O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Subterrâneos que resguardam parte da história de São Paulo

Subterrâneos que resguardam parte da história de São Paulo

Subterrâneos que resguardam parte da história de São Paulo
<a href='https://www.flickr.com/photos/asreis/4773267060/in/photolist-6vuBG7-56Kkzm-8gNeZW-8gJRRx-8gJSGg-DMwXH-8gNcRS-8gJMBR-8gNeny-8gNajN-8gJHhB-8gMY65-8gJYN6-56KjqQ-8gJQxk-8gJUsz-8gJWve-8gNb8w-8gMZEG-8gJLHv-56Fdi4-8gJJUv-8gJG7n-8gJNun-8gMXTf-xX7Fjx-8gJPcc-8gJEiB-7H9ss2-8gMWRm-56FfsB-7nqFz7-7H9sA8-xJQFfC-7H9Rvc-7HdnHq-6weCNA-DMwXU-8gJVbk-DMwXZ-6warsg-6weDcS-8gJKQa-hZ6fBa-8gJRbe-hhhY4R-56Kx19-xr3Ska'>© Andreia Reis via Flickr </a> Licença CC BY 2.0. Image Túnel Casa das Caldeiras
© Andreia Reis via Flickr Licença CC BY 2.0. Image Túnel Casa das Caldeiras

São Paulo, megalópole que ultrapassa os 12 milhões de habitantes, apesar do frenético ambiente de quem transita diariamente pela cidade no intenso "vai e vem", esconde muitos mistérios aos olhos de quem passa por seu solo.

Diferentemente do artigo guia de mirantes para conhecer São Paulo do alto, agora apresentamos uma seleção de locais subterrâneos desconhecidos pela maior parte do público e que resguardam parte da história da cidade. Teatros, aquário, estação de metrô não concluída, instituições artísticas e culturais são alguns dos quase secretos espaços. Confira nossa seleção a seguir:

1. Salão dos Arcos / Theatro Municipal

Como ícone arquitetônico e história que se confunde à da própria cidade, o Theatro Municipal de São Paulo é um dos mais importantes edifícios culturais paulistanos. Com estilo eclético e arquitetura concebida pelos arquitetos Cláudio Rossi e Domiziano Rossi e execução pelo escritório de Ramos de Azevedo, foi inaugurado em 1911, após dezesseis anos de construção. Com seus interiores palacianos, grandiosos salões e escadarias, o edifício foi tombado em 1981 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico (CONDEPHAAT) e resguarda uma série de segredos e espaços desconhecidos pelo público.

<a href='https://www.instagram.com/p/BGU2zJpp3gr/?taken-by=theatromunicipal'>© @theatromunicipal via Instagram </a>. ImageSalão dos Arcos Theatro Municipal de São Paulo
© @theatromunicipal via Instagram . ImageSalão dos Arcos Theatro Municipal de São Paulo

Entre os misteriosos espaços, o salão no subterrâneo do Theatro, inicialmente concebido para a circulação de ar entre os espaços e ainda, um túnel abaixo da Rua Coronel Xavier de Toledo que conduzia os artistas diretamente a um hotel do outro lado da rua, encanta quem visita-o, pela resistência ao tempo e preservação.

Internamente, desviando lateralmente à escadaria principal no foyer, uma porta esconde uma pequena escada de acesso ao subsolo. O salão com uma série de arcos cerâmicos e base em pedra assentadas com uma mistura de areia, calcário, conchas e gordura de baleia, tem capacidade para abrigar cerca de 120 pessoas. Em 2017, o salão inaugurou um bar intitulado Bar dos Arcos, permitindo que parte do público possa conhecer de perto o histórico ambiente.

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n - República, São Paulo - SP, 01037-010.

2. Teatro do Centro da Terra

Localizado a 12 metros abaixo do solo da cidade, nos cruzamentos dos bairros do Sumaré e Perdizes, o teatro foi inaugurado em 2001 após cerca de dez anos de obras e escavações. O nome em homenagem ao espetáculo Viagem ao centro da Terra faz menção à peça teatral apresentada em 1992 pela Companhia de teatro Multimídia de São Paulo.

<a href='https://www.instagram.com/p/BaCySOAnMAL/?hl=pt-br&taken-by=centro.da.terra'>© @centro.da.terra via Instagram </a>. ImageTeatro Centro da Terra
© @centro.da.terra via Instagram . ImageTeatro Centro da Terra

Junto ao auditório com capacidade para 100 pessoas, palco italiano, coxias e urdimento, há um conjunto de salas de ensaios, pesquisas, música e teatro distribuídas pelos quatro andares.

Endereço: R. Piracuama, 19 - Sumaré, São Paulo - SP, 05017-040.

