1. ArchDaily
  2. Escolas De Arquitetura

Escolas De Arquitetura: O mais recente de arquitetura e notícia

As 200 melhores faculdades de arquitetura do mundo em 2018

A empresa de consultoria global de análise de educação Quacquarelli Symonds (QS) divulgou seu ranking das melhores universidades do mundo para se estudar arquitetura em 2018. A oitava edição do ranking comparou 2.122 instituições de ensino de todo o mundo que oferecem cursos de arquitetura, selecionando as 200 melhores a partir de critérios que incluem reputação acadêmica e no mercado de trabalho. 

Pelo quarto ano consecutivo, o MIT liderou a lista, à frente da Bartlett School of Architecture e da Delft University of Technology (TU Delft), que ocuparam o 2º e 3º lugares, respectivamente. Veja o ranking completo, a seguir:

DesignIntelligence divulga as melhores escolas de arquitetura nos EUA

Que faculdades dos Estados Unidos preparam melhor os estudantes para um futuro na profissão? DesignIntelligence enviou por e-mail profissionais da arquitetura e do design de interiores de todo os Estados Unidos e pediu-lhes para responder a esta pergunta, usando suas respostas para classificar as escolas da perspectiva daqueles com o poder de contratar graduados. Segundo o relatório, DesignIntelligence pesquisou "um total de 2.654 profissionais contratantes de 1.923 empresas", nos campos da arquitetura, paisagismo e design de interiores.

LineCAD disponibiliza uma enorme biblioteca gratuita de blocos CAD

Nossos leitores pediram e a mensagem é clara: "Queremos blocos de CAD, desenhos de referência em formato DWG e modelos de todos os tipos!" Ouvimos o chamado e apresentamos aqui o website www.linecad.com, uma plataforma repleta de blocos DWGs que vão muito além da arquitetura - tudo disponível para download gratuito.

85 horas de trabalho por semana: A vida de um mestrando de arquitetura

Este artigo de Kurt Nelson foi originalmente publicado no Medium.

Depois de ler o artigo do ArchDaily sobre as horas em que os estudantes de arquitetura trabalham fora da sala de aula, fiquei curioso. Concluí o Bacharelado em Arquitetura e atualmente estou matriculado no programa de Mestrado em Arquitetura na Universidade da Pensilvânia, então quanto tempo além das 22,2 horas por semana apresentadas pelo artigo eu passo trabalhando em casa? Os dados que eles apresentaram representavam apenas estudantes de primeiro ano, mas poderia ainda ser uma comparação interessante. Com isso em mente eu comecei a registrar uma semana do meu tempo, assim como você faria em um trabalho fora de casa. A seguir estão os resultados que obtive.

Pesquisa confirma que arquitetura é o curso que mais demanda tempo de estudo

Estudantes de arquitetura há muito tempo reclamam (ou se gabam) sobre as longas jornadas de trabalho exigidas pelo curso. Certamente, todos nós já pensamos em algum momento que nenhuma outra profissão exige tanto tempo de dedicação quanto a nossa, não é mesmo?

Agora, graças aos resultados do National 2016 Study of Student Engagement (NSSE) da Universidade de Indiana, essas afirmações foram respaldadas com alguns números: estudantes de arquitetura trabalham média de 22,2 horas por semana, mais de 2,5 horas a mais do que qualquer outro curso.

Pesquisa revela que 25% dos estudantes de arquitetura do Reino Unido buscam tratamento para problemas de saúde mental

Estariam o rigor e as dificuldades da formação em arquitetura causando sérios impactos na saúde mental dos estudantes? Uma recente pesquisa conduzida pelo Architect's Journal revelou que mais de um quarto dos estudantes de arquitetura do Reino Unido buscam ou já buscaram tratamento para problemas relacionados à saúde mental e outros 25% preveem que precisarão de tratamento no futuro.

Os resultados levaram Anthony Seldon, vice-chanceler da Universidade de Buckingham, a descrever a situação como "quase uma epidemia de problemas de saúde mental."

Ranking das melhores universidades para estudar arquitetura na América Latina

Há alguns meses divulgamos um ranking elaborado pela QS Top Universities, página dedicada à avaliação de universidades que, pela primeira vez, desenvolveu um estudo dividido por áreas para analisar as escolas de arquitetura de diferentes partes do mundo.

Na América Latina, Brasil e Chile lideram a lista de melhores universidades para estudar arquitetura, tendo, cada país, duas universidades na lista das 100 melhores. No Brasil se destacam a Universidade de São Paulo (33° lugar no ranking de melhores escolas de arquitetura do mundo e segundo lugar no ranking de universidades latino-americanas) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (4° lugar no ranking de melhores universidades da América Latina).

No Chile, a Pontificia Universidad Católica de Chile (UC) ocupa a 31ª posição no ranking de melhores escolas de arquitetura do mundo (primeiro lugar na lista de universidades latino-americanas) e a Universidad de Chile ocupa o 6° lugar na lista de melhores universidades da América Latina.

As 100 melhores universidades do mundo para estudar arquitetura

O website da QS publicou sua lista anual das melhores universidades do mundo em 2015, cobrindo 36 temas baseados em "reputação acadêmica, reputação dos empregadores, e impacto em pesquisa". A companhia, que disse analisar as 800 melhores universidades do mundo, começou a publicar seu ranking anual em 2011. Na lista das melhores universidades para estudar arquitetura deste ano aparecem duas universidades brasileiras, a Universidade de São Paulo, na 33ª posição, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, empatada com outras na 51ª colocação. Veja a seguir o ranking completo e acesse a lista interativa na página da QS.

Ranking de Faculdades de Arquitetura Brasileiras

O jornal Folha de S. Paulo divulgou recentemente seu Ranking Universitário Folha – RUF 2014, onde estão listadas as Escolas Superiores e Faculdades, públicas e privadas, que obtiveram as melhores colocações em diferentes quesitos, como “Qualidade de Ensino”, “Avaliação do Mercado” e nota no ENADE.

A lista de escolas de arquitetura abrande 239 cursos de todos os estados, com ligeira predominância de escolas privadas, e é interativa, ou seja, o ranking varia de acordo com a categoria que se deseja dar ênfase.