Conheça os vencedores do NOVA Design Award

Conheça os vencedores do NOVA Design Award

NOVA Property Investment anunciou os vencedores do concurso Future Living Space 2018. Respondendo às mudanças paradigmáticas da tecnologia, das redes sociais e do ambiente físico, o concurso convocou projetos para imaginar espaços vivos em 2025. Por meio de temas de conectividade digital, relações interpessoais e inteligência artificial, as propostas exploraram o desenvolvimento urbano, espaços sociais e conexões redefinidas junto ao meio ambiente.

Como a NOVA solicitou que as equipes considerassem formas de viver e como elas poderiam ser reformuladas, a competição se concentrou em idéias de necessidades básicas e espaços de convivência. Os projetos foram julgados por inovação, relação com a tecnologia, sustentabilidade e viabilidade de protótipo. O júri deste ano incluiu Qian Wang, Carlo Ratti, Anouk Legendre, Oke Hauser, Maggie Peng, Becky Quintal e Han Zhang. O júri selecionou cinco equipes finalistas que foram convidadas a participar do NOVA DAY - o ponto culminante da competição, que incluiu um fórum de projeto e a cerimônia de premiação.

As equipes foram convidadas a apresentar suas propostas ao Júri na cerimônia, onde os vencedores foram determinados. Todas as equipes finalistas receberam um prêmio em dinheiro e um certificado do Prêmio NOVA Design. De acordo com o dados da competição, as propostas vencedoras podem resultar em um protótipo físico da NOVA em 2019. Saiba mais sobre os vencedores deste ano abaixo:

Primeiro Lugar: WǒWū

WǒWū. Imagem © Edgar Rodriguez Lozano, Diego Pulido Torres, Lauren Felix Valencia,  Alejandro Marquez Romero , Alberto Vera Zavala
WǒWū. Imagem © Edgar Rodriguez Lozano, Diego Pulido Torres, Lauren Felix Valencia, Alejandro Marquez Romero , Alberto Vera Zavala

A casa do futuro é flexível. Não nos termos em que o modernismo propunha flexibilidade espacial com a planta livre padronizada, mas sim com uma nova compreensão do habitante, do programa, dos edifícios e da cidade. Nossa proposta surge da necessidade de acomodar diferentes programas em cidades que já atingiram sua densidade máxima construtiva e onde o uso dessas estruturas pré-existentes deve ser repensado para criar cidades dinâmicas, diversificadas e inclusivas. O Wǒ Wū é uma plataforma digital online que permite que seus usuários programem seu espaço de vida. É uma nova maneira de entender o desenvolvimento imobiliário e de construir e habitar nossas cidades.

Equipe de Projeto: Operadora

Segundo Lugar: Casa para os seres vivos

Casa para Seres Vivos. Imagem © Patricia Yus, Vincent De Borger
Casa para Seres Vivos. Imagem © Patricia Yus, Vincent De Borger

Por centenas de milhões de anos, as florestas cobriram grande parte da superfície da Terra e, nos últimos 8 mil anos, quase metade das florestas da Terra foram destruídas. Em um contexto de crescente urbanização, escassez de fontes e mudanças climáticas, a questão da futura habitação vai além do problema dos indivíduos e diz respeito a todo o planeta. Por causa desses padrões, trabalhar com a natureza é mais importante do que nunca - as árvores fora de nossas portas da frente terão um papel importante para as cidades futuras. Nossa visão de habitação para 2025 é sobre uma sociedade reivindicando as árvores para fazer parte de suas casas. Elas são ecossistemas dinâmicos que fornecem benefícios para as pessoas e vida selvagem. Os humanos não serão mais o centro do universo. Em vez disso, a natureza estará conectada a nós, sendo parte de nossas responsabilidades e ações. Graças à tecnologia, o habitante não só estará consciente de sua casa, mas também da fauna e flora, ajudando-nos a perceber a relação entre todos os elementos naturais e não-naturais, entendendo que todas as nossas ações afetam nosso meio ambiente.

