Richard Gerald

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

O Colectivo MU e o urbanismo na escala humana em Bogotá

Colectivo Microurbanismo [MU] foi fundado há pouco menos de um ano com o objetivo de recuperar, reorganizar e revitalizar o espaço público em Bogotá através de ações temporárias e participativas. Segundo seus criadores Sharon Figueroa e Camilo Amezquita, isso suscita outras maneiras de abordar questões relevantes na cidade, como a mobilidade, proximidade, acessibilidade, equidade, apropriação, cultura, harmonia, habitabilidade, segurança, paisagem e a dotação de equipamentos públicos.

As intervenções realizadas por MU são descritas como pequenas apropriações ou acupunturas urbanas que tratam distintas temáticas frente a condicionantes específicas da cidade, devolvendo o espaço aos cidadãos em um ato de celebração do público ou propiciando a crítica sobre uma problemática relacionada ao espectro do cívico. "Com este propósito se desenvolveram intervenções de pequena escala elementais desde seu planejamento, atraentes no estético e social, realizáveis desde sua factibilidade, ágeis na execução, amáveis com os habitantes e geradoras de alto impacto na população", enfatizam seus criadores.

Além disso, o coletivo centra-se em várias estratégias de implementação como o urbanismo tático, o conhecimento de projetos concretos formulados através de políticas públicas e a experiência de outros atores do espaço público reforçando o caráter participativo a diferentes escalas em suas intervenções.

 18 x 18. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo)17 x 17. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo)Propuestas urbanas para el peatón. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo)Calles de juego. Image Cortesía de Sharon Figueroa  / Camilo Amézquita (Colectivo Microurbanismo)+ 23

Guia de arquitetura: 12 marcos da independência da Colômbia

Pouco mais de dois séculos se passaram desde os acontecimentos que estabeleceram as bases para a libertação da Colômbia. Hoje em dia, perduram marcas da história materializadas no tempo e na paisagem - palcos de disputas e lutas; lugares que resguardam a identidade história do país. 

Em comemoração à independência de nosso vizinho latino, selecionamos 12 lugares emblemáticos relacionados à libertação do país há 207 anos, e que por seu valor estético, histórico e geográfico, realçam os valores da arquitetura e do urbanismo colonial e republicano na Colômbia. 

Monumento al pantano de Vargas - Boyacá. Imagem © Guillermo Vasquez [Flickr], Licença CC BY-SA 2.0Puente del Común - Cundinamarca . Imagem © Pedro Felipe [Wikipedia], Licença  CC BY-SA 4.0Mompox - Bolivar. Imagem © Aecid Colombia [Flickr], Licença CC BY-SA 2.0La Quinta Bolivar - Bogotá. Imagem via @BogotaMania [Twitter]+ 12

Qual será o futuro do urbanismo após o conflito na Colômbia?

No processo de acordo de paz entre a Colômbia e a guerrilha, o arquiteto colombiano Enrique Uribe Botero dividiu no diário local El Espectador uma visão reflexiva sobre os 26 assentamentos transitórios propostos pelo governo para receber cerca de 8.000 ex-guerrilheiros em estruturas urbanas temporárias. Na opinião do autor, estes assentamentos estariam no caminho de transformarem-se em núcleos humanos permanentes.

Uribe baseia sua análise na compreensão das características urbanas, políticas e sociais das Zonas Veredales Transitórias de Normalização (ZVTN) que, segundo os acordos firmados pelas partes em conflito, deveriam ser estabelecidas no início de 2017 e funcionariam até 29 de Maio do mesmo ano, esperando que, para sua dissolução, a maioria de seus habitantes já se encontrassem incorporados a outros núcleos urbanos ou a programas de incentivo em áreas rurais.

A ZVTN utilizada como caso de estudo foi a Zona Veredal Mariana Páez, localizada na viela  Buenavista em Mesetas (Departamento de Meta), onde, ao término dos 180 dias do acordo, o assentamento longe do estágio transitório ou independente, transformou-se em um ato urbano sem precedentes, tendo em conta não só a posse das terras, mas também a criação de vínculos com o território em uma região que foi ocupada por décadas por seus atuais habitantes.

Zona Veredal Mariana Páez. Imagem via Zona Veredal Mariana Páez Mesetas Meta [Facebook]Zona Veredal Mariana Páez. Imagem via Zona Veredal Mariana Páez Mesetas Meta [Facebook]Cartografia Original Eduardo Orozco Añazco na arquitetura pós-conflito. Imagem © Richard GeraldZona Veredal Mariana Páez. Imagem via Zona Veredal Mariana Páez Mesetas Meta [Facebook]+ 10

Guia de arquitetura de Medellín: 20 lugares que todo arquiteto deve visitar

Em 2013, Medellín, na Colômbia, foi considerada a cidade mais inovadora do mundo no concurso City of the Year, organizado pelo The Wall Street Journal, competindo com cidades do nível de Nova Iorque e Tel Aviv.

