Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Obra não concluída de Oscar Niemeyer no Líbano pode se tornar patrimônio mundial da humanidade

Obra não concluída de Oscar Niemeyer no Líbano pode se tornar patrimônio mundial da humanidade

A inacabada Feira de Trípoli, projetada por Oscar Niemeyer para a capital do Líbano, pode se tornar patrimônio mundial da humanidade da Unesco. Concebida nos anos 1960 a pedido do então presidente Fouad Chéhab, a feira tinha como objetivo simbólico forjar uma imagem de modernidade para o país.

O objetivo, no entanto, nunca foi alcançado. As obras, iniciadas no começo daquela década, tinham conclusão prevista para 1966, ou, no pior caso, 1967, mas uma sucessão de contratempos fez com que o projeto nunca fosse terminado. Problemas técnicos, orçamentos incoerentes, atrasos nas obras e corrupções no setor da construção somaram-se à eclosão da guerra do Líbano, em 1975, resultando no sepultamento do projeto - que naquele momento estava quase finalizado.

Teatro aberto. Image © Anthony Saroufim
Teatro aberto. Image © Anthony Saroufim

O desenho facilmente reconhecível da estrutura de concreto torna fácil deduzir a autoria do projeto. O jardim onde a feira se localiza é obra de outro mestre do modernismo brasileiro - o paisagista Roberto Burle Marx. Sobre o jardim de 10 mil hectares, outro edifícios compõem o complexo de Trípoli: um teatro ao ar livre, uma sala de concertos, um heliporto e alojamentos.

Edifício da feira. Image © Anthony Saroufim
Edifício da feira. Image © Anthony Saroufim

Nos anos de guerra, o projeto que deveria simbolizar avanço cultural e social serviu de base para as forças militares. Com o final da guerra e a retirada do exército, o complexo se tornou um grande espaço residual - abandonado à ameaça da depredação e ocupações ilegais.

Sala de concertos. Image © Anthony Saroufim
Sala de concertos. Image © Anthony Saroufim

A Feira foi incluída na lista dos cem monumentos mais ameaçados do mundo pela fundação World Monument Fund (WMF), e voltou à discussão com a recente abertura da exposição “Ciclos do Progresso em Colapso”, co-organizada pelo Museu de Arte de Beirute e da Studiocur/art, com patrocínio do ministério libanês da Cultura, da Unesco e da fundação Mikati, de Trípoli.

© Anthony Saroufim
© Anthony Saroufim

Fonte: RFI e Le Monde.

Galeria de Imagens

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Obra não concluída de Oscar Niemeyer no Líbano pode se tornar patrimônio mundial da humanidade" 04 Out 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/903192/obra-nao-concluida-de-oscar-niemeyer-no-libano-pode-se-tornar-patrimonio-mundial-da-humanidade> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.