O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Zaha Hadid Architects divulga declaração na íntegra sobre o cancelamento do projeto do Estádio Nacional de Tóquio

Zaha Hadid Architects divulga declaração na íntegra sobre o cancelamento do projeto do Estádio Nacional de Tóquio

Zaha Hadid Architects divulga declaração na íntegra sobre o cancelamento do projeto do Estádio Nacional de Tóquio
Zaha Hadid Architects divulga declaração na íntegra sobre o cancelamento do projeto do Estádio Nacional de Tóquio, © Japan Sports Council
© Japan Sports Council

Na sequência da notícia do final do mês passado de que seu projeto para o Estádio Nacional para as Olimpíadas de Tóquio 2020 teria sido cancelado, o escritório Zaha Hadid Architects lançou uma declaração abrangente sobre o fato. Apesar de diversas críticas em relação ao projeto - incluindo as de Toyo Ito e Fumihiko Maki - foram, fundamentalmente, os custos excessivos que provocaram seu fracasso. No entanto, a declaração de 1.400 palavras do ZHA procura colocar distância entre o escritório e a alegação do Conselho Desportivo Japonês (JSC), que alega que grande parte do aumento dos custos deveu-se ao projeto complexo. O escritório argumenta que "em cada etapa ao longo dos dois anos de desenvolvimento, o projeto e o orçamento estimado foram aprovados pelo JSC", acrescentando que o escritório trabalhou proativamente para redução dos custos do projeto".

Leia a seguir para descobrir o que o escritório ZHA aponta como responsabilidade para os aumentos dos custos, com a declaração na íntegra.

A declaração atribui a ascensão dos custos a três fatores:

  • A rápida elevação do custo de construção em Tóquio, causada pelo "aumento da demanda construtiva, uma oferta limitada de empregos limitada e queda significativa do valor do iene."
  • O processo de duas fases do concurso, com os empreiteiros nomeados antes de terem de apresentar estimativas de custos, o que reduziu drasticamente a concorrência nos custos de construção.
  • Os arquitetos tiveram permissão negada para trabalhar diretamente com os empreiteiros e produzir detalhes de projeto a custos mais baixos.

Além disso, ZHA refutou a alegação de que os arcos de sustentação da cobertura tomaram grande parte do orçamento, dizendo que "estes arcos não são complexos e utilizam tecnologia construtiva padrão de pontes para suportar a membrana de polímero leve e forte (...) As equipes de projeto e engenharia no Japão confirmaram que os arcos de sustentação do telhado deveriam custar 23 bilhões de ienes (menos de 10% do orçamento aprovado)."

Finalmente, o escritório advertiu que, começar do zero após anos de desenvolvimento do projeto, o Conselho Esportivo coloca-se em risco de até mesmo novos aumentos de custos e atrasos, com um edifício apressado que provavelmente exigirá ainda mais dinheiro para ser convertido após servir a seu propósito para a Copa do Mundo de Rugby em 2019 e os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

A declaração de Zaha Hadid Architects na íntegra:

Nossas equipes no Japão e no Reino Unido consideram necessário definir um registro justo sobre o projeto do escritório Zaha Hadid Architects (ZHA) para o novo Estádio Nacional o Japão, que foi desenvolvido de acordo com a demanda e orçamento do cliente. Também é justo que o povo japonês esteja plenamente consciente das razões para o aumento do orçamento relatado e, com exatamente cinco anos para a Cerimônia de Abertura dos Jogos de Tóquio 2020, os riscos envolvidos com o atraso do processo de projeto e o início da construção.

Em 2012 o ZHA foi selecionado por um júri de arquitetos e outros especialistas em um concurso internacional com 46 entradas para projetar um novo estádio nacional para o Japão, que estaria pronto para receber a Copa do Mundo de Rugby de 2019 e as Olimpíadas de Tóquio 2020. Fomos atraídos para a competição pela visão do país por um novo Estádio Nacional, concebido com a flexibilidade para receber a abertura desses dois grandes eventos e para eventos esportivos e culturais nacionais, internacionais e locais para os próximos 50 a 100 anos.