Embora possa parecer improvável, este prêmio não é tão estranho: nos últimos anos, a cidade se converteu em um dos epicentros tecnológicos e intelectuais de maior influência da Colômbia, sem mencionar o importante desenvolvimento urbano que a cidade vem vivendo desde 2010. 

As infraestruturas integradas à mobilidade, juntamente com intervenções de alto impacto social, converteram Medellín no centro de debate sobre o crescimento e desenvolvimento das cidades latino-americanas. 

Em 20 projetos e lugares, contamos um pouco da história de uma cidade que apostou na consolidação urbana através de espaços públicos de qualidade e projetos que fomentaram a gestão cidadã apoiando o desenvolvimento de zonas marginais em um processo de reconstrução social em que a arquitetura desempenhou um papel importante como ferramenta de formulação espacial. 

Imagem © Manuela BonillaImagem  © Alejandro ArangoImagem  © Juan Manuel Peláez FreidelImagem  © Sergio Gómez + 21

Giancarlo Mazzanti: "Brincar é a capacidade de sair do cotidiano e voltar a ser sociável"

POdemos garantir que Giancarlo Mazzanti é um arquiteto midiático. Sua repercussão no âmbito da arquitetura é quase tão forte quanto o interesse que sua obra e sua postura geram para vários setores da sociedade colombiana.

O podcast The Frye Show faz parte do grupo de interessados no polêmico arquiteto e em seus hábitos criativos, os quais são colocados em cena através de duas conversas realizadas no final do ano passado, que expõem a complexidade da obra de Mazzanti.

Santalaia, o maior ecossistema vertical do mundo

Em um dos pontos de Bogotá mais próximos dos morros que definem a borda leste da cidade, com um dos índices de densidades mais elevados, encontra-se o maior ecossistema vertical do mundo, criado pelo biólogo Ignacio Solano e a consultora Groncol.

O projeto foi concebido sob a premissa de melhorar a habitabilidade através do uso de alternativas ecológicas que pudessem reduzir o impacto da construção e transformar o denso entorno urbano em um exemplo de sustentabilidade em grande escala, onde a biodiversidades e o uso de espécies endêmicas cria uma paisagem natural autêntica dentro da cidade. 

8 casas experimentais nas paisagens da Colômbia

O domínio do lar é talvez o âmbito mais íntimo que atende a arquitetura. Os espaços domésticos figuram como uma extensão multidimensional da cultura em relação ao privado, no sentido que facilitam a expressão individual dos usuários e se aproximam em maior grau da experiência cotidiana que qualquer outra tipologia.

A arquitetura doméstica na Colômbia conseguiu um amplo território de experimentação nas áreas rurais, se livrando das limitações do espaço urbano consolidado e incorporando variáveis naturais e geográficas em múltiplos resultados formais e diferentes graus de relacionamento com a dimensão paisagística.

A seguinte seleção de arquitetura doméstica é centrada na apreciação da paisagem como recurso utilitário da prática projetual, atingindo uma fusão controlada do meio natural e o espaço habitado. Os volumes resultantes são permeados pelo entorno através de pátios ou grandes aberturas sem desconhecer a atenção ao domínio doméstico.

Casa 40 / Sergio Reyes Rodríguez. Image © Santiago PinyolCasa Galería / GM Arquitectos. Image © Luis Fernando RamosCasa El Carajo / Obranegra Arquitectos. Image ©  Isaac RamírezCasa no Lago / De La Carrera Cavanzo. Image © Luis Alberto Mariño+ 41

Conheça 5 lugares emblemáticos de Bogotá com estes vídeos em 360°

O jornal colombiano El Tiempo, através de sua plataforma digital El Tiempo 360°, oferece a oportunidade de percorrer e explorar diferentes locais turísticos do mundo. Suas produções audiovisuais abrangem um amplo espectro cultural, ressaltando o valor do cotidiano e o encontro entre espacialidade, geografia e identidade. 

A plataforma escolheu Bogotá, percorrendo quatro de seus espaços mais emblemáticos com um mapa que ilustra também as obras urbanas e edificações. Junto a isso, os vídeos contam com uma pequena resenha sobre a paisagem e sua construção histórica. 

"Diálogos Tropi Nórdicos", uma viagem pela construção da paisagem escandinava

No último dia 9 de março, foi apresentado no Museu de Arte Moderna de Bogotá o seminário "Diálogos Tropi Nórdicos: arquitetura, arte e paisagem", um evento realizado por meio da iniciativa da Escola de Arquitetura e Design de Oslo, o MAMBO e a plataforma de conferências e publicações Jardín Parlante. O seminário contou com o apoio e direção dos arquitetos colombianos Luis Callejas e Giancarlo Mazzanti, os quais, desempenhando o papel de mediadores, apresentaram os arquitetos noruegueses Jeppe Aagaard Andersen, Janike Kampevold Larsen, Beate Hølmebakk e Per Tamsende.

