Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Fundacao Bienal De Sao Paulo

Fundacao Bienal De Sao Paulo: O mais recente de arquitetura e notícia

Conversa com os curadores do pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza 2018

07:00 - 8 Janeiro, 2018
Conversa com os curadores do pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza 2018, Cortesia de Equipe Curatorial
Cortesia de Equipe Curatorial

Com a proximidade da Bienal de Arquitetura de Veneza 2018, o ArchDaily Brasil entrevistou os curadores do pavilhão brasileiro - Laura González Fierro, Sol Camacho, Gabriel Kozlowski e Marcelo Maia Rosa - para compreender melhor a proposta curatorial e elucidar detalhes da participação do público nessa empreitada.

Leia a entrevista a seguir:

Participe! Chamamento Público de Projetos - Pavilhão Brasileiro na Bienal de Veneza 2018

18:01 - 20 Dezembro, 2017
Participe! Chamamento Público de Projetos - Pavilhão Brasileiro na Bienal de Veneza 2018

Como parte integrante da exposição brasileira na 16ª Bienal de Veneza, que ocorrerá em 2018, a equipe curatorial abre um chamamento público para envio de projetos até dia 19/01. Veja quais as condições para participar e programe-se.

Conheça os curadores do pavilhão brasileiro na 16a Bienal de Veneza em 2018

17:17 - 4 Dezembro, 2017
Conheça os curadores do pavilhão brasileiro na 16a Bienal de Veneza em 2018, Marcelo Maia Rosa, Laura Gonzalez Fierro, Sol Camacho, Gabriel Kozlowski / Fundação Bienal de São Paulo. Image © Pedro Ivo Trasferetti
Marcelo Maia Rosa, Laura Gonzalez Fierro, Sol Camacho, Gabriel Kozlowski / Fundação Bienal de São Paulo. Image © Pedro Ivo Trasferetti

A Fundação Bienal de São Paulo nomeou as arquitetas Laura González Fierro e Sol Camacho e os arquitetos Gabriel Kozlowski e Marcelo Maia Rosa como curadores da representação brasileira na próxima edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, que será inaugurada no sábado, 26 de maio e ocorrerá até o domingo, 25 de novembro de 2018. Selecionado pela Fundação Bienal de São Paulo, o coletivo irá apresentar Muros de Ar, exposição que explora a questão da transposição de fronteiras materiais e imateriais do Brasil e de sua arquitetura.

Fundação Bienal de São Paulo disponibiliza gratuitamente material sobre todas as suas exposições

10:00 - 12 Agosto, 2017
Fundação Bienal de São Paulo disponibiliza gratuitamente material sobre todas as suas exposições, Rampas do Pavilhão Ciccillo Matarazzo. © Dré Batista, via Flickr. Licença CC BY-NC-ND 2.0
Rampas do Pavilhão Ciccillo Matarazzo. © Dré Batista, via Flickr. Licença CC BY-NC-ND 2.0

A Fundação Bienal de São Paulo disponibilizou em julho deste ano o conteúdo histórico das 32 edições do evento de arte já realizadas. A plataforma online gratuita reúne textos, fotos, visitas virtuais, plantas expográficas, publicações, cartazes e outros materiais documentais das exposições disponibilizados pelo Arquivo Histórico Wanda Svevo - o Arquivo Bienal.

A nova seção do site da Fundação está integrada ao Banco de Dados do acervo documental da Bienal, uma página de buscas que oferece acesso às informações sobre artistas e obras que já participaram das exposições realizadas pela Fundação Bienal. O banco de dados inclui também as representações oficias do Brasil nas exposições de arte e arquitetura de Veneza e outras mostras promovidas pela instituição no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, projetado por Oscar Niemeyer.

Anunciado o tema do pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza 2016

19:00 - 28 Março, 2016

Em resposta à proposição de Alejandro Aravena, diretor da 15ª Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza - Reporting from the front, o curador escolhido pela Fundação Bienal de São Paulo Washington Fajardo apresentará a mostra “JUNTOS”. O projeto para o Pavilhão do Brasil busca evidenciar histórias de pessoas que lutam e alcançam mudanças na passividade institucional das grandes cidades do País, conquistando arquitetura em processos lentos cujo vagar não é problema, mas um apontamento de soluções ao esfacelamento político do planejamento do território. De acordo com o curador, “a mostra é uma composição dessas trajetórias e parcerias, do processo do encontro do ativista, do lutador, com o arquiteto e com a arquitetura, tornando-se imanados pela elaboração do novo espaço”.