O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Cidade Ativa

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Qual o impacto da primeira Rua Completa em São Paulo?

14:00 - 18 Junho, 2018
Qual o impacto da primeira Rua Completa em São Paulo?, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa

O conceito de Ruas Completas ganhou visibilidade nos últimos anos e chegou ao Brasil trazendo a visão de que ruas devem ser planejadas, projetadas, operadas e mantidas para permitir deslocamentos seguros, convenientes e confortáveis para todos os usuários, independente de sua idade, habilidades ou meio de transporte.

Você sabe o que é necessário para promover o uso da bicicleta como meio de transporte nas cidades brasileiras?

14:00 - 7 Maio, 2018
Você sabe o que é necessário para promover o uso da bicicleta como meio de transporte nas cidades brasileiras?, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa

Como já tem sido discutido em diversos países do mundo, a promoção da bicicleta como meio de transporte tem diversos benefícios para as cidades e seus cidadãos, tais como: redução de doenças crônicas (como hipertensão e doenças cardiorespiratórias), taxas menores de sobrepeso e obesidade, menos mortes e lesões no trânsito, níveis mais baixos de poluição do ar, entre outros. Apesar de constantemente disseminados todos esses impactos positivos, na América Latina menos de 10% [1] da população adulta usa a bicicleta como meio de transporte, enquanto que em países europeus como Holanda e Dinamarca, esse número ultrapassa 25% das viagens [2].

Com o objetivo de melhor compreender a relação entre ambiente construído e promoção da bicicleta no Brasil, um estudo [3] buscou entender as associações entre uso da bicicleta como meio de transporte e ciclovias e transportes de massa na cidade de São Paulo. A pesquisa foi

Seja voluntária(o) no "Olhe o Degrau Ermelino Matarazzo"

11:00 - 27 Abril, 2018
Seja voluntária(o) no "Olhe o Degrau Ermelino Matarazzo", Oficina de pintura Olhe o Degrau Ermelino Matarazzo
Oficina de pintura Olhe o Degrau Ermelino Matarazzo

A Cidade Ativa está liderando mais uma ação do Olhe o Degrau, dessa vez em uma escadaria em Ermelino Matarazzo. Vamos intervir no local realizando pintura nos degraus e patamares. Em parceria, o Zoom Urbanismo Arquitetura e Design vai apoiar a intervenção com uma oficina de mobiliário em madeira e pneu.

Morar perto de praças e ciclovias pode influenciar na prática da caminhada no tempo de lazer?

14:00 - 2 Abril, 2018
Morar perto de praças e ciclovias pode influenciar na prática da caminhada no tempo de lazer?, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa

O acesso a espaços livres públicos é importante para aumentar a prática de atividade física durante o lazer em países de alta renda, como mostram estudos, mas ainda há poucas evidências em países de renda média. Mais do que isso, em países como Brasil e Colômbia, por exemplo, a prática de atividade física no tempo de lazer ainda é menor do que em países de alta renda, como Estados Unidos, situação que não mudou nos últimos anos.

Como podemos planejar cidades que priorizem pedestres?

14:00 - 5 Fevereiro, 2018
Como podemos planejar cidades que priorizem pedestres?, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa
© Cidade Ativa
© Cidade Ativa

Cidades ativas são aquelas em que a população pode fazer escolhas mais saudáveis e sustentáveis. Para que isso seja possível, as cidades devem proporcionar acesso a espaços públicos e serviços de qualidade a todas as pessoas, garantindo que possam passear, descansar, brincar e se exercitar em praças, parques e equipamentos. Cidades ativas são também compactas, nas quais a proximidade entre a moradia e o trabalho, escola, serviços, lazer faz com que as redes de mobilidade a pé, cicloviária e de transporte público sejam mais eficientes e melhores distribuídas no território. Assim, a escolha pelo modal a pé ou bicicleta nos deslocamentos diários se torna viável. Por isso, cidades ativas são, necessariamente, mais caminháveis.

Como o desenho urbano pode salvar vidas?

