O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Diversos
  3. SCI-ARC EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura

SCI-ARC EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura

SCI-ARC EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura
SCI-ARC EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura, Cortesía de SCI-Arc
Cortesía de SCI-Arc

Em novembro Hernan Diaz Alonso, diretor do Instituto de Arquitetura do Sul da Califórnia – Southern California Institute of Architecture ou simplesmente SCI-Arc – anunciou o lançamento do SCI-Arc EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura. A partir do segundo semestre de 2016 o novo centro servirá como plataforma para vários cursos de pós-graduação. Diaz Alonso nos conta em primeira mão sobre o SCI-Arc EDGE, a filosofia por trás do projeto e os campos de estudo que serão oferecidos.

O que é o SCI-Arc EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura?

O SCI-Arc EDGE é uma plataforma para a especulação arquitetônica. É onde novos tipos de conhecimento em arquitetura serão desenvolvidos e novos tipos de carreiras em arquitetura surgirão. Queremos que o SCI-Arc EDGE seja o motor para a próxima rodada de inovação em arquitetura.

Quais serão as áreas de estudo oferecidas no SCI-Arc EDGE?

O SCI-Arc EDGE vem com o lançamento de quatro programas acadêmicos. O primeiro é um Mestrado em Tecnologia da Arquitetura e será coordenado por Marcelo Spina. Esse programa será regido pela consideração da relação da arquitetura com a tecnologia. Será tanto conceitual quanto técnico. O programa envolverá experiências práticas com tecnologias de ponta e também especulação avançada sobre o significado e a estética da tecnologia na produção da arquitetura contemporânea. Haverá um compromisso com novos modos de usar a tecnologia mas não será um programa para aceitar novas tecnologias por si mesmas mas sim um programa para especular os modos em que novas tecnologias podem produzir novos efeitos arquitetônicos.

Cortesía de SCI-Arc
Cortesía de SCI-Arc

O segundo programa é o Mestrado em Artes com foco em Ficção e Entretenimento que será comandado por Liam Young. Como nós sabemos, o mundo se tornou um lugar bastante estranho e eu penso que muito desse estranhamento vem de um crescimento exponencial das mídias nos últimos vinte anos. Hoje em dia há uma multiplicação infinita de ficções e entretenimentos que formam a produção cultural. Esse programa visa expandir os horizontes da atuação da arquitetura no que pode ser um futuro bem próximo e estudar de maneira aprofundada como a cultura é produzida na atualidade. Por que o próximo sucesso de Hollywood ou o próximo videogame não podem ser produzidos por um arquiteto? Ou a próxima campanha de mídias sociais? Ou mesmo o próximo debate presidencial? Sem dúvidas é um programa que servirá de interface com a indústria de mídias já consolidada de LA, portanto esse programa é perfeito tanto para o SCI-Arc quanto para Los Angeles.

Cortesía de SCI-Arc
Cortesía de SCI-Arc

O terceiro programa é um Mestrado em Design de Cidades que será coordenado por Peter Trummer. Como sabemos atualmente a maioria da população mundial vive em cidades, uma tendência que será acelerada ainda mais. Como será a compreensão do design de cidades agora que a urbanização é um fenômeno mundial? Eu acredito que o problema com a maioria dos programas acadêmicos em design urbano hoje em dia é que há uma tendência a se perder em forças de mercado, políticas governamentais e ansiedades ecólogicas sem nunca chegar ao ponto de se projetar algo. Acredito que o poder da imaginação arquitetônica e como ela pode influenciar as forças que guiam os processos de urbanização é bastante subestimado mas penso que esse será um novo tipo importante de programa acadêmico em design urbano que permitirá que arquitetos retomem o interesse e a ambição por design de cidades. 

Cortesía de SCI-Arc
Cortesía de SCI-Arc

O quarto programa é o Mestrado em Teoria do Design e Pedagogia liderado por David Ruy. Eu penso que esse programa está faltando dentre o que é oferecido pelas escolas de arquitetura da atualidade. Você encontrará programas para qualificar profissionais e os programas de doutorado mais avançados para treinar pesquisadores. Mas falta um programa para treinar a nova geração de professores de projeto. Desde a segunda metade do século XX vemos uma evolução de um profissional híbrido, um misto de arquiteto, teórico e educador e esse híbrido é geralmente encontrado nas aulas de projeto de arquitetura. Mas não há nenhum programa acadêmico que atenda à necessidade de treinar profissionais para essa carreira. Acredito que esse programa seja bastante inovador nesse sentido e que oferecerá algo que não é encontrado em lugar nenhum. 

Como os profissionais formados no SCI-Arc serão mais competitivos no campo do design?

A maior parte da escolas são organizadas com base no fato de que a experiências dos estudantes podem ser pré-determinadas – como um jardim. Jardins podem ser ser legais e agradáveis mas a experiência neles é previsível. Por outro lado eu gostaria que o SCI-Arc EDGE fosse mais como uma selva. Pode ser que algumas condições e interesses já venham pré-definidas mas deve-se aceitar o fato de que haverá um certo grau de imprevisibilidade ao se seguir em frente. Para o SCI-Arc EDGE o princípio da selva é necessário pois o objetivo é a inovação radical. Vindo de uma plataforma como essa podem acontecer duas coisas: primeiro, ela oferecerá a você uma ética de se engajar radicalmente nas condições sempre mutantes da atualidade de lhe dar as ferramentas para lidar com isso; segundo, ela lhe equipará com um aparato conceitual para corrigir seu caminho caso a situação mude no futuro. O SCI-Arc EDGE foi em si projetado de acordo com esses princípios. Essa plataforma será estabelecida de maneira que os programas acadêmicos terão a capacidade de se adaptar e evoluir com o tempo e portanto continuarão a ser relevantes e acompanhar o ritmo da produção contemporânea. Quero ver essa plataforma se tornar um laboratório que responde rapidamente à uma arquitetura em constante processo de mudança. A grandes universidades tendem a se atravancar em burocracias e batalhas desnecessárias entre os departamentos acadêmicos. O SCI-Arc não é assim: nós somos uma instituição de ensino independente e muito bem equipada para sermos ágeis e inovadores. Quando vemos que precisamos mudar o curso da nossa atuação, conseguimos mudar muito rápido.

Além de conseguir empregos no front da arquitetura avançada, acredito que o SCI-Arc EDGE terá um papel importante em gerar empregos que ainda não existem. Esperamos formar profissionais com melhor preparação para o mercado que possam também atuar em territórios que formandos em arquitetura não atuam, historicamente falando. Quero enfatizar aqui uma atitude extremamente pragmática: a ideia de expandir as possibilidades de empregabilidade para arquitetura, e trabalharemos ativamente em ajudar nossos alunos a alavancarem suas carreiras, o que será um dos aspectos cruciais do SCI-Arc EDGE. Sabe aquela citação do William Gibson? “Como eu tenho dito muitas vezes, o futuro já chegou. Só não está uniformemente distribuído”. Quero que o SCI-Arc EDGE seja o primeiro lugar onde o futuro se torne realidade.

Para mais informações sobre o SCI-Arc EDGE, clique aqui.

Veja um vídeo sobre o SCI-Arc EDGE.

www.sciarc.edu

Tradução por Jessica Passos

Sobre este autor
Cita: Sponsored Post. "SCI-ARC EDGE, Centro de Estudos Avançados em Arquitetura" [SCI-Arc EDGE: Center for Advanced Studies in Architecture] 01 Dez 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/778100/sci-arc-edge-centro-de-estudos-avancados-em-arquitetura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.