Equipe de Projeto: Patricia Yus, Vincent De Borger

Menção Honrosa

Impressora residencial: uma vida flexível

Impressora Residencial - Uma Vida Flexível. Imagem © Bei Yining, Yi Wenbo
Impressora Residencial - Uma Vida Flexível. Imagem © Bei Yining, Yi Wenbo

Em 2025, esperamos que as pessoas possam participar da criação do que desejam, em vez de serem relativamente passivas quando moram em um apartamento, escolhendo ou comprando um produto. As pessoas só precisam comprar 50m² de espaço e algumas impressoras 3D domésticas. Mais pessoas poderão pagar por um apartamento. Poderão comprar o projeto de um arquiteto pela Internet e inseri-lo no equipamento, ou ainda obter sua personalização pessoal. Além de cozinha e banheiro, todos os outros espaços serão variáveis, incluindo o mobiliário. Na mesma sala, as funções podem mudar a qualquer momento de acordo com as necessidades dos usuários em tempo real para poupar a área, diferente dos métodos de construção comuns, a impressão 3D pode realizar modelagem de espaço mais abundantes, como terreno ondulado natural e assim por diante, para que as pessoas possam ter uma vida experiencial. E se você alugar quartos, poderá alterar o padrão a qualquer momento de acordo com o número de inquilinos. Nossas fotos mostram apenas duas possibilidades como esperado, mas há inúmeros espaços para os proprietários descobrirem por si mesmos.

Equipe de Projeto: Bei Yining, Yi Wenbo

Diagonais 2025

Diagonais 2025. Imagem © Phillip Stien
Diagonais 2025. Imagem © Phillip Stien

Existe um meio-termo entre os conjuntos residenciais suburbanos típicos e as torres residenciais de grande escala e densidade ultra-alta. O projeto DIAGONALS // 2025 procura encontrar essa DENSIDADE. Torres residenciais completamente cheias geralmente têm acesso limitado a áreas externas e a espaços compartilhados comunitários. No outro extremo do espectro, a expansão suburbana resulta no consumo desmedido de recursos e uso da terra. Este projeto propõe uma torre de média densidade composta de residências que têm tanto espaço privado ao ar livre quanto espaço comunitário compartilhado que pode ser único para cada "sky block" (bloco do céu). As formas diagonais repetidas da fachada permitem terraços escalonados dentro de cada bairro residencial e criam um eixo visual para um espaço externo compartilhado que serve como ponto de encontro aos moradores. Bairros únicos e dinâmicos podem então ser formados dentro do próprio projeto - bairros que são habitáveis, seguros e de fácil acesso. A equidade social está em exibição em cada sky block.

Equipe de Projeto: Phillip Stien

House of iFURNITECTURE

House of iFurnitecture. Imagem © Hung Nguyen  Dung Vu, Binh Nguyen
House of iFurnitecture. Imagem © Hung Nguyen Dung Vu, Binh Nguyen

O século 21 é a era da conexão com o advento da Internet e dos smartphones, mas como efeito colateral, perdemos as interações físicas entre os seres humanos. Estamos gastando mais tempo em nossa sala privada para desfrutar do mundo digital. Quando estamos trancados em nossa própria esfera, nos isolamos da família e perdemos tempo em vez de criar memórias em nossa casa. Nós percebemos que em uma típica sala, espaços vazios em torno de mobiliários são maiores do que precisamos. Portanto, nossa proposta é uma tentativa de dividir a sala em pequenas unidades, cada uma contendo um programa doméstico, como dormir, estudar, pendurar roupas. As unidades estão suspensas no espaço da família e mantêm distância umas das outras. Quando os proprietários querem mudar de uma unidade à outra, precisam entrar no espaço familiar e se reconectar com os membros da família.

Equipe de Projeto: Hung Nguyen Dung Vu, Binh Nguyen

Vencedores do Future Living Space Award. Imagem cortesia de NOVA
Vencedores do Future Living Space Award. Imagem cortesia de NOVA

NOVA Property Investment Co., Ltd. (NOVA) foi fundada em 2015 pelo Sr. Wang Qian e pelo investidor estratégico Warburg Pincus. Em 2016, a NOVA concluiu a aquisição da Yicheng Creative, uma prestadora de serviços de renovação e valor agregado de imóveis e, ao fazê-lo, integrou sua experiência profissional à aquisição, renovação, operação e gerenciamento de ativos do modelo NOVA. Em 2018, o Governo de Singapore Investment Corp (GIC) e a NOVA assinaram oficialmente o Acordo de Acionistas.

Atualmente, existem 41 projetos em operação ou em construção, com um valor total de investimento de quase 12 bilhões de RMB e uma área de projeto de 400.000 metros quadrados. Os projetos estão nas cidades de primeiro nível de Xangai e Pequim. As marcas operacionais da NOVA incluem BASE e N² Creative e Yixi. O objetivo da NOVA é construir alianças de marca para atender às diversas necessidades de diferentes mercados e metas.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "Conheça os vencedores do NOVA Design Award" [Winners of NOVA Design Award Announced] 15 Set 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Pereira, Matheus) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/902145/conheca-os-vencedores-do-nova-design-award> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.