O projeto foi desenvolvido por um consórcio de escritórios de projeto japoneses liderados por Nikken Sekkei, com o ZHA supervisionando o desenvolvimento do projeto. A equipe dedicou milhares de horas para desenvolver um projeto para um novo estádio nacional de acordo com os pedidos, requisitos e orçamento do nosso cliente, o Conselho Desportivo do Japão (JSC). Em todas as fases ao longo dos dois anos de desenvolvimento, as estimativas do projeto e orçamento foram aprovadas pelo Conselho. O ZHA trabalhou de forma proativa para reduzir o custo estimado por toda parte.

Pela primeira vez na construção de um edifício público no Japão, um processo de concurso em duas fases foi utilizado, no qual os contratantes são nomeados antes de serem convidados a apresentar estimativas de custo. Uma vez que o possui considerável experiência neste processo, aconselhamos o Conselho que trabalhar com um prazo de execução imóvel, num cenário de gigantescos aumentos anuais do custo de construção em Tóquio, e na ausência de qualquer concorrência internacional, a seleção precoce de um número limitado número de empreiteiros de construção não conduziria a um processo comercialmente competitivo.

Nosso aviso não foi atendido de que a seleção de empreiteiros tão precoce num mercado de construção aquecido e sem concorrência suficiente levaria a uma estimativa do custo de construção excessivamente elevada.

ZHA também propôs ao Conselho Desportivo que, neste contexto não competitivo, reduções na demanda do cliente para o estádio, nos custos de especificação e nos custos da empreiteira iria atingir um preço de construção inferior. ZHA sempre preparou-se para trabalhar com o Conselho para produzir um projeto de custo inferior em qualquer momento. O orçamento e o projeto foram aprovados pelo Governo em 7 de julho e não houve solicitação subsequente para projetar um estádio de custo mais baixo.

Em resposta aos altos custos citados pelos empreiteiros da construção, ZHA e toda a equipe de projeto trabalhou arduamente com o Conselho para assegurar que o projeto fosse entregue de acordo com a demanda e o orçamento, propondo muitas iniciativas de redução de custos, incluindo alterações do projeto. Também fornecemos orientações objetivas sobre os materiais padrão e técnicas construtivas necessárias para construir o estádio. Em nossa experiência, a melhor maneira de oferecer projetos de alta qualidade e com bom custo-benefício é fazendo com que os projetistas selecionados trabalhem em colaboração com os empreiteiros e o cliente como uma única equipe com um único objetivo. No entanto, não fomos autorizados a trabalhar com os empreiteiros, novamente aumentando o risco de estimativas desnecessariamente elevadas de custo e atrasos na conclusão.

No dia 7 de Julho, um relatório do Conselho ao comitê consultivo do projeto, utilizando imagens fornecidas pelas empreiteiras nomeadas, incorretamente alegou que o projeto foi responsável pela maior parte do crescimento do orçamento. ZHA não foi informado com antecedência deste anúncio e imediatamente contestamos esta afirmação incorreta com o Conselho. O comentário do relatório incidiu sobre os arcos de aço no projeto. Estes arcos não são complexos e usam tecnologia padrão de construção de pontes para suportar a cobertura membrana de polímero leve e forte, cobrindo as arquibancadas, além de apoiar o sistema de iluminação e os serviços que permitirão ao estádio sediar muitas competições e eventos internacionais futuramente.

A estrutura da cobertura em arco é tão eficiente como muitos outros grandes estádios no Japão e os arcos permitem que a cobertura seja construída em paralelo com as arquibancadas do estádio, economizando tempo de construção, em comparação com uma cobertura apoiada na arquibancada, que só pode ser construída depois que a parte inferior estiver finalizada. As equipes de projeto e engenharia no Japão confirmaram que os arcos de sustentação da cobertura deveriam custar 23 bilhões de ienes (menos de 10% do orçamento aprovado).

O acréscimo no orçamento estimado relatado pelo Conselho não é devido ao projeto, mas aos custos inflacionados da construção em Tóquio, a uma abordagem restrita e pouco competitiva com a nomeação dos empreiteiros e a uma restrição à colaboração entre a equipe de projeto e a equipe de construção.

