Finn MacLeod

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Voo de drone sobre o canteiro de obras da Expo Milão 2015

A construção da Expo Milão 2015 está entrando em fase final, faltando apenas seis meses para tudo ficar pronto. Um rápido voo sobre o canteiro de obras mostra o Pavilhão da Itália - elemento central da Expo - com sua estrutura quase concluída e os demais pavilhões em progresso constante. O vídeo é o quinto de uma série de percursos de drone sobre o terreno, criada numa parceria entre a Expo Milão e a Telecom Italia.

Assista aos outros quatro vídeos, a seguir.

Instalação cria trilha sonora a partir da interação entre humanos e insetos

Dentro do pavilhão de madeira projetado pelo OFL Architecture o termo "ambiente construído" ganha outro significado. Em Wunderbugs, humanos se tornam espectadores do mundo natural ao passo que insetos trabalham em seis ecossistemas esféricos e sensores combinam seus movimentos formando uma teia de dados. Ao entrar no pavilhão os visitantes se transformam em componentes de uma trilha sonora interativa captada por sensoras e transmitida ao espaço, unindo a experiência humana e dos insetos. O projeto foi concebido para a segunda Maker Faire Europe em Roma.

Faça parte da experiência acústica interativa de Wunderbugs, a seguir.

Cortesia de OFL Architecture Cortesia de OFL Architecture Cortesia de OFL Architecture Cortesia de OFL Architecture + 13

Em Construção: West 57th Street / BIG

Image © Field Condition
Image © Field Condition
  • Arquitetos

    BIG
  • Localização

    West 57th Street, Nova York, NY, EUA
  • Arquitetos Responsáveis

    Bjarke Ingels, Thomas Christoffersen
  • Líder do Projeto

    Beat Schenk
  • Arquiteto do Projeto

    David Brown
  • Equipe de Projeto

    Alessandro Ronfini, Sören Grünert, Maya Shopova, Lauren Turner, Tiago Barros, Tyler Polich, Ivy Hume, Yi Li, Daniel Sundlin, Thomas Fagan, Aaron Hales, Hongyi Jin, Mina Rafiee, Tara Hagan, Rakel Karlsdottir, Celine Jeanne, Aleksander Tokarz, Alessio Valmori, Alvaro Garcia Mendive, Felicia Guldberg, Gabrielle Nadeau, Ho Kyung Lee, Julian Liang, Julianne Gola, Lucian Racovitan, Marcella Martinez, Dominyka Mineikyte, Eivor Davidsen, Gul Ertekin, Maria Nikolova, Minjae Kim, Mitesh Dixit, Nicklas Rasch, Riccardo Mariano, Stanley Lung, Steffan Heath, Thilani Rajarathna, Xu Li, Christoffer Gotfredsen
  • Arquiteto de Registro

    SLCE Architects
  • Paisagismo

    Starr Whitehouse
  • Ano do projeto

    2015
  • Fotografias

Image © Field Condition Image © Field Condition Image © Field Condition Image © Field Condition + 15

Aluno de Zaha Hadid propõe um porto para turismo e pesquisa na Antártida

Icebergs que se transformam em hubs multifuncionais para pesquisa, transporte e alojamento é a nova proposta desenvolvida no estúdio liderado por Zaha Hadid na University of Applied Arts in Vienna. Concebido pelo estudante de arquitetura Sergiu-Radu Pop, o projeto propõe um ponto de chegada na última fronteira do desenvolvimento mundial e emprega o biomimetismo como ferramenta primária, replicando os contornos assimétricos da costa continental.

Saiba mais sobre essa instalação de pesquisa na Antártida, a seguir.