3. Cripta da Catedral da Sé

Localizada a 7 metros abaixo do altar da catedral em estilo neogótico, o espaço possui cerca de 620 metros quadrados. Nos interiores, o piso em mármore Carrara em variantes de preto e branco e abóbodas ogivais com revestimento cerâmico resguardam quinze túmulos de bispos brasileiros e portugueses que atuaram na capital. Da quantidade de sepulturas, há a capacidade para o dobro, e além dos bispos, também se encontra a sepultura do cacique Tibiriçá, pertencente à lista dos primeiros indígenas a serem catequizados na cidade.

<a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:SaoPauloCrypt.jpg'>© Fulviusbsas via Wikimedia </a> Licença CC BY 2.0. Image Cripta da Catedral da Sé
© Fulviusbsas via Wikimedia Licença CC BY 2.0. Image Cripta da Catedral da Sé

As visitas guiadas ao subterrâneo da Igreja ocorrem com agendamento prévio.

Endereço: Praça da Sé - Sé, São Paulo - SP, 01001-000.

4. Casa das Caldeiras

Localizada no bairro da Água Branca, lateralmente à linha 7-Rubi da CPTM, o terreno com históricos galpões e três torres cerâmicas contribuíram à geração de energia para a indústria paulistana pertencente à família Matarazzo. O complexo foi fechado entre as décadas de 1970 e 1990 para restauro, após tombamento pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT).

<a href='https://www.flickr.com/photos/asreis/4773259864/in/photolist-6vuBG7-56Kkzm-8gNeZW-8gJRRx-8gJSGg-DMwXH-8gNcRS-8gJMBR-8gNeny-8gNajN-8gJHhB-8gMY65-8gJYN6-56KjqQ-8gJQxk-8gJUsz-8gJWve-8gNb8w-8gMZEG-8gJLHv-56Fdi4-8gJJUv-8gJG7n-8gJNun-8gMXTf-xX7Fjx-8gJPcc-8gJEiB-7H9ss2-8gMWRm-56FfsB-7nqFz7-7H9sA8-xJQFfC-7H9Rvc-7HdnHq-6weCNA-DMwXU-8gJVbk-DMwXZ-6warsg-6weDcS-8gJKQa-hZ6fBa-8gJRbe-hhhY4R-56Kx19-xr3Ska'>© Andreia Reis via Flickr </a> Licença CC BY 2.0. Image Túnel Casa das Caldeiras
© Andreia Reis via Flickr Licença CC BY 2.0. Image Túnel Casa das Caldeiras

No espaço subterrâneo, os túneis que conduziam a fumaça até as chaminés, atualmente deram lugar a um centro cultural destinado a exposições e atividades artísticas, preservando resquícios da memória paulistana. O espaço subterrâneo pode ser percorrido pelos visitantes do Centro Cultural.

Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 2000 - Água Branca, São Paulo - SP, 05001-200.

5. Passagem literária da Consolação

O túnel localizado abaixo da esquina da frenética Avenida Paulista e Rua da Consolação, que anteriormente interligava os pedestres pelo cruzamento subterrâneo, transformou-se há alguns anos em um espaço dedicado à Arte e Cultura. A priori, apresentava condições precárias, marcadas pela sujeira e mal odor. Após manutenção e reformas deu lugar a um sebo, exposições e apresentações musicais.

<a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Passagem_Literária_da_Consolação_2.JPG'>© Lsaioneti via Wikimedia </a> Licença CC BY-SA 3.0. Image Passagem literária da Consolação
© Lsaioneti via Wikimedia Licença CC BY-SA 3.0. Image Passagem literária da Consolação

A passagem tem entrada pela Rua da Consolação, ao lado do Cine Belas Artes. Apesar de aspecto sombrio à quem passa pela calçada, descendo pelas escadas, o aspecto transforma-se em prol da Cultura.

Endereço: R. da Consolação - Consolação, São Paulo - SP, 01301-000.

6. Aquário subterrâneo do Parque da Luz

Inaugurado em 1825, o Parque Jardim da luz é o mais antigo da cidade de São Paulo. Rodeado por importantes edifícios para a história municipal, como o antigo Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo – atual Pinacoteca do Estado de São Paulo, projetada pelos arquitetos Ramos de Azevedo e Domaziano Rossi em 1900, reformado em 1990 por Paulo Mendes da Rocha e ainda, a Estação da Luz, projetada pelo arquiteto britânico Charles Henry Driver em 1867. O jardim dispõe de importantes espécies vegetais, espelhos d’água, fonte e esculturas de Victor Brecheret, além do valor histórico e artístico, ainda mantém um dos tesouros da cidade: um aquário subterrâneo.

