AS+GG divulga projeto de novo distrito financeiro na China

AS+GG divulga projeto de novo distrito financeiro na China

O escritório de arquitetura Adrian Smith + Gordon Gill, com sede em Chicago, acaba de apresentar novas imagens para o projeto do novo Distrito Financeiro de HeXi Yuzui, em Nanjing, China. A AS+GG é responsável tanto pelo desenvolvimento urbano da área quanto pelo projeto de um arranha-céu de quinhentos metros de altura, concebido para se tornar o ponto focal do novo distrito financeiro do oeste da China, o qual pretende atrair novos investidores, visitantes e turistas do mundo todo.

Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE
Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE

A AS + GG, fundada em 2006 pelos sócios Adrian Smith, Gordon Gill e Robert Forest, venceu, em 2018, o concurso de arquitetura para o desenvolvimento de uma área de mais de 850.000 metros quadrados na cidade de Nanjing, no oeste da China. A proposta apresentada pelos arquitetos de Chicago conta ainda com um arranha-céu de meio quilômetro de altura, um novo marco urbano para o skyline de Nanjing. Um projeto que segundo os próprios arquitetos deverá “trazer benefícios para toda a região, incluindo novas vias de acesso e conexões com o rio, além de novas linhas de transporte público e muitas outras oportunidades culturais, naturais e tecnológicas.

Com muita alegria queremos anunciar que projeto do novo Distrito Financeiro de HeXi Yuzui segue avançando, inclusive contando com a colaboração do Jinmao Group. […] Este projeto pretende atrair investimentos nas mais variadas frentes, criando um novo centro que acolherá milhares de pessoas, um distrito concebido em torno da cultura, natureza, entretenimento e tecnologia. O conceito da torre, e principal edifício de HeXi Yuzui, foi inspirado nas correntes do rio Yangtze, expressando a beleza e a fluidez do novo estilo de vida que pretendemos criar com este projeto. -- Adrian Smith, arquiteto sócio da AS+GG.

Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE
Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE

Atualmente a AS+GG conta com diversos projetos em andamento nos Emirados Árabes Unidos, Canadá, China e Arábia Saudita. O masterplan para o novo Distrito Financeiro de Nanjing está composto, além do já mencionado arranha-céu, por uma série de outras torres de escritórios de 100 metros até 350 metros de altura, além de uma torre residencial de 86 metros de altura. O icônico edifício que esta sendo desenvolvido pela AS+GG em colaboração com o Jinmao Group, deverá ser um dos “mais altos edifícios a receber a certificação LEED GOLD, em 2025, ano previsto para a conclusão das obras do novo distrito financeiro”. No topo dos seus mais de 500 metros de altura, um mirante panorâmico proporcionará incríveis vistas para o skyline de Nanjing e toda a região.

Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE
Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE

As linhas fluidas, inspiradas nas correntes do rio Yangtze, que compõe a fachada do edifício, funcionam como elementos de proteção solar capazes de criar um jogo dinâmico de luz e sombra que proporcionará uma sensação de profundidade à fachada do arranha-céu, uma estrutura “projetada para minimizar a interferência dos ventos fortes, otimizando o desempenho estrutural, a sua funcionalidade e a transparência da torre”.

Para que o projeto de um arranha-céu permaneça relevante nos dias de hoje, ele deve ser fiel tanto aos avanços tecnológicos quanto culturais de seu tempo. A cada dia mais, programas específicos estão sendo introduzidos em espaços cada dia mais altos, como áreas sociais e espaços de convívio e socialização. A altura já não é o grande desafio da engenharia e arquitetura, apenas mais uma expectativa a ser cumprida. Atualmente, não é a altura que faz de um edifício especial, atraente ou interessante. -- Gordon Gill, arquiteto sócio da AS+GG.

Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE
Cortesia de ADRIAN SMITH + GORDON GILL ARCHITECTURE

Pensando nisso, procuramos valorizar a experiência do usuário no interior do edifício, promovendo espaços de trabalho que favoreçam o bem-estar das pessoas, além de maximizar as condições de conforto. Equipado com uma série de sistemas inteligentes e alta eficiência energética, a nova torre de Nanjing tem como principal objetivo receber a certificação LEED Gold. Isso significa que o edifício conta com um sistema de captação e gerenciamento das águas pluviais, reduzindo em 55% o uso de água potável em ambientes fechados. Além disso, o edifício foi concebido para “minimizar o consumo geral de energia através de uma combinação de diferentes estratégias, como a redução das cargas térmicas, uma fachada de alto desempenho e estanqueidade, com sistemas de proteção que minimizam a incidência direta dos raios de sol no interior do edifício.”

O projeto da fachada do edifício foi desenvolvido com o auxílio de sistemas computadorizados de teste e avaliação de desempenho. A eficiência dos sistemas de fachada foi o catalisador da expressão formal da torre. Não apenas do principal arranha-céu, mas de todas as torres, as quais foram posicionadas e orientadas para melhor aproveitar desde a iluminação e ventilação natural até a captação das águas da chuva.-- Robert Forest, sócio e gestor do projeto AS+GG.

Galeria de Imagens

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Harrouk, Christele. "AS+GG divulga projeto de novo distrito financeiro na China " [AS+GG Releases Design for New Financial District in China] 18 Nov 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/928528/as-plus-gg-divulga-projeto-de-novo-distrito-financeiro-na-china> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.