Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Dynamo

Dynamo: O mais recente de arquitetura e notícia

ArchiCAD ou Revit, qual escolher?

Atualmente, existem vários softwares de diversas empresas que são utilizados ao longo do ciclo de vida de um projeto executado sob metodologias BIM, no entanto, no que diz respeito ao estágio de desenvolvimento de modelos, ArchiCAD e Revit são os mais utilizados a nível mundial. Geralmente, considera-se que o Revit tem a maior parte do mercado, embora o ArchiCAD tenha aproximadamente 18 anos a mais. Na verdade, foi o primeiro software BIM no mercado. No entanto, isso não significa que o Revit seja uma ferramenta melhor que o ArchiCAD. Como vamos explorar abaixo, há muitas considerações a se ter em mente antes de chegar a uma conclusão.

Por que o design computacional vai mudar o modo como trabalhamos

Este artigo foi originalmente postado em ArchSmarter.

Hoje em dia, quase todo arquiteto usa o computador. Seja para modelagem  3D, documentação ou até mesmo para criar planilhas de programação, computadores são muito frequentes e estão infiltrados na profissão. Arquitetos agora precisam saber o mesmo tanto de software quanto de estruturas, códigos de obras, e projeto.

À medida que ferramentas se tornam mais poderosas e sofisticadas, precisamos evoluir e desenvolver nossos métodos de trabalho para permanecermos competitivos. Escrevi um artigo sobre como arquitetos devem aprender programação. Muitos dos problemas que necessitamos resolver não estão nas capacidades de programas fáceis e rápidos. Precisamos ajustar e personalizar as nossas ferramentas para trabalhar a maneira como trabalhamos. Criar nossas próprias ferramentas e softwares é um jeito de fazer isso.

Dito isto, a realidade é que nem todo mundo tem tempo ou facilidade para aprender a programar. Leva tempo e sempre temos projetos para terminar, desenhos para revisar e edifícios para projetar. Felizmente aqui estão algumas novas ferramentas disponíveis que oferecem o poder da programação sem a necessidade de toda aquela interminável codificação.

Entre no mundo da programação visual e projetos computacionais.

A revolução dos softwares de arquitetura: do padrão único ao DIY

Sempre fomos uma profissão de hackers. Cada edifício é único, feito a partir de inúmeras operações de alteração e modificação que trazem materiais e sistemas díspares em um todo coeso. Mas quando se trata de softwares a maioria de nós têm se contentado com o consumismo entusiasmado, aguardando ansiosamente os próximos lançamentos dos desenvolvedores de software, como Autodesk, McNeel (Rhino) e Bentley (MicroStation).

Faz cinco anos que lançamos oficialmente o nosso programa de pesquisa no Yazdani Studio of Cannon Design, e durante esse período, compreendemos que a evolução do nosso processo reflete no trabalho dos maiores arquitetos, mudando o relacionamento dos profissionais com os meios de produção. Especificamente, temos notado que no final de 2007, algo mudou. McNeel introduziu um plugin na programação visual chamado Grasshopper, e mais e mais arquitetos começaram a hackear suas ferramentas, bem como seus edifícios.

Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign + 7