O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Os melhores documentários de arquitetura

Os melhores documentários de arquitetura

Os melhores documentários de arquitetura
Os melhores documentários de arquitetura

Selecionados a partir de nossas matérias anuais de documentários, esses filmes apresentam a arquitetura e os arquitetos de um modo mais informativo e íntimo. Com mais e mais festivais de filmes dedicados à arquitetura, você provavelmente poderá assisti-los na telona em alguma cidade perto de você. 

The Pruitt-Igoe Myth (2011)

Direção: Chad Freidrichs. 83 mins.

Em 1954, as torres Pruitt-Igoe, recentemente construídas em St. Louis, EUA e projetadas pelo arquiteto Minoru Yamasaki, eram "exemplos radiantes do racionalismo corbusiano", símbolos da promessa da arquitetura modernista de renovar nossas cidades, particularmente para a classe mais pobre. Duas décadas depois, as torres foram demolidas de forma espetacular - tornando-se símbolos potentes tanto da habitação social quanto do suposto fracasso do Modernismo. Este documentário desafia essa narrativa tradicional, oferecendo uma visão ampla e comovente de Pruitt-Igoe, com suas falhas e triunfos, e as lições que podemos tirar desse episódio. 

My Architect (2003)

Direção: Nathaniel Kahn. 116 mins.

A diretora deste filme, Nathaniel Kahn, também é filha do arquiteto em questão: Louis Kahn. O documentário é a busca comovente de Kahn para entender seu pai, um homem que, embora conhecido em todo o mundo por sua arquitetura, levou uma vida pessoal pouco satisfatória (teve filhos com três mulheres diferentes e viveu repleto de dívida). Ele acabaria morrendo falido e sozinho em 1974, mas com um tremendo legado arquitetônico. O filme, que foi indicado ao Oscar, traz entrevistas com Frank Gehry, I.M. Pei e Philip Johnson, além de imagens de todos os clássicos de Kahn, incluindo o The Yale Center for British Art e o The Salk Institute.

Urbanized (2011)

Direção: Gary Hustwit. 82 mins.

Espera-se que 75% da população mundial viva em centros urbanos até 2050. Com isso em mente, Gary Hustwit, seguindo seus trabalhos anteriores, Helvetica e Objectified, acrescenta Urbanized à sua trilogia de design. Urbanized, que analisa o design dos centros urbanos, mostra a cidade de Huswit indo a 40 locais diferentes para conversar com os que conhecem, incluindo nomes de peso da arquitetura como Foster, Koolhaas e Niemeyer.

Citizen Architect: Samuel Mockbee and the Spirit of the Rural Studio (2010)

Direção: Sam Wainwright Douglas. 60 mins.

Apresentando entrevistas com arquitetos como Cameron Sinclair, Peter Eisenman e Michael Rotondi, este documentário explora a vida e o legado do arquiteto e pioneiro do design de interesse público Samuel Mockbee, que ajudou a fundar o programa radical design/build, do Rural Studio da Universidade de Auburn, em uma das comunidades mais pobres da América.

Koolhaas Houselife (2013)

Direção: Ila Bêka & Louise Lemoine. 58 mins

"Primeiro projeto da série Living Architectures, Koolhaas Houselife retrata uma das obras-primas da arquitetura contemporânea. O filme permite que o espectador entre na intimidade diária da casa de Rem Koolhaas através das histórias e tarefas diárias de Guadalupe Acedo, governanta que cuida da casa. Pungente, engraçado e comovente."

Eames: The Architect and the Painter (2011)

Direção: Jason Cohn & Bill Jersey. 84 mins. 

Narrado por James Franco, este documentário oferece um vislumbre do casamento de Charles e Ray Eames, um casamento entre arte e indústria, e a história do design que surgiu dele.

The Infinite Happiness (2015)

Direção: Ila Bêka + Louise Lemoine. 85 mins.

Após morar cerca de um mês na 8 House projetada pelo BIG, Ila Bêka e Louise Lemoine contam, na forma de um diário, sua experiência subjetiva de viver dentro desse experimento de "aldeia vertical". Assim como um modelo de LEGO, o filme constrói uma coleção de histórias de vida interconectadas por sua relação pessoal com o edifício, desenhando as linhas de um mapa humano que permite ao espectador descobrir o edifício através de um ponto de vista interno e íntimo.

How Much Does Your Building Weigh, Mr Foster? (2010)

Direção: Carlos Carcas, Norberto López Amado. 78 mins.

Um documentário sobre a ascensão exponencial de Sir Norman Foster e sua "busca incessante de melhorar a qualidade de vida através do design".