<a href='https://www.flickr.com/photos/lilian_cohn/4447120025/in/photolist-bzHYHm-8Y4ich-q5uxU-7M3C5G-wKuVo-7LYDRc-7LYDYH-7M3C2b-6455a9-tVgn4'>© Lilian Cohn via Flickr </a> Licença CC BY-NC 2.0. Image Aquário subterrâneo do Parque da Luz
© Lilian Cohn via Flickr Licença CC BY-NC 2.0. Image Aquário subterrâneo do Parque da Luz

Com entrada por meio de uma pequena caverna em forma de túnel, possui vidros laterais criados intencionalmente à visualização dos peixes do lago. Infelizmente, o aquário natural e passagem subterrânea aberta ao público apresentam mal estado de conservação, pela falta de manutenção na água, vidros e iluminação.

Endereço: R. Ribeiro de Lima, s/n - Bom Retiro, São Paulo - SP, 01122-000.

7. Estações abandonadas do Metrô de São Paulo

A pouco mais de oito metros abaixo do solo da Estação Dom Pedro II, há resquícios de parte da estação do metrô que começou a ser construída na década de 1960 e que nunca foi finalizada. Estruturas em concreto, treliças, túneis e linhas sem acesso ao público, escondem o que viria a ser uma nova plataforma de embarque. Atualmente, a área serve como área de manutenção dos trens.

<a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/User:Agiesbrecht#/media/File:Plataforma_fantasma_estacao_dom_pedro_II.jpg'>© Agiesbrecht via Wikimedia </a> Licença CC BY 3.0. Image Plataforma abandonada estação Dom Pedro II
© Agiesbrecht via Wikimedia Licença CC BY 3.0. Image Plataforma abandonada estação Dom Pedro II

Endereço: Rua da Figueira, s/n - Brás, São Paulo - SP

8. Trilhos do Metrô de São Paulo

<a href='https://www.flickr.com/photos/lucasnave/16296279544/in/photolist-qQ3G9Y-77wc6G-arN8b3-6baeJy-973qAN-77scEv-77w9H7-77scdn-77seQt-77wbs9-77wb7E-77wcqy-77w8wf-77sgdT-77sdkV-6b6eqT-6b6aWF-bT7Fmp-bEdvko-6AT27-5CC4XQ-4XuQKf-bEdyRd-77setB-6ban8h-6b68XT-6b9Zoy-77sdJg-6b9Xvh-6b5TxM-6b66XT-6bat7h-6ba7wQ-6b5VhF-6b9KjE-6ba2tu-6b6gyH-6bav2N-6b9LYj-6b9QwJ-6babey-6b63tv-6b5DDF-bxBTDs-bT84f2-bNCBin-77sfcD-5CfAFJ-6ba9qj-6b9GbJ/'>© Lucas Lima 91 via Flickr </a> Licença CC BY-SA 2.0. Image Construção metrô de São Paulo
© Lucas Lima 91 via Flickr Licença CC BY-SA 2.0. Image Construção metrô de São Paulo

Longe da agitação do Metrô de São Paulo, as madrugadas com a presença de funcionários que trabalham intensamente para manutenção dos trilhos e estações, escondem um ambiente desconhecido pelos passageiros. Ocasionalmente, são oferecidos diferentes modelos de visitas monitoradas às estações, entre o centro operacional e processos técnicos da madrugada, permitindo que o público conheça os bastidores da rede metroviária.

9. Túnel Quartel da ROTA

Inicialmente com cerca de 3 quilômetros de extensão, o túnel de tijolos cerâmicos e terra batida que interligava o prédio do quartel de Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA) à antiga penitenciária da Avenida Tiradentes e ainda à outras bases de segurança da Polícia, atualmente com apenas 100 metros, ainda guarda parte de suas histórias.

Como uma pequena galeria, junto a outras salas que contam parte da história do quartel e segurança paulistana, dispõe fotografias de época, cartazes e objetos que propicia entendimento aos visitantes. Construído com materiais importados da França (telhas), Itália (tijolos) e Letônia (pinho), atualmente o prédio do quartel é tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico (CONDEPHAAT).

Endereço: Av. Tiradentes, 440 - Luz, São Paulo - SP, 01101-010

Parte dos locais aqui apresentados e alguns outros, podem ser conferidos através de um tour virtual por meio de vídeos e fotografias através do site Tab Subterrâneos.

Sobre este autor
Matheus Pereira
Autor
Cita: Matheus Pereira. "Subterrâneos que resguardam parte da história de São Paulo" 18 Jan 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/886694/subterraneos-que-resguardam-parte-da-historia-de-sao-paulo> ISSN 0719-8906