Luis Callejas (LCLA Office) foi o encarregado por introduzir ao pública a forte influência que o ideário natural das paisagem escandinavas exerce sobre a arquitetura, em um encontro onde se desvanecem as fronteiras entre a arte e a paisagem através de operações sutis e precisas sobre geografias remotas, fazendo visível a relação da história com a disciplina em uma tentativa de transmitir o valor da paisagem.

10 colégios que integram os conceitos de comunidade e pedagogia na Colômbia

Os equipamentos educativos na Colômbia deixaram de desempenhar um papel específico na atualidade do país, e passaram a um modelo multifuncional com maior capacidade de compreensão das dinâmicas e tensões sociais emergentes em seus arredores. Os colégios se transformaram em condensadores sociais, afirmando a capacidade inerente à arquitetura de transformar o comportamento social rompendo a singularidade programática a favor de um espaço inclusivo e equitativo. 

A seguir apresentamos 10 colégios que conseguiram integrar dinâmicas de seus contextos imediatos às práticas pedagógicas, gerando, assim, modelos educacionais ativos na construção da cidade como elementos flexíveis e ajustáveis que podem receber espaços cívicos e educativos.

Escola Antonio Derka / Obranegra Arquitectos. Imagem © Alejandro ArangoColégio Lusitania Paz de Colombia / Camilo Avellaneda. Imagem © Carlos Alfonso AvellanedaInstituição Educativa Embera Atrato Medio / Plan:b arquitectos. Imagem © Alejandro ArangoParque Educativo Zenufaná / FP arquitectura. Imagem © Alejandro Arango+ 51

8 espaços educativos para crianças na Colômbia

Os espaços educativos para a primeira infância têm se transformado em infraestruturas pedagógicas inovadoras e racionais. A importância dos ambientes destinados a fortalecer a estimulação precoce representam a responsabilidade estética e projetual que abarca a composição destes espaços, sendo a escala o fator determinante na formulação arquitetônica. 

Os seguintes projetos nos apresentam uma reflexão sobre o valor da escala e o encontro sutil dos espaços privados com o vazio aglutinante, resultando em um conjunto pedagógico que realça a importância da formação educativa e a recreação como parte essencial do crescimento. 

Os processos projetuais tomados como modelo de trabalho geram, em diferentes maneiras, múltiplas dinâmicas educativas integradas ao formal como atores fundamentais para a formação acadêmica e o desenvolvimento das capacidades cidadãs na primeira infância. 

A Leroteca / Lacaja Arquitectos. Imagem © Rodrigo DávilaJardim de Infância El Porvenir / Giancarlo Mazzanti. Imagem © Rodrigo DávilaPré-Escola para Primeira Infância / Giancarlo Mazzanti. Imagem © Jorge GamboaA Leroteca / Lacaja Arquitectos. Imagem © Rodrigo Dávila+ 41

8 Projetos que estão transformando a arquitetura universitária na Colômbia

A arquitetura universitária caracterizou-se por definições estéticas, como resultado de construções históricas, sociais e acadêmicas em um espaço temporal específico. O espaço universitário compreendido conceitualmente como uma unidade morfológica, ou uma tipologia generalizada, definiria o traçado urbano do campus e a identidade de suas construções até o fim da modernidade.

A seguir apresentamos 8 projetos de arquitetura universitária que transformaram a concepção do espaço acadêmico na Colômbia de maneira objetiva, técnica e propositiva, gerando espaços e modelos pedagógicos adaptados a uma realidade onde o academicismo encontra-se em um estado de experimentação e constante mudança.

Faculdade de Artes Pontifícia Universidade Javeriana / La Rotta Arquitectos. Imagem © Jairo LlanoEscola Internacional de Desenho e Comércio Lasalle College / MRV arquitectos + NOAH arquitectura. Imagem © Jairo LlanoEDIFÍCIO TX / MGP Arquitectura y Urbanismo. Imagem © Rodrigo DávilaUniversidade EAN / Daniel Bonilla + Marcela Albornoz. Imagem © Rodrigo Dávila+ 41

Ex-secretária de transportes de Nova Iorque lidera a revolução urbana em Bogotá

A especialista em urbanismo e mobilidade Janett Sadik-Khan é a protagonista por trás de uma das revitalizasses urbanas mais radicais em cidades altamente adensadas. Sadik-Khan foi secretária de transportes durante a gestão municipal de Michael Bloomberg entre 2007 e 2013. Durante sua permanência no Departamento de Transportes, a cidade de Nova Iorque criou cerca de 650 quilômetros de vias para bicicletas e também as primeiras vias segregadas para veículos não motorizados nos EUA.

