O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos

Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos

Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos
Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos, © Chonga Produções
© Chonga Produções

Em Maputo, Moçambique, o cenário do cinema é bastante lamentável, não só do cinema, como de todas as outras artes. Isto deve-se ao facto de nossos núcleos de arte, estarem a ser desvalorizados e transformados em igrejas e mais instituições privadas, esquecendo-nos muitas vezes de que a arte desempenha praticamente o mesmo papel que das igrejas, tirando jovens das “drogas” e criando oportunidades à pessoas necessitadas.

Actualmente na nossa cidade (Maputo) existem cerca de 7 salas de cinema em funcionamento, o que implica que não consigamos servir a classe social de massa, a classe baixa. Mas a questão é mais sensível ainda, pois, para além de receber novos criativos e produtores emergentes da 7ª arte, muitas vezes/sempre perdendo para Hollywood.

As implicações disto, são já notáveis, pois nossos produtores começam a optar pela produção de filmes com a característica de Hollywood, como estratégia de venda, ignorando factores mais implicantes e pior ainda, diminuindo a possibilidade de exploração e desenvolvimento desta disciplina.

Com isso, nós vimos a oportunidade de lançar uma semente revolucionária, para fazer frente a este cenário em nosso país, seu nome é MAPUTO CINEMA FESTIVAL.

Este festival de cinema será um evento anual de exibição cinematográfica, revolucionário e interdisciplinar.

© Chonga Produções
© Chonga Produções

Nosso principal objetivo é criar um ponto de encontro entre o cinema e outras artes/disciplinas que contribuem para o desenvolvimento da mesma.

Nossa principal ferramenta é a Arquitectura e o nosso placo de intervenção é a URBE, adequando e explorando espaços com possibilidade de adaptação para salas de cinema temporárias.

Esta ideia, surge com o intuito de colaborar na reciclagem de vários espaços tornados inúteis e também como fonte de incentivo para o desenvolvimento e valorização do cinema, ajudando na resolução dos problemas da situação actual do cinema cá.

O Festival está planeado em duas partes:

A primeira que já está em andamento, é a fase experimental, cujo objetivo é a divulgação e a angariação de fundos.

Fundos estes, que estão divididos em 3 partes:

  1. Formar uma equipa multidisciplinar para desenvolver o projecto e ganhar experiência;
  2. Buscar apoio Financeiro;
  3. Conseguir uma audiência fiel e discípulos.

© Mbuto Machili
© Mbuto Machili

Para isso vamos realizar 3 sessões experimentais, até ao final deste ano (2016) em diferentes pontos da cidade, sendo que a primeira já foi realizada e os resultados foram bastante positivos. As novas sessões ainda estão por ser marcadas e com locais de intervenção por serem escolhidos. E a segunda parte que será a 1ª edição do Festival que terá início em 2017.

Sendo a primeira edição acreditamos que a angariação não terá deixado de ser um de nossos objectivos, mas, já temos em vista a necessidade de fazer o festival chegar a zonas mais carentes e de forma mais acessível para poder chegar às massas.

© Mbuto Machili
© Mbuto Machili

A maior parte da 1ª edição será resultado do que iremos angariar neste ano, nas sessões experimentais.

Sobre o projeto:

Planta Baixa
Planta Baixa
© Chonga Produções
© Chonga Produções
© Chonga Produções
© Chonga Produções

Esta sala serviu a 34 pessoas por sessão. Uma sala com 36 metros quadrados, estruturada por bambú, e coberta por panos brancos translúcidos. Esta estrutura cobriu as escadas numa das estradas de uma avenida na área nobre da cidade de Maputo. O pano translúcido, para a luz interior do cinema invadir o exterior chamando atenção as pessoas que de fora olham para o cinema. O brilho da sala passa a ser referência para quem passar por ela. De dia o pano branco que não rouba a atenção da textura do bambú e o deixa mais atraente. A tecnologia de ligação dos bambús foi simples, usamos câmaras de pneu antigas e juntamos os bambús, fazendo depois junções seguras e reforçamos ainda com arrame galvanizado para mante-los firmes. No interior, as escadas são a única e melhor opção para os acentos da sala. Adaptamos com uma esponja de 5 cm de espessura e área de 90 cm quadrados para que cada pessoa se sentasse. A tela é uma parede que esta em frente das escadas, penduramos um pano branco com 2 m de largura.

Fachadas
Fachadas

Wilford Machili, é Gestor de Projectos e Administrador da firma de Arquitectura Estúdio 5 em Maputo, Moçambique.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Wilford Machili
Autor
Cita: Wilford Machili. "Cinema na escada em Maputo / Estúdio 5 Arquitectos" 15 Set 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/795387/maputo-cinema-festival-estudio-5-wilford-machili> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.