14:00 - 14 Dezembro, 2017
Como o desenho urbano pode salvar vidas?, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa

Quando a questão sobre mortes e lesões no trânsito é colocada em pauta, rapidamente a associamos aos limites de velocidade. Especialistas do mundo todo concordam que essa é uma das principais e mais eficientes medidas que asseguram a segurança viária: quanto maior a velocidade do veículo, menor a chance de sobrevivência em um impacto. Por exemplo, ser atingido por um veículo a 80km/h é o mesmo que cair de uma altura de 9 andares (cerca de 30 metros de altura). Mas, se as velocidades são indicadas por placas de trânsito, qual é então o papel do desenho urbano na segurança e proteção das pessoas?

O que é necessário para sair da nossa zona de conforto e mudar nossa relação com a cidade?

14:00 - 6 Novembro, 2017
O que é necessário para sair da nossa zona de conforto e mudar nossa relação com a cidade? , © Cidade Ativa
© Cidade Ativa
© Cidade Ativa
© Cidade Ativa

O que nos motiva a mudar a maneira como nos deslocamos pela cidade, onde fazemos compras ou o destino do lazer no domingo? Quais são os fatores determinantes que nos levam a rever como nos relacionamos com nossa vizinhança, com nosso bairro ou cidade?

Cidade Ativa Adverte: carros fazem mal à saúde

14:00 - 25 Setembro, 2017
Cidade Ativa Adverte: carros fazem mal à saúde, © Cidade Ativa e Estúdio Rebimboca
© Cidade Ativa e Estúdio Rebimboca

Por muitas décadas, fumar representou status, charme e elegância, sendo o cigarro objeto do desejo de inúmeras gerações. Ao perceber que aproximadamente 25% da população brasileira era fumante, o Ministério da Saúde impôs, em 2002, que os representantes das marcas de cigarro adicionassem mensagens de advertência sobre as substâncias tóxicas presentes no produto e suas graves consequências à saúde. Dez anos depois da medida, essa taxa já havia baixado para 15% da população.

Mas o que isso tem a ver com os automóveis?

Cidades ativas são cidades para o brincar

12:00 - 28 Agosto, 2017
Cidades ativas são cidades para o brincar, Paulista Aberta. Image © Cidade Ativa
Paulista Aberta. Image © Cidade Ativa

A importância de brincar na infância colabora para o desenvolvimento social, físico e emocional das crianças. Essa atividade permite que elas que interajam de modo espontâneo umas com as outras e com o espaço, desenvolvendo sua criatividade e sua capacidade de  compartilhar e conviver em sociedade.

Para uma parcela da população, o ato de brincar é relacionado a playgrounds em condomínios fechados. Essa escolha por espaços privados está associada a uma visão negativa sobre a cidade, de que ela é insegura, violenta e degradada. Essas crianças só conhecem a cidade através da janela do carro, do transporte escolar, ou através de uma grade, e isso pouco contribui para seu aprendizado e desenvolvimento, já que deixam de conviver com pessoas diferentes e de aprender sobre o local em que vivem. Para outra parcela da população, o brincar é limitado a espaços informais, não projetados originalmente para essa atividade. Na maioria dos bairros periféricos faltam áreas de lazer para crianças, que, por falta de opção, acabam se expondo aos riscos de locais impróprios para o brincar.   

Cidades mais ativas e segurança viária

14:00 - 7 Agosto, 2017
Cidades mais ativas e segurança viária, Travessia de pedestres na Avenida Faria Lima, em São Paulo. Image © Cidade Ativa
Travessia de pedestres na Avenida Faria Lima, em São Paulo. Image © Cidade Ativa

A segurança viária e redução das mortes e lesões no trânsito têm sido encaradas como prioridade em diversos lugares do mundo. A OMS (Organização Mundial da Saúde), inclusive, definiu esta como a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, na qual governos de todo o mundo se comprometeram a tomar novas medidas para reduzir em 50% os níveis de mortalidade e lesões de trânsito nesses 10 anos. 

