Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Trienal de Lisboa explora a relação entre agricultura e arquitetura no mundo contemporâneo

Trienal de Lisboa explora a relação entre agricultura e arquitetura no mundo contemporâneo

Dentro do escopo de A Poética da Razão, a Trienal de Arquitetura de Lisboa deste ano explora o nexo entre a Agricultura e a Arquitetura, dois campos complementares que começaram a despontar há cerca de 10 mil anos, na Revolução Neolítica e, posteriormente, no Antropoceno. Dado o atual problema ambiental, a hipótese básica da exposição Agricultura e Arquitectura: Do Lado do Campo, com curadoria de Sébastien Marot, é que nenhum raciocínio consistente pode se desenvolver no futuro de ambas as disciplinas, a não ser que estas sejam de novo aliadas e repensadas fundamentalmente em conjunto uma com a outra.

McLean, Virginia, 1978. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
McLean, Virginia, 1978. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

A exposição inaugura no dia 5 de outubro e ocupa as dependências da Garagem Sul – CCB. Leia, a seguir, a explicação da mostra pelos curadores.

Da curadoria: Com as suas duas longas filas de pilares, a planta da Garagem Sul evoca a de uma basílica ou catedral: uma nave ladeada por dois corredores. Isso levou-nos a estruturar o nosso guião em três componentes paralelas.

Ferme du Bec Hellouin. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
Ferme du Bec Hellouin. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

Nave

O nosso guião central é didático e consiste em 42 painéis dispostos em 6 linhas temáticas de pensamento. Compõem uma jurisprudência de ideias, momentos e figuras que se podem ter em mente quando se considera o nexo entre a agricultura e a arquitetura, e a sua evolução. Os visitantes são convidados a passear entre essas cartas, como num jogo de paciência. Ao progredir em direção ao coro, descobre-se a parte de trás dessas cartas. Usamo-las para invocar, como se a partir do ventre da imaginação colectiva da arquitetura, uma constelação de projetos ou imagens famosas que falam por si próprios. Nenhuma regra fixa determinou a sua posição, a não ser o seu contraponto ou ressonância com os painéis frontais localizados atrás ou à sua frente. Vamos viajar. Os textos nos painéis dianteiros não devem intimidar ninguém. A sua função é fornecer uma ajuda ocasional para uma melhor compreensão dos tópicos abordados por cada painel. A navegação estimada ou apressada é bastante bem-vinda. O livro-catálogo está aqui para quem estiver ansioso por dissecar o guião inteiro.

 Clairière Culturale. Cortesia de Wladyslaw Sojka. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
Clairière Culturale. Cortesia de Wladyslaw Sojka. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

Coro

Como a história e a teoria são fúteis se não forem estimuladas por uma chamada de atenção para entendermos onde estamos, toda a nossa jurisprudência conduz à 7ª secção que ocupa o coro. Lá, tentamos sintetizar, em quatro grandes desenhos de paisagem, as direções concorrentes que a dialéctica da cidade e do campo, bem como da agricultura e da arquitetura, podem seguir atualmente. Incorporação, Negociação, Infiltração e Secessão são enquadradas como os pontos cardeais de uma rosa dos ventos, na qual os visitantes são encorajados a refletir sobre qual poderia ser a sua posição. A nossa não é neutra. Ao fornecermos esta bússola, a nossa intenção é desafiar a ideia comum, muito preponderante entre os arquitetos, de que as cidades e a condição metropolitana são o destino manifesto da humanidade. Na nossa opinião, o que o problema ambiental atual exige urgentemente dos designers é, efetivamente, uma nova poética da razão: uma "lean logic".

Back Pier - Vittorio Aureli Stop City 2007. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
Back Pier - Vittorio Aureli Stop City 2007. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

Corredores

A ala esquerda da Garagem Sul é um corredor gigante onde exibimos uma cronologia num fresco com 60 metros, sintetizando as evoluções paralelas da agricultura e da arquitetura (e subsequentemente do urbanismo) desde o seu berço comum na era Neolítica. Neste "work in progress", várias mudanças ambientais, técnicas ou sociopolíticas são destacadas por terem mudado a forma como as sociedades humanas moldaram e transformaram o seu ambiente. Serve para ajudar os nossos visitantes a localizarem as vinhetas da nossa jurisprudência numa história comum e chamar a sua atenção para a dinâmica dessas evoluções paralelas: um espelho retrovisor indispensável, se quisermos dissipar a nuvem de falsas promessas que nos cerca hoje e abordar seriamente a derradeira questão: Que direito razoável à esperança podemos ter?

R. Buckminster. Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA transportando um domo de 5 pés através de helicóptero, 1954. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
R. Buckminster. Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA transportando um domo de 5 pés através de helicóptero, 1954. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

Quanto ao corredor da direita, ele está dividido em várias câmaras que usamos como um cinema "multiplex", mostrando excertos de filmes, documentários e entrevistas. Se a recolha de uma jurisprudência histórica consistente é essencial para entender a nossa situação hoje, nada é mais revigorante do que interagir com aqueles que tomaram o lado do campo e dedicaram as suas vidas e competências à gestão de mundos.

Michael Wolf - Architecture of Density, Hong Kong 2003-2004. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa
Michael Wolf - Architecture of Density, Hong Kong 2003-2004. Image Cortesia de Trienal de Arquitectura de Lisboa

Com efeito, essa é a questão política que esta exposição quer levantar: o que é um mundo? Neste ponto, a melhor tentativa de resposta que poderíamos fornecer é esta: um mundo é uma área, território ou região, um campo, tanto físico quanto cultural, onde poderíamos, de forma razoável, imaginar passarmos e projetarmos a totalidade da nossa existência.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Trienal de Lisboa explora a relação entre agricultura e arquitetura no mundo contemporâneo" 26 Set 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/925365/trienal-de-lisboa-explora-a-relacao-entre-agricultura-e-arquitetura-no-mundo-contemporaneo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.