1. ArchDaily
  2. Glulam

Glulam: O mais recente de arquitetura e notícia

BIM e design digital: Como a madeira engenheirada sai da fábrica ao canteiro de obras?

O fascínio de Le Corbusier pelo automóvel é evidente nos vários registros fotográficos do arquiteto posando orgulhosamente ao lado de um carro na frente de uma obra. Segundo o arquiteto franco-suíço, para além de permitir uma construção mais eficiente e econômica, a industrialização da arquitetura pode constituir uma base de melhores resultados estéticos, da mesma forma que um chassi de automóvel apoia o design moderno e criativo da respectiva carroceria. Mas, embora os veículos tenham passado por mudanças impressionantes desde a década de 1930, pode-se dizer que a arquitetura demorou muito a adotar os avanços de outras indústrias.

Mas isso está mudando aos poucos. Impulsionada por preocupações em torno da sustentabilidade, o uso de recursos fósseis não renováveis e eficiência, juntamente com a demanda acelerada para construir novos edifícios e infraestruturas mais acessíveis, a indústria da construção tem incorporado inúmeras novas tecnologias, incluindo aquelas adotadas de outras indústrias. Além disso, a madeira têm sido identificada como um material de construção ideal - especialmente ao incorporar produtos inovadores de madeira em massa, como CLT e glulam, métodos e processos de design como BIM e DfMA, ferramentas para visualização como VDC e tecnologias de fabricação como o CNC. Sim, são muitas siglas, mas tentaremos esclarecê-las ao longo deste artigo.

Como curvar madeira?

Desde o corte da árvore a tornar-se uma viga ou uma peça de mobiliário, a madeira passa por diversas etapas e processamentos. Recurso renovável e material de construção popular e antigo, a madeira é, também, muitas vezes apontada como uma das promessas da construção no futuro, um material adequado às novas demandas de sustentabilidade. Mas diferentemente do concreto, cujos moldes podem definir até curvas complexas, quando abordamos as estruturas de madeira é muito mais comum a utilização de peças retas, sobretudo para a arquitetura. Nesse artigo abordaremos algumas técnicas que permitem a criação de peças curvas de madeira de diferentes escalas, algumas mais artesanais e outras que prometem tornar o processo mais eficiente e inteligente.

7 Tendências em madeira para acompanhar em 2020

A história da construção em madeira remonta ao período neolítico, ou potencialmente até mais cedo, quando os humanos começaram a usar madeira para construir abrigos a partir de pequenas peças. O surgimento das primeiras ferramentas de pedra polida, como facas e machados, tornou o manuseio da madeira mais eficiente e preciso, aumentando a espessura das seções de madeira e sua resistência. Ao longo das décadas, a aparência rústica dessas primeiras construções tornou-se cada vez mais ortogonal e limpa, como resultado da padronização, produção em massa e o surgimento de novos estilos e estéticas.

Hoje estamos vivendo outro momento seminal na evolução da madeira. Nutridas e fortalecidas pelos avanços tecnológicos, novos sistemas de pré-fabricação e uma série de processos que aumentam sua sustentabilidade, segurança e eficiência, as estruturas de madeira estão surgindo nos skylines das cidades e, por sua vez, estão reconectando nossos espaços interiores à natureza através do calor, textura e beleza da madeira. Para onde esse caminho nos levará? Abaixo, analisamos 7 tendências que sugerem que esse progresso deve continuar, aumentando as capacidades e a altura dos prédios de madeira nos próximos anos.

O que é Madeira Laminada Colada (MLC ou Glulam)?

A madeira laminada colada (MLC), também conhecida como Glulam (por seu nome inglês 'Glued Laminated Timber'), é um material estrutural fabricado através da união de segmentos individuais de madeira, colados com adesivos industriais (geralmente adesivos de resina de melamina ou poliuretano). As peças resultantes oferecem alta durabilidade e resistência à umidade, podendo vencer grandes vãos e conformar formas únicas.

Shane Homes YMCA at Rocky Ridge / GEC Architecture. Image © Adam MorkThe Roof House / MILODAMALO. Image © Ilya IvanovCasey Key Guest House / Sweet Sparkman Architects. Image © George CottWooden House / MAATworks. Image © Marcel van der Burg+ 15

Mjøstårnet na Noruega será a estrutura de madeira mais alta do mundo

Cortesia de Moelven Limtre
Cortesia de Moelven Limtre

Ao longo dos últimos meses, testemunhamos um considerável aumento na construção de grandes estruturas de madeira ao redor do mundo. Algumas alegam ser a maior ou a mais alta enquanto que outras defendem ser uma nova tipologia de edifício de madeira; o projeto do The Dutch Montains por exemplo, foi recentemente anunciado como o que será o maior edifício de madeira do mundo. A empresa Moelven Limtre é uma das principais propulsoras destas transformações na industria da construção civil, fazendo com que a madeira seja cada vez mais utilizada também como um elemento estrutural de compressão. O diretor da companhia, Rune Abrahamsen, foi o responsável pela construção do atual edifício mais alto do mundo construído em madeira, o "Treet" na cidade de Bergen com 51 metros de altura. Agora, o desafio encarado pela construtora é o Mjøstårnet, um edifício de madeira que atingirá uma impressionante altura de 81 metros.

Cortesia de Moelven LimtreCortesia de Moelven LimtreCortesia de Moelven LimtreCortesia de Moelven Limtre+ 11