Sobre o futuro - Inauguração do Mês da Arquitetura de Maia 2019

Sobre o futuro - Inauguração do Mês da Arquitetura de Maia 2019

No dia 01 de março de 2019, será inaugurada o MAM’19 - Mês da Arquitetura da Maia - Fast Forward, com curadoria da arquiteta portuguesa Andreia Garcia. O MAM´19 tem como escopo propor uma antevisão do território daqui a 100 anos e contará com a participação de 8 ateliers de arquitetura emergentes e 4 críticos da arquitetura. Como parte da parceria entre o ArchDaily e o MAM'19, publicaremos nos próximos dias uma série de artigos feitos por críticas e críticos convidados. Veja abaixo o texto de Andreia Garcia explicando o evento.

Fast Foward, o tema do MAM´19, inova nesta edição ao ampliar o seu público assistente, sendo agora bilíngue e pretendendo explorar o futuro e temáticas que lhe são indissociáveis como território, paisagem, ambiente, arquitetura, tecnologia, mobilidade e sociedade.

Sobre o infinito que é o mundo dos seus possíveis discursos.
O que prende uma de muitas narrativas que especulam sobre o futuro é a incessante perspetiva que nos permita situar-nos no hoje. Sobre o que poderá ser situar-nos enquanto escape à indeterminação do tempo, cada vez mais acelerado. Numa leitura feita à história da cidade, é possível dizer que é nos vários tempos em potência que o debate deve ser levantado, que o acaso da ruína surge, que a dúvida é suscitada, que o apelo ao novo torna o excesso num cliché que se apresenta, na maior parte das vezes, em fragmentos históricos retalhados.

Tour e discussão sobre o tema realizado em janeiro de 2019. Image Cortesia de Mes de Arquitetura de Maia
Tour e discussão sobre o tema realizado em janeiro de 2019. Image Cortesia de Mes de Arquitetura de Maia

É sobre o futuro que questionamos o quotidiano. É também nele que a (in)temporalidade permite exaltar a memória coletiva da raça humana, que, na sua maioria, manifesta o seu poder em monumentos, mitologias ou ficções.
Se ontem falávamos em cidades especulativas moldadas por ideologias, por políticas, por infraestruturas de edifícios, espaços públicos e estradas, hoje falamos em redes digitais, em hyperloop, em alterações climatéricas, em planeamento top-down e iniciativas bottom-up, em desumanização, em biotecnologias, em alojamento na nuvem.

Convocar a uma reflexão conjunta sobre o futuro é desestabilizar aquelas que são as ideias adquiridas, obrigando à reflexão.
A partir da Maia – e de cidade para cidade – podemos caminhar por entre as visões futurológicas que os arquitetos convidados foram convocados a desenvolver. Num caminho feito a partir de uma fronteira de 100 anos, Fast Foward reúne uma diversidade de práticas e abordagens arquitetônicas a contribuir para a expansão da reflexão de uma cidade do futuro, desenvolvendo coletivamente narrativas que decorrem de um urbanismo imaginado.

Tour e discussão sobre o tema realizado em janeiro de 2019. Image Cortesia de Mes de Arquitetura de Maia
Tour e discussão sobre o tema realizado em janeiro de 2019. Image Cortesia de Mes de Arquitetura de Maia

Ana Aragão, inspirada no passado dos desenhos futuristas de Frank Lloyd Wright, traz-nos uma exploração desenhada sobre a realidade e a ficção da paisagem a partir de uma possível imagem da ruína, dos rastos da mobilidade e do tempo;

Artéria convoca à participação no processo de pensar a cidade, ensaiando a inclusão como o busílis do futuro da política urbana;

Branco Del Rio apresenta uma obra sobre o tempo numa visão romântica do futurismo, contemplada pelo atravessamento do desenho rigoroso de arquiteturas de uma cidade utópica que respira novos usos, ritmos e histórias;

Corpo Atelier percorre uma cidade em dois tempos, procurando descobrir hoje a relevância histórica de amanhã: os monumentos do futuro mais ou menos fantasiosos, mais ou menos reais, mais ou menos antecipados;

Fala convoca o futuro através de um olhar minucioso e imaginado, possível e provável voltado à arquitetura como à cidade e à sedução pelos elementos de ambas;

Inês Moreira vislumbra em dois atos a (pós)vida de uma indústria, num caminho que se repete, da catástrofe à homenagem;

Joaquim Moreno expõe um estímulo lúcido, prudente e acutilante de um futuro descentrado em promessas e vazio de estratégias amnésicas;

Os Espacialistas desenham uma homenagem ao tempo a partir de um vestígio arquitetónico num caminho que se poderá estimular pela coleção de corpos e espaços proponentes de novos climas e palavras, reabilitadores de novas arquiteturas e cidades, (in)definidores de novas políticas e urbanidades;

Pedro Bandeira ficciona uma homenagem à memória do lugar a partir de um viajante do tempo e sobre esse confronto com a memória expõe, analisa, elogia, critica e desafia a emergência e desperta para a nostalgia do presente;

Skrey cria uma narrativa ficcional para construir o ano 2119 que se vislumbra preocupantemente afastado das questões ambientais, procurando apoiar a imaginação em dados de pós-verdade;

Summary, entre a memória de um projeto nunca construído e a necessidade de o repensar no presente, tira partido da tecnologia emergente da realidade virtual para materializar a mobilidade no futuro;

Susana Ventura avança um cenário de possível catástrofe e a partir dele alude à revolução consciente, necessária em todas as faces do seu futuro.

Tour e discussão sobre o tema realizado em janeiro de 2019. Image Cortesia de Mes de Arquitetura de Maia
Tour e discussão sobre o tema realizado em janeiro de 2019. Image Cortesia de Mes de Arquitetura de Maia

Esta exposição, que poderá emergir como fertilizante disciplinar, poderá também dar-nos algo perdido: o espaço para errar e repor a cruel beleza do processo de materialização do sentido crítico e de responsabilidade social do arquiteto, desenhada com apelo ao resgate da necessária criatividade que vem com a antecipação.

A utilidade de pensar o futuro não só nos obriga a agir, como soluciona o ópio da prática enquanto arquitetos. Talvez, a partir de agora, o futuro possa ser, ele mesmo, um projeto.

Saiba mais sobre o evento no link abaixo.

MAM'19 - Mês da Arquitetura da Maia - Fast Forward

MAM'19 - MÊS DA ARQUITETURA DA MAIA - FAST FORWARD1.03.2019 - 31.03.2019 Em 2019 o MAM´19 oferece mais uma vez um programa ambicioso, onde propõe uma antevisão do território a 100 anos com a participação de 8 ateliers de arquitetura emergentes e 4 críticos da arquitetura.

Sobre este autor
Cita: Pedro Vada. "Sobre o futuro - Inauguração do Mês da Arquitetura de Maia 2019" 28 Fev 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/912348/sobre-o-futuro-inauguracao-do-mes-da-arquitetura-de-maia-2019> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.