O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Baidu divulga estudo sobre as cidades fantasmas na China

Baidu divulga estudo sobre as cidades fantasmas na China

Baidu divulga estudo sobre as cidades fantasmas na China
Baidu divulga estudo sobre as cidades fantasmas na China, Chenggong. Imagem © Barnaby Chambers via Shutterstock.com
Chenggong. Imagem © Barnaby Chambers via Shutterstock.com

Nas ultimas décadas, a China tem passado pelo mais dramático processo de êxodo rural da história do planeta, então, pode-se pensar que tudo o é preciso para os planejadores urbanos é "construir, que as pessoas virão". No entanto, como a mídia ocidental frequentemente registra, a explosão urbana chinesa não tem acontecido sem algumas consequências imprevistas, e muitas novas cidades acabaram se tornando o que se convencionou chamar de "cidades fantasma", sem habitantes e com cada vez mais blocos residenciais sendo construídos. Tais estórias são comumente acompanhadas de relatos de espaços públicos esvaziados e uma vastidão de casas apagadas à noite, mas poucos dados concretos. Então, precisamente quão subpovoada uma  cidade precisa ser para ser considerada uma "cidade fantasma", e quão abundantes são estas na China.

Segundo o MIT Technology Review, uma companhia chinesa de internet começou a buscar respostas para tais questões. Baidu, uma espécie de versão chinesa da Google, usou seu "Big Data Lab" para investigar os padrões de deslocamentos pendulares de seus 700 milhões de usuários, precisando exatamente quais cidades estão dramaticamente subpovoadas. 

Kangbashi (Old Ordos). Imagem © Tim Franco (Flickr User shanghaisoundbites)
Kangbashi (Old Ordos). Imagem © Tim Franco (Flickr User shanghaisoundbites)

Liderado por Guanghua Chi, o Big Data Lab trabalhou sobre uma definição de áreas urbanas estabelecida pelo Ministério Chinês dee Habitação e Desenvolvimento Urbano-Rural, que diz que cidades devem ser capazes de suportar 10 mil habitantes por quilômetro quadrado. Segundo Guanghua, qualquer cidade com uma população permanente  de metade desta densidade pode ser considerada uma cidade fantasma. A equipe da Baidu também pôde levar em consideração as influências sazonais, excluindo as cidades que possam parecer vazias a maior parte do ano, mas que são, na realidade, apenas grandes chamarizes para turistas. 

Como resultado de seu estudo, a Baidu identificou mais de 50 cidades em toda a China que apresentam uma significante ausência de moradores permanentes e espera, com isso, contribuir com a tomada de melhores decisões urbanas das autoridades estatais e empresas. Para saber mais sobre o estudo, leia o MIT Technology Review ou acesse o mapa interativo da Baidu

Rizhao. Imagem © Flickr user: dcf_pics licensed under CC BY-NC-ND 2.0
Rizhao. Imagem © Flickr user: dcf_pics licensed under CC BY-NC-ND 2.0
Weihei. Imagem © Flickr user: ivanwalsh licensed under CC BY 2.0
Weihei. Imagem © Flickr user: ivanwalsh licensed under CC BY 2.0
Chenggong. Imagem © Flickr user: remkotanis, licensed under CC BY-NC-SA 2.0
Chenggong. Imagem © Flickr user: remkotanis, licensed under CC BY-NC-SA 2.0
Baiyin. Imagem © Flickr user: adamcohn licensed under CC BY-NC-ND 2.0
Baiyin. Imagem © Flickr user: adamcohn licensed under CC BY-NC-ND 2.0

Imagem das habitações em Chenggong via Shutterstock.com

Sobre este autor
Rory Stott
Autor
Cita: Stott, Rory. "Baidu divulga estudo sobre as cidades fantasmas na China" [Using Big Data to Determine the Extent of China's Ghost Cities] 20 Nov 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/777317/baidu-divulga-estudo-sobre-as-cidades-fantasmas-na-china> ISSN 0719-8906