Cortesia de Sergiu-Radu Pop Cortesia de Sergiu-Radu Pop Cortesia de Sergiu-Radu Pop Cortesia de Sergiu-Radu Pop + 17

A arquitetura do happy hour

CAD Drinks. Cortesia de Shaan Hurley
CAD Drinks. Cortesia de Shaan Hurley

Frank Gehry, Daniel Libeskind, e Rem Koolhaas vão a um bar. O que eles pedem? CAD Drinks, é claro! Drinks como você nunca antes viu, feitos na escala certa, com o conteúdo dividido meticulosamente. Veja a seguir uma série de bebidas famosas desenhadas com cores e texturas que explicam exatamente como prepará-las. Baixe o arquivo de Autocad e experimente!

Hackeando a Bienal: "Project Source Code" usa realidade aumentada para criar uma exposição invisível

Este ano na Bienal de Veneza, nem todas as exposições são visíveis. O escritório Ozel Office, de Los Angeles, "hackeou" a Bienal com a ajuda de outros grandes escritórios: Asymptote Architecture, Greg Lynn Form, Neil M. Denari Architects, Murmur, e Oosterhuis Lenard. Juntas, essas firmas criaram um subversivo anexo digital à Bienal, acessível apenas através de um portal virtual que revela um mundo de modelos flutuantes e objetos em movimento ativados por elementos físicos do pavilhão central, que tem curadoria do próprio Koolhaas.

Saiba mais sobre esse exposição, a seguir.

The VW Beetle Shell, 1967, and The Utah Teapot, 1975, Ivan Sutherland and Martin Newell. Cortesia de Ozel Office Corrugated Duct House, Neil M. Denari Architects. Cortesia de Ozel Office Virtual Trading Floor, Asymptote Architecture. Cortesia de Ozel Office Spreebogen Master Plan, 1993, Roberge, Rudy, Hoffman, Koebel. Cortesia de Ozel Office + 7

Cliff House, não aconselhada aos que têm medo de altura

Imagine-se acordando todos os dias com uma vista de 180° para o oceano sem deixar o conforto de sua sala de estar. Os proprietários da Cliff House (ainda não construída) contrataram o escritório australiano Modscape para projetar a casa dos seus sonhos - pairando dobre o mar, presa à borda de um penhasco. A Cliff House redefine o significado de "viver perigosamente" com suas amplas aberturas do chão ao teto e delicada estrutura metálica.

A casa de quatro pavimentos se desenvolve abaixo de uma garagem para dois carros no topo de um penhasco, virtualmente invisível de longe. O carro fica estacionado no topo da residência, acessível através de uma discreta escada que leva até o nível inferior. Uma vez em seu interior, o morador se depara com vistas panorâmicas para o oceano em todos os ambientes. Os espaços são empilhados e o nível de privacidade aumenta medida que descemos a escada; assim, a cozinha se localiza acima da sala de estar, que está acima dos quartos, que contam com um terraço privativo no nível mais baixo. A residência, de dimensões modestas, conta com uma cozinha completa, sala de jantar, três quartos, dois banheiros e um spa no terraço aberto.

OfficeUS propõe museu flutuante para o concurso Guggenheim Helsinki

Quando visitar as galerias do Guggenheim Helsinki, talvez você precise de coletes salva-vidas. Este projeto desenvolvido para o concurso Guggenheim Helsinki propõe um museu flutuante que viaja de São Petersburgo a Tallinn e, finalmente, Helsinki. Concebido como um projeto hipotético, a equipe do OfficeUS aprofundou a noção de transitoriedade no novo mundo do "turismo arquitetônico". A descrição diz: "O museu desenvolve uma infraestrutura completamente nova, oferecendo os benefícios fiscais estratégicos de armazenamento de obras de arte em trânsito, ao mesmo tempo que elabora exposições com algumas das mais importantes obras de arte e design modernos." As exposições incluem (hipoteticamente) obras de Olafur Elliasson, Yves Klein e Thomas Demand.

Seriam as construções abandonadas ruínas da modernidade?

Ruínas antigas são algo comum na Europa - há muitos exemplos famosos como Pompeia, o Partenon, o Coliseu - mas o que dizer das novas ruínas? Esqueletos de edifícios incompletos agora povoam o skyline das cidades europeias. Uma forma de momento mori, essas construções abandonadas provam que nenhuma estrutura é permanente ou imune aos desejos cambiantes de uma sociedade em fluxo. O fotógrafo inglês Sam Laughlin documenta o surgimento dessas "ruínas" em sua série Frameworks, um exame contemporâneo do envelhecimento do ambiente construído.

