O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. A paisagem como determinante da morfologia e das tradições

A paisagem como determinante da morfologia e das tradições

  • 07:00 - 10 Janeiro, 2017
  • por Equipe ArchDaily Brasil
A paisagem como determinante da morfologia e das tradições
A paisagem como determinante da morfologia e  das tradições, © Damião Santos
© Damião Santos

Este artigo é parte da nossa nova série "Material em Foco", onde os arquitetos compartilham conosco o processo de criação através da escolha de materiais que definem parte importante da construção de seus projetos.

A estação e posto de comando funciona como um edifício técnico de apoio à fazenda eólica situada na Serra do Alvão, Portugal. Cercado por uma paisagem única, com belíssimas vistas para o vale, o lugar é conhecido por ser isolado e apresentar um clima bastante hostil, exposto a fortes ventos e temperaturas extremas. Conversamos com os arquitetos Ricardo e Sofia Senos do ateliê M2.SENOS para saber mais sobre as escolhas dos materiais e sobre os desafios do projeto.

Quais são os principais materiais usados no projeto em questão?

M2.SENOS: Nos revestimentos exteriores foram utilizadas pedras graníticas de 20x10, madeira de pinho, chapa de ferro pintado. O Portão exterior em varão de ferro pintado. E a cobertura foi feita com painel sandwich na cor antracite e a alvenaria em bloco térmico.

© Damião Santos
© Damião Santos

Quais foram suas maiores fontes de inspiração e influência quando estavam escolhendo os materiais empregados no projeto?

M2.SENOS: O ambiente geológico do local foi a grande fonte de inspiração deste projecto: solo granítico, constituído por grandes formações rochosas, evidenciando as textura marcadas pelo tempo. Já os pastores se deixavam influenciar por esta presença, construindo as suas pequenas casas-abrigo em granito, com um sentido hermético e monolítico.

© Damião Santos
© Damião Santos

Descreva como as decisões relativas aos materiais influenciaram a concepção do projeto.

M2.SENOS: O projecto tinha duas particularidades: é objecto muito técnico que pressupões níveis elevados de segurança, mas que funciona quase em autogestão (abandonado), num local sublime, mas inóspito, sujeito a condições climatéricas muito adversas

© Damião Santos
© Damião Santos

Quais foram as vantagens que este material ofereceu para a construção do projeto?

M2.SENOS: Uma solução forte e atemporal, capaz de resistir ao vandalismo, garantindo a proteção dos equipamentos elétricos protegidos em seu interior, com uma capacidade de envelhecimento, que ajudam a integrar o objecto no local.

© Damião Santos
© Damião Santos

A escolha dos materiais impôs algum tipo de desafio ao projeto?

M2.SENOS: Na concepção do projecto, a escolha de materiais era já muito clara ou até mesmo primordial. Por isso, a materialização formal foi quase natural. No entanto, existia algum constrangimento orçamental. Ao escolhermos materiais com um custo mais elevado, tivemos que encontrar soluções que minorassem esses custos. Por isso, encontrou-se para a pedra granítica uma estereotomia que permitiu pedras mais pequena e portanto mais baratas e menos exigentes. Por outro lado, o portão em ferro, é constituído por varões de ferro de obra. Pensamos que as condicionantes incentivam à criatividade e gostamos dessa procura. 

© Damião Santos
© Damião Santos

Vocês chegaram a considerar outras possibilidades de materiais para o projeto? 

M2.SENOS: Ainda hoje não temos a certeza total relativamente à cobertura. No entanto, pareceu-nos juntamente com as entidades promotoras, a melhor opção a nível térmico, sem elevar os custos e podendo valorizar mais os restantes elementos.
Colocou-se a possibilidade da cobertura ser em pedra, mas tecnicamente era muito mais exigente, incluindo estruturalmente.

© Damião Santos
© Damião Santos

Como vocês pesquisaram fornecedores e construtores adequados aos materiais empregados no projeto?

M2.SENOS: Neste caso, a maioria dos materiais utilizados ou são muito técnicos (interior) ou locais. Portanto foi um processo relativamente simples, utilizando-se algumas pequenas industrias da região.

© Damião Santos
© Damião Santos

Veja o projeto completo:

VR Posto Comando / M2.SENOS

Cita: Equipe ArchDaily Brasil. "A paisagem como determinante da morfologia e das tradições" 10 Jan 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/802881/a-paisagem-como-determinante-da-morfologia-e-das-tradicoes> ISSN 0719-8906