O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Sistema de cordas: Reforço estrutural para construções em adobe

Sistema de cordas: Reforço estrutural para construções em adobe

Sistema de cordas: Reforço estrutural para construções em adobe
Sistema de cordas: Reforço estrutural para construções em adobe, © Camilo Giribas
© Camilo Giribas

O programa de Capacitação para o Restauro das Fachadas de Fachadas de Belén, segunda etapa, financiado pelo Gobierno Regional de Arica y Parinacota e a SUBDERE (Subsecretaría de Desarrollo Regional y Administrativo), e executado pela Fundación Altiplano, realizou recentemente o restauro completo de duas casas de alto valor patrimonial na cidade de Belém, Chile.

Em ambas as casas, para além dos revestimentos, a consolidação das paredes quando necessário, a recuperação do telhado tradicional andino e a restauração de caixilhos existentes, contemplou-se o reforço estrutural das paredes de adobe mediante o sistema de cordas, que foi usado pela primeira vez no Chile em 2014 durante o restauro da igreja de San Pedro de Atacama.

© Camilo Giribas © Camilo Giribas © Camilo Giribas © Camilo Giribas + 9

O reforço com cordas surgiu em 2013 graças à pesquisa realizada por uma equipe de engenheiros da Universidade Católica do Peru, liderada pelo engenheiro Julio Vargas Neumann. Apesar da evidência de exemplos pré-colombianos em que as cordas foram usadas para reforçar estruturas de terra, a técnica não foi utilizada até 1970, após o trágico terremoto de Huaraz no Peru. Uma equipe de profissionais começou a pesquisar um método para reforçar as estruturas de adobe e, acima de tudo, garantir a vida dos habitantes das casas de adobe - uma técnica de construção muito comum naquela parte do Peru, bem como em várias áreas da América do Sul e Central.

© Camilo Giribas
© Camilo Giribas

O sistema é composto por cordas que envolvem as paredes verticalmente e horizontalmente, a distâncias que estão relacionadas ao tamanho dos tijolos de adobe, formando uma malha que impede as paredes do edifício de desmoronarem no caso de um grande terremoto. Ambas as cordas verticais e horizontais são amarradas e apertadas, melhorando a capacidade da parede de resistir a um terremoto. Embora já existam vários exemplos de construções de adobe reforçadas no Chile - por exemplo, com malha de aço soldada - o uso de cordas tem certas vantagens sobre esse tipo de reforço, incluindo ser um material barato e prontamente disponível e o fato de que elas não só impedem o colapso, mas também melhoram o comportamento da estrutura durante um terremoto.

Cortesia de Fichas para la reparación de viviendas de adobe", Ministerio de Vivienda, Construcción y Saneamiento de Perú, 2014
Cortesia de Fichas para la reparación de viviendas de adobe", Ministerio de Vivienda, Construcción y Saneamiento de Perú, 2014
Cortesia de Fichas para la reparación de viviendas de adobe", Ministerio de Vivienda, Construcción y Saneamiento de Perú, 2014
Cortesia de Fichas para la reparación de viviendas de adobe", Ministerio de Vivienda, Construcción y Saneamiento de Perú, 2014

Uma das casas na vila de Belén que está sendo restaurada integralmente apresenta uma área de 125 metros quadrados com paredes de 50 centímetros de espessura, com uma fundação de pedra. Estima-se que o edifício foi construído há 300 anos e funcionou como o escritório do juiz da aldeia.

© Camilo Giribas
© Camilo Giribas

Esta inovação no reforço estrutural de edifícios de adobe foi possível graças à experiência adquirida pela Fundação Altiplano na restauração da igreja de San Pedro de Atacama e à assessoria do engenheiro Julio Vargas Neumann.

© Camilo Giribas
© Camilo Giribas

No Chile, há construções de adobe por toda parte, inclusive na Patagônia. As cidades e vilas no centro do país foram construídas principalmente com este sistema de construção. No norte do Chile, especialmente as cidades que estão localizadas na pré-cordilheira e no planalto, essa técnica também era comum. Hoje, muitas famílias vivem em casas de adobe que, combinado com a atividade sísmica do Chile, torna o reforço com corda uma alternativa inovadora e viável não só para proteger a vida daqueles que vivem em tais estruturas, mas também para preservar o patrimônio das diferentes culturas de construção presentes no país, além de cultivar as técnicas tradicionais que muitas vezes acabam esquecidas.

Texto por Camilo Giribas, Arquiteto da Fundação Altiplano.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Camilo Giribas
Autor
Cita: Giribas, Camilo. "Sistema de cordas: Reforço estrutural para construções em adobe" [Sistema de Drizas: Reforzamiento estructural para construcciones en adobe] 17 Mar 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/867308/sistema-de-cordas-reforco-estrutural-para-construcoes-em-adobe> ISSN 0719-8906