Entre no mundo abandonado de Frameworks e veja outras fotografias de Laughlin, a seguir.

© Sam Laughlin © Sam Laughlin © Sam Laughlin © Sam Laughlin + 16

RMJM projeta torre inspirada em peixe revestida com "escamas" de alumínio

O estúdio RMJM foi recentemente contratado para construir uma torre de observação de 93 metros de altura inspirada na importância da água para o histórico distrito de Doumen, Província de Guangdong, China. Situada na confluência de dois rios, na orla de Zhuhai, a Doumen Observation Tower é inspirada na forma de um peixe saltando sobre a água e será revestida com "escamas" de alumínio que protegerão seu interior do forte sol do sudeste chinês. A torre ocupará uma projeção mínima e será circundada por uma grande praça pública.

Saiba mais detalhes da Doumen Observation Tower, a seguir.

Projeto do BIG para o Kimball Art Center é rejeitado novamente

Projeto revisado para o Kimball Art Center. Cortesia de BIG
Projeto revisado para o Kimball Art Center. Cortesia de BIG

Após realizar grandes alterações no projeto previamente negado, a proposta do escritório BIG para o Kimball Art Center, localizado em Park City, no estado de Utah, foi rejeitada pela segunda vez. A prefeitura reprovou o projeto com base em sua aparência, argumentando que ele não se relaciona "estética, visual ou historicamente" com o centro da cidade. O segundo projeto do BIG é completamente diferente daquele que fora escolhido como vencedor da competição de projetos promovida pelo Kimball Art Center.

Roma lança concurso para repensar o maior aterro sanitário da Europa

Um grande concurso que visa soluções para a reutilização do aterro Malagrotta, um dos maiores da Europa, foi lançado. Após o fechamento de Malagrotta em agosto de 2013 devido a seu tamanho e impacto negativo nas comunidades próximas, a Prefeitura de Roma iniciou um processo de redesenvolvimento através do engajamento comunitário. Equipes multidisciplinares são convidadas a desenvolver propostas para reinventar o terreno de 240 hectares. O concurso tem como objetivo iniciar uma discussão sobre propostas de longo prazo para a área.

O Sonho Chinês: Originalidade arquitetônica não incluída

Procurando a casa dos seus sonhos? Cerca de madeira, garagem (com carro incluído), tabela de basquete e flores no jardim, disponível agora no tranquilo bairro de Rancho Santa Fé, em Xangai, China. De acordo com esse artigo do The Guardian, "O Sonho Chinês" está se espalhando pela República Popular, com modelos ocidentais de planejamento replicados que mostram resultados tão ineficazes quanto os originais. O artigo expõe uma visão do papel do fetichismo arquitetônico americano na China de hoje, e como o governo está lutando para conter essa tendência. Leia o artigo completo aqui.

Instalações urbanas vencedoras do 180 Creative Camp são construídas em Abrantes

Doze mil pares de calçados e uma escultura geométricas giratória foram dispostas no centro da cidade de Abrantes, Portugal, e lá permaneceram entre 13 e 20 de julho. As instalações foram as duas propostas vencedoras do 180 Creative Camp 2014, organizado pelo Canal 180, de Portugal, para promover projetos de intervenções urbanas.

O concurso, criado através da parceira entre o ArchDaily, o Canal 180 e a Prefeitura de Abrantes, recebeu 72 propostas de 18 países, e contou com um júri composto pela Editora Executiva do ArchDaily, Becky Quintal, o Diretor Executivo do Canal 180 e um representante da Prefeitura de Abrantes. As duas equipes vencedoras receberam 2.500 euros para construir a instalação no centro da cidade.

Mais informações e imagens das propostas vencedoras, a seguir.