Sob sua liderança o departamento deu andamento à recuperação e adequação do espaço onde foram construídas 60 praças, incluindo a peatonalização da Times Square. Sadik-Khan supervisionou em 2013 o lançamento de Citi Bike, o maior sistema de aluguel de bicicletas no país, que a até a data foi utilizado por mais de 22 milhões de usuários e que mantém em funcionamento mais de 12.000 bicicletas.

Intervenção Bogotá - Plaza 80. Imagem via @JSadikKhan [Twitter]Times Square, Manhattan . Imagem via @JSadikKhan [Twitter]via @JSadikKhan [Twitter]Addis Ababa, Ethiopia. Imagem via @JSadikKhan [Twitter]+ 7

Guia de arquitetura de Bogotá: 21 lugares que todo arquiteto deveria conhecer

Uma colcha de retalhos costurada anacronicamente no tempo. Assim é Bogotá, uma metrópole que celebra o encontro de diferentes arquiteturas como resultado de um sentimento guiado pela modernidade e pela organicidade. Diversa e multicultural, a cidade tem feito diversos esforços para manter vivo os vestígios de sua história, porém, sem deixar de caminhar em direção a novos modelos formais de pensamento sobre a cidade e a arquitetura. 

Através de 21 lugares, apresentamos um breve guia para percorrer Bogotá, seus espaços cívicos e arquitetura pública, conhecendo um pouco da identidade da cidade. 

Torres del Parque / Rogelio Salmona. Imagem © Alejandro OjedaArchivo de Bogotá / Juan Pablo Ortiz. Imagem © Portal Bogotá [Flickr], licença  CC BY-SA 2.0Biblioteca Luis Angel Arango / Germán Samper Gnecco. Imagem © Dan Gamboa BohorquezNuevo Aeropuerto El Dorado / OPAIN. Imagem © PoluxTroy1983 [Wikipedia], licença  CC BY-SA 4.0+ 22

10 projetos de arquitetura leve, modular e adaptável na Colômbia

Os conceitos específicos de leveza, adaptabilidade e modularidade são a essência desta seleção. Os exemplos referenciados incluem todas ou algumas destas características e cada intervenção se destaca através de características particulares, as quais representam um código singular em resposta aos seus contextos: alto impacto social, espaço de construção mínimo, orçamentos reduzidos, trabalho colaborativo com comunidade e intervenções em áreas rurais, são algumas das condicionantes desses projetos.

Com esta recopilação de obras construídas pretende-se evidenciar os alcances e habilidades que dividem os autores quando seu trabalho está centrado em mediações restritivas, fazendo das limitações uma oportunidade para entregar aos habitantes alternativas assertivas além de uma resposta funcional ao programa que abrigam. 

A seguir, apresentaremos uma seleção de projetos que, por suas condições compositivas, estruturais e sociais, representam um grupo de intervenções que diante de contextos geográficos diferentes criam a tensão adequada para transformar um espaço em lugar. 

Pavilhão Desconectado / Plan:b arquitectos. Imagem © Sergio Gómez VIMOB / Colectivo Creativo Arquitectos. Imagem © Felipe OrviPoliedro Habitável / Manuel Villa Arquitectos. Imagem © Manuel Villa arquitectos Casa do Vento / Arquitectura Expandida. Imagem Cortesia de Arquitectura Expandida + 11

Panorama da arquitetura na Colômbia por arquitetos internacionais

O crescimento das instituições públicas, universidades e o setor privado na Colômbia criou a necessidade de conceber novas arquiteturas capazes de abrigar programas cada vez mais complexos, assumindo o papel da disciplina como o principal agente nos processos de renovação urbana e um fator necessário para posicionar o país no panorama global.

Na última década Colômbia se converteu no epicentro de importantes projetos realizados por arquitetos internacionais de alto nível como Richard Meier, Steven Holl, Rafael de la Hoz e Richard Rogers. Através de propostas urbanas distantes da retícula de origem espanhola tradicional na América Latina e com novas estéticas próprias de uma paisagem referencial contemporânea, a incidência de arquitetos internacionais começou a suscitar a importância de abordar a complexidade da disciplina como um assunto de primeira importância na construção das cidades.

A seguir, apresentamos o estado de 10 obras de arquitetos internacionais na Colômbia.

ATRIO / RSHP + Giancarlo Mazzanti . Image © RSHPPlan Maestro Centro Administrativo Nacional / OMA + Gomez Castro Arquitectos. Image © OMACentro Internacional de Convenciones ÁGORA BOGOTÁ / Juan Herreros + Daniel Bermudez . Image © Bermudez + Herreros Centro Cívico Universidad de Los Andes / Cristián Undurraga + Konrad Brunner . Image Cortesía de Cristián Undurraga + Konrad Brunner+ 42