A redução da velocidade nas vias é utilizada como ferramenta essencial para diminuir mortes e lesões. No Brasil, cidades como São Paulo e Curitiba implementaram, nos últimos anos, perímetros onde é regulamentada uma velocidade máxima baixa, como as Áreas 40 e Áreas Calmas, respectivamente. Essas medidas têm como objetivo melhorar a segurança dos usuários mais vulneráveis do sistema viário, pedestres e ciclistas, buscando a convivência pacífica e a mitigação de atropelamentos na área. Em São Paulo, essas mudanças se mostraram efetivas: 2015 foi o ano com menor número de mortes desde 1998, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Infelizmente, com o abandono de parte dessas medidas pela nova gestão, assiste-se agora a um novo aumento: no primeiro semestre de 2017 houve 23% mais óbitos de pessoas a pé e 75% de pessoas pedalando, em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

A importância dos deslocamentos ativos na infância e adolescência

14:00 - 3 Julho, 2017
A importância dos deslocamentos ativos na infância e adolescência, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa

A escola faz parte do cotidiano das crianças e adolescentes, mas muito do que acontece além da sala de aula pode influenciá-los. Caminhar até a escola é uma atividade capaz de educar e auxiliar na formação do aluno, despertando novos olhares para os espaços públicos da cidade. Mas como andam as nossas crianças e adolescentes?

Como fazer calçadas ativas?

14:00 - 29 Maio, 2017
© Cidade Ativa
© Cidade Ativa

Uma cidade inclusiva, resiliente e saudável, deve, em primeira instância, colocar seus cidadãos como prioridade no planejamento e desenho urbano, com estratégias que ofereçam a eles boas experiências e que atendam às suas necessidades. As calçadas, como importantes elementos na rede de espaços públicos das cidades, são um território complexo pensado, geralmente, a partir de conceitos técnicos e construtivos que desconsideram aqueles que usufruem e transitam nestes espaços. É nesse contexto que se propõe o Safári Urbano, uma ferramenta para analisar calçadas a partir da experiência dos pedestres.

Mobilidade é questão de desenho urbano

14:00 - 2 Maio, 2017
© Osman Rana. Image via Unsplash. Licensed by CC0 1.0 Universal (CC0 1.0)
© Osman Rana. Image via Unsplash. Licensed by CC0 1.0 Universal (CC0 1.0)

A crise da mobilidade urbana inspirou a reflexão sobre os modais de transporte e sua relação com eficiência, tempos de trajetos, poluição gerada, infraestrutura necessária, custos de implantação e operação e os impactos na saúde dos usuários. Atualmente, governos realizam grandes investimentos em novas infraestruturas que permitem que populações equivalentes a cidades inteiras se desloquem longas distâncias diariamente. Em São Paulo, por exemplo, o equivalente à população do Uruguai sai da Zona Leste para o Centro todos os dias.

A sua cidade cuida de você?

14:00 - 3 Abril, 2017
A sua cidade cuida de você?, © Cidade Ativa
© Cidade Ativa

Como é a sua rua? Dá vontade de caminhar na calçada? Você se sente seguro andando de bicicleta por ela? 

Sabe essa sensação de que o seu dia poderia ser melhor aproveitado? Se você não está fazendo tanto exercício quanto gostaria, saiba que a preguicinha não é a única responsável. Talvez você ainda não tenha percebido, mas a forma da sua cidade também tem grande influência sobre seus hábitos. 

Como anda a mobilidade a pé no Brasil?

14:00 - 14 Março, 2017

Projeto ‘Como Anda’​ quer fortalecer a mobilidade a pé no Brasil: compreender quem são e como atuam as organizações que trabalham com o tema, promover a pauta com levantamento de dados e estudos de caso e contribuir com a articulação do movimento.

Evento: “Fit Cities São Paulo”, na Biblioteca Brasiliana da USP

15:00 - 14 Abril, 2014
Evento: “Fit Cities São Paulo”, na Biblioteca Brasiliana da USP

No próximo dia 16 de abril, o USP Cidades e o Cidade Ativa promovem, na Biblioteca Brasiliana, na USP, a Conferência Fit Cities São Paulo, em parceria com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAUUSP) e a Faculdade de Medicina (FMUSP) e apoio do Mobilize Brasil, da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), da EMBARQ Brasil, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA).

A primeira reunião da iniciativa quer provocar a discussão sobre a qualidade dos espaços públicos da cidade e a qualidade de vida de seus habitantes, chamando atenção para os maiores problemas de saúde nos centros urbanos: obesidade, hipertensão, diabetes e doenças causadas ou agravadas pela poluição.