O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Algoritmos computacionais: o futuro das plantas arquitetônicas?

Algoritmos computacionais: o futuro das plantas arquitetônicas?

Algoritmos computacionais: o futuro das plantas arquitetônicas?
Planta baixa otimizada. Cortesia de Joel Simon
Planta baixa otimizada. Cortesia de Joel Simon

O programador Joel Simon criou um projeto de pesquisa experimental, intitulado Evolving Floor Plans, para explorar organizações de plantas arquitetônicas especulativas e otimizadas usando design generativo. Interessado na sobreposição dos campos da ciência da computação, biologia e arquitetura, Joel organizou as salas de aula e a circulação de pessoas em uma escola hipotética através de um algoritmo genético programado para minimizar o tempo de caminhada, uso dos corredores, entre outros parâmetros.

O objetivo é abordar o desenho da planta arquitetônica somente a partir da perspectiva de otimização, sem considerar convenções ou possibilidade de construção. A pesquisa tem como objetivo analisar como uma combinação de métodos explícitos, implícitos e emergentes permite que plantas de alta complexidade evoluam.

Planta baixa otimizada. Cortesia de Joel Simon Corredores. Cortesia de Joel Simon Janelas. Cortesia de Joel Simon Esquema da conceituação. Cortesia de Joel Simon + 5

Corredores. Cortesia de Joel Simon
Corredores. Cortesia de Joel Simon

Segundo Simon, um desafio central dos problemas de projeto espacial é otimizar as posições relativas, formas e dimensões. Dentro do projeto arquitetônico, o layout das salas é um estágio inicial do processo de design que é guiado por múltiplas medidas objetivas e subjetivas concorrentes. A planta baixa de Simon "evolui" a partir de codificação genética usando métodos indiretos, como contração de gráficos e corredores crescentes, usando um algoritmo inspirado em colônias de formigas.

Esquema da conceituação. Cortesia de Joel Simon
Esquema da conceituação. Cortesia de Joel Simon

Ferramentas computacionais recentes que modelam e simulam tráfego, acústica e calor estão permitindo uma avaliação objetiva mais quantitativa das formas. Junto com isso vêm os avanços na produção, que incluem fresamento CNC, impressão 3D in loco, estruturas de auto-montagem e outras, que permitem formas novas e mais complexas para as quais não há métodos simples de projeto. Novas ferramentas para gerenciar essa complexidade podem capacitar os projetistas a explorar e otimizar os espaços cada vez mais complexos.
-Joel Simon

Janelas. Cortesia de Joel Simon
Janelas. Cortesia de Joel Simon

Saiba mais sobre as simulações de Joel no Evolving Floor Plans.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "Algoritmos computacionais: o futuro das plantas arquitetônicas?" [Could Computer Algorithms Design the Floor Plans of the Future?] 13 Ago 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/899919/algoritmos-computacionais-o-futuro-das-plantas-arquitetonicas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.