Kochuu: Japanese Architecture (2003)

Direção: Jesper Wachtmeister. 53 mins.

KOCHUU, traduzido como "na jarra", refere-se à "tradição japonesa de construir espaços físicos pequenos e fechados, que criam a impressão de um universo próprio". O documentário não apenas explora a arquitetura japonesa contemporânea, mas também revela a forte influência que ela tem sobre a arquitetura escandinava e a arquitetura moderna em geral.

Philip Johnson: Diary of an Eccentric Architect (1997)

Direção: Barbara Wolf. 55 mins.

Este documentário é um deleite para qualquer arquiteto: uma visita guiada ao trabalho de Philip Johnson pelo próprio arquiteto, incluindo um longo e persistente olhar sobre a famosa "Casa de Vidro" que ele projetou e onde viveu.

REM

Direção: Tomas Koolhaas

REM, filme dirigido pelo filho de Koolhaas, Tomas, ficou mais de uma década em produção. Como Tomas nos disse em uma entrevista: "Levou dez [...] anos filmando vários projetos até que eu me senti pronto para pegar este material e trazer a ideia para Rem. Eu tinha que ter certeza de que estava pronto porque sabia que não seria fácil convencê-lo. Ele não é o tipo de pessoa que embarcaria no meu projeto simplesmente porque sou seu filho. Eu sabia que tinha que ter um conceito que fosse muito diferente, e mais convincente do que qualquer outro que tivesse sido feito antes." Então, o que torna o documentário único? De acordo com Tomas, não é apenas uma compilação de belas imagens, mas "uma visão rara da realidade da vida oculta dos edifícios".

Unfinished Spaces (2011)

Direção: Benjamin Murray, Alysa Nahmias. 86 mins.

A história começa na nova Cuba revolucionária. Castro, ansioso para reforçar o apelo de seu novo estado, faz o grande gesto de encomendar três novas escolas de arte. Um trio de jovens arquitetos visionários é chamado e logo começa a construção de seus projetos radicais. No entanto, o utilitarismo soviético se torna popular no estado comunista incipiente. As novas escolas, agora vistas como burguesas e elitistas, começam a perder favores públicos e políticos. Os planos são abandonados, deixando os edifícios incompletos. Os arquitetos, depois de fugirem para o exílio, só recentemente foram convidados, 40 anos depois, para terminar os edifícios agora em ruínas e mal utilizados.

Citizen Jane: Battle for the City (2016)

Direção: Sabine Krayenbühl e Zeva Oelbaum. 1h32min

Lançado há dois anos, no centenário da ativista urbana americana Jane Jacobs, o filme tem como objetivo apresentar um vislumbre do passado de Jacobs baseado em seu livro Morte e vida de grandes cidades e nos confrontos com Robert Moses, ressaltando o legado desta figura proeminente no urbanismo mundial.

Microtopia (2013)

Direção: Jesper Wachtmeister. 

Vários arquitetos, construtores e artistas de sucesso de diferentes partes do mundo propõem uma solução radical para o espaço vivido, no qual todas as coisas desnecessárias são removidas e itens aparentemente antigos e desgastados são utilizados. De quanto espaço, coisas e conforto realmente precisamos? Como você se sentiria se pudesse carregar sua casa no bolso ou morar apenas nas suas vestimentas? Na calçada, nos telhados, nas paisagens industriais e na natureza, o filme mostra como essas moradas atendem aos sonhos de seus criadores.

BIG TIME (2017)

Direção: Kaspar Astrup Schroder. 1h33min.

Como um dos destaques da produção arquitetônica contemporânea, à frente do escritório dinamarquês da BIG, Bjarke Ingels é hoje considerado um dos maiores e mais promissores nomes da indústria criativa. Sempre em busca de novos desafio, neste documentário Ingels é retratado a partir de um ponto de vista profissional e pessoal.

The Human Shelter (2018)

Direção: Boris Bertram

The Human Shelter Trailer from Creative Alliance on Vimeo.

The Human Shelter, um documentário sobre o que as pessoas valorizam ou “precisam” em suas vidas, diz respeito a uma qualidade fundamental que qualquer arquiteto deveria cultivar: a capacidade de ouvir e perceber o que faz as pessoas se sentirem em casa. Bertram juntou-se à IKEA para a realização do filme e também envolveu organizações como as Nações Unidas, a NASA e o MoMA.

 

Sobre este autor
AD Editorial Team
Autor
Cita: AD Editorial Team. "Os melhores documentários de arquitetura" 08 Out 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/903484/os-melhores-documentarios-de-arquitetura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.