O atual boom da construção em Tóquio aumentando a demanda por construções, uma oferta de trabalho limitada e a queda significativa do iene em valor aumentando o preço das matérias-primas importadas, contribuíram para o crescimento dramático dos custos de construção da cidade de Tóquio desde 2012/2013, quando o novo projeto do Estádio Nacional foi anunciado e a cidade foi escolhida para sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. Entre julho de 2013 e julho de 2015, os custos de construção de Tóquio aumentaram, em média, 25%, e deverão aumentar a uma taxa semelhante nos próximos quatro anos.

Iniciar novamente o processo de concepção não enfrenta os problemas fundamentais que levaram ao aumento da estimativa de orçamento para o Estádio Nacional, o que poderia, de fato, tornar-se ainda mais problemática devido à demora significativa em começar a construção. Os custos de construção continuarão a subir em direção ao prazo fixo da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 em exatamente cinco anos.

Além de aumentar os custos de projeto e construção, devido à subida dos custos de construção em Tóquio, mais atrasos e um processo de projeto apressado, liderado por empreiteiros, periga produzir um Estádio Nacional de padrão mais baixo e com o uso futuro limitado. Outros exemplos ao redor do mundo evidenciam-nos que um estádio de menor qualidade pode exigir mais investimentos substanciais ao serem convertidos para usos a longo prazo a partir de 2020, quando os custos de construção serão ainda maiores.

O público, Governo e equipe de projeto investiram num projeto que pode ser entregue através de um processo de aquisição mais competitivo e uma abordagem colaborativa de empreiteiros de construção, dentro do orçamento agora proposto pelo Governo e em tempo para sediar a Copa do Mundo de Rugby em 2019.

Sempre fomos, e ainda somos, preparados para usar a experiência e conhecimento que tem sido desenvolvido em trabalhar com o Conselho Desportivo Japonês para produzir um projeto de menor custo com alterações na especificação.

Dez dias após receber a aprovação formal do projeto, ZHA soube atravésda mídia sobre o cancelamento do compromisso de entrega do projeto aprovado para o novo estádio nacional e o compromisso de o local estar pronto a tempo de sediar a Copa do Mundo de Rugby de 2019. Posteriormente recebemos uma breve notificação oficial do Conselho Desportivo do Japão, de sua rescisão do contrato para o projeto do novo Estádio Nacional de Tóquio.

ZHA continua comprometido com uma solução flexível e eficiente para o projeto, que estaria pronto para receber o mundo para a Copa do Mundo de Rugby em 2019 e tornar-se uma nova casa para o esporte no Japão para muitas gerações vindouras. O povo e o governo japonês e as equipes de projeto no Japão e no Reino Unido têm investido uma grande quantidade de tempo, esforço e recursos para oferecer um projeto adaptável que possa atender à demanda e o orçamento fixado pelo Governo para um novo Estádio Nacional.

Para reduzir o risco de novos aumentos dos custos, o local não estar pronto a tempo para os Jogos de Tóquio 2020 e ser de qualidade inferior, a avaliação do primeiro-ministro deveria tirar partido do investimento no conhecimento detalhado do projeto já estabelecido e concentrar-se na necessidade de empreiteiros de construção trabalharem em parceria com a equipe de especialistas.

Escrevemos ao Primeiro-Ministro para oferecer nossos serviços e apoiar sua avaliação sobre o projeto com a equipe de projeto atual. ZHA também delineou que fazer uso do investimento significativo em um trabalho detalhado já realizado oferece-se como a solução mais eficiente para construir o melhor novo Estádio Nacional para o Japão para os próximos 50-100 anos.

Nas próximas semanas também planejamos compartilhar, no Japão e em toda comunidade arquitetônica internacional, as muitas soluções inovadoras alcançadas através dos anos de trabalho e investimento para o projeto do Estádio Nacional.

Sobre este autor
Rory Stott
Autor
Cita: Stott, Rory. "Zaha Hadid Architects divulga declaração na íntegra sobre o cancelamento do projeto do Estádio Nacional de Tóquio" [Zaha Hadid Architects Releases Full Statement on Scrapped Tokyo Stadium Plans] 12 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/771540/zaha-hadid-architects-releases-full-statement-on-scrapped-tokyo-stadium-plans> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.