O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Jurado do Prêmio Pritzker explica por que o Brasil tem algumas das cidades mais feias do mundo

Jurado do Prêmio Pritzker explica por que o Brasil tem algumas das cidades mais feias do mundo

Jurado do Prêmio Pritzker explica por que o Brasil tem algumas das cidades mais feias do mundo
Jurado do Prêmio Pritzker explica por que o Brasil tem algumas das cidades mais feias do mundo, © Ministério das Relações Exteriores, via Flickr. Licença CC BY-ND 2.0
© Ministério das Relações Exteriores, via Flickr. Licença CC BY-ND 2.0

Em reportagem no jornal Folha de S. Paulo, o economista, crítico de arquitetura e curador André Corrêa do Lago - responsável pelo pavilhão brasileiro na Bienal de Veneza de 2014 e atualmente membro do júri do Prêmio Pritzker - fala sobre a importância de uma arquitetura de qualidade mesmo em tempos de crise e explica algumas das razões que fazem o Brasil ter "algumas das cidades mais feias do mundo".

Para ele, a "boa arquitetura" independe de custos, "pode ser cara, barata ou ter um custo médio. A péssima também, pode ser muito cara ou barata", portanto, dificuldades econômicas e escassez de projetos poderiam, para o crítico, servir de força motris para os profissionais se voltarem a outros setores da profissão, como a pesquisa de novos materiais - o que levaria, com o tempo, à melhoria na qualidade da arquitetura que se produz no país.

Dentre outras razões citadas pelo economista estão a negligência com a calçada - elemento central para a vida urbana - , a ruptura da escala nas cidades, ocasionada por projetos indiferentes ao pedestre, e a fixação do poder público com o custo final da obra (regulado pela lei 8.666 de licitações), esquecendo-se dos custos cívicos, sociais e mesmo econômicos gerados por uma arquitetura de baixa qualidade ao longo do tempo.

Leia a matéria completa na Folha de S. Paulo.

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: Romullo Baratto. "Jurado do Prêmio Pritzker explica por que o Brasil tem algumas das cidades mais feias do mundo" 23 Ago 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/878221/andre-correa-do-lago-o-brasil-tem-algumas-das-cidades-mais-feias-do-mundo> ISSN 0719-8906