamentos sociais e meio ambiente.

A importância das premiações de arquitetura: o Prêmio Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

A iniciativa de propor um Prêmio de Arquitetura lançou-se, em 2013, repleta de desafios ao Instituto Tomie Ohtake e à sua parceira AkzoNobel. Como primeiro e principal horizonte, o prêmio buscava mapear a arquitetura contemporânea brasileira, focado na produção de seus jovens profissionais. Um propósito ambicioso e inédito, que se diferenciava dos tradicionais concursos de arquitetura não só por assumir um espectro mais amplo de categorias, mas também por incentivar um nicho distinto das produções dos já consagrados e premiados escritórios.

Cine Fachada no Instituto Tomie Ohtake

O CINEFACHADA convida você para assistir a três grandes obras cinematográficas que exploram a relação com a arquitetura e as cidades: Meu Tio, de Jacques Tati; a série Causando na Rua, de Tata Amaral; e Vive L’amour, de Tsai Ming-Liang.

A mostra acontece nos dias 4 (quinta), 5 (sexta) e 6 (sábado) de agosto, ao ar livre, na área externa do Instituto Tomie Ohtake, aberta ao público.