O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Gijs Van Vaerenbergh cria uma instalação labiríntica no centro de artes de Genk

Gijs Van Vaerenbergh cria uma instalação labiríntica no centro de artes de Genk

Gijs Van Vaerenbergh cria uma instalação labiríntica no centro de artes de Genk
Gijs Van Vaerenbergh cria uma instalação labiríntica no centro de artes de Genk, © Filip Dujardin
© Filip Dujardin

Gijs Van Vaerenbergh, uma colaboração artística entre os arquitetos Pieterjan Gijs e Arnout Van Vaerenbergh, criou uma intervenção labiríntica no coração do c-mine Arts Centre em Genk, Bélgica. O projeto dessa instalação escultórica-espacial se baseia nos interesses dos artistas em tipologias arquitetônicas fundamentais; instalações realizadas anteriormente pela dupla se basearam em estruturas como o portal da cidade, a ponte e o domo. Aqui, a milenar forma do labirinto é explorada como uma experiência espacial em uma composição única de paredes e vazios.

© Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin + 28

© Filip Dujardin
© Filip Dujardin

Formando um quadrado de 37,5 metros de lado e pesando 186 toneladas, as chapas metálicas de 5mm de espessura foram perfuradas para criar uma série de molduras. Segundo os designers, através de uma "sucessão monótona de altos corredores, o observador é confrontado com aberturas que revelam o que há do outro lado das paredes." Vistas a partir de certas perspectivas, as molduras são "fragmentadas, ao passo que, a partir de outros pontos de vista, toda a forma recortada é revelada." Algumas das molduras também se abrem para o ambiente externo, que se torna um ponto de orientação durante a jornada.

© Gijs Van Vaerenberge
© Gijs Van Vaerenberge

Deste modo, a instalação também interage com o contexto do c-mine. "Subindo nas antigas torres de mineração, pode-se ver a estrutura de cima e olhar para baixo em direção aos visitantes que caminham."

Para Koen Sels, o trabalho do Gijs Van Vaerenbergh "se origina de uma 'ignorância' encenada sobre o que é arquitetura, o que os leva a investigar o que ela poderia ser."

Planta
Planta
© Gijs Van Vaerenberge
© Gijs Van Vaerenberge
© Gijs Van Vaerenberge
© Gijs Van Vaerenberge

Para Sels, "Labyrinth é uma tipologia que se revela como tipologia. Em um nível, isso ocorre ao dirigir os movimentos do usuário para uma extensão absurda, que também é o caso do labirinto clássico. Ao mesmo tempo, no entanto, a estrutura tradicional é transformada por uma série de operações booleanas."

"Além disso, os processos de produção e construção permanecem visíveis no projeto final. Os visitantes que sobem nas torres de mineração podem ver o labirinto como um piso materializado e também como uma escultura - uma perspectiva que vai contra o que um labirinto deveria fazer: dissimular-se. Mais que qualquer outra de suas obras, Labyrinth se situa em no contexto (institucional), não apenas visualmente, mas também simbolicamente, ao levantar a questão: o que essa escultura pretende? E o que são seus autores depois dela?

A instalação permanece montada no centro c-mine, em Gerk, até dia 30 de setembro deste ano. A obra contou com a participação dos engenheiros da Bollinger + Grohmann e foi executada por Meuwes Laswerken.

© Filip Dujardin
© Filip Dujardin
© Filip Dujardin
© Filip Dujardin

Reading Between the Lines / Gijs Van Vaerenbergh

Ver a galeria completa

Sobre este autor
James Taylor-Foster
Autor
Cita: Taylor-Foster, James. "Gijs Van Vaerenbergh cria uma instalação labiríntica no centro de artes de Genk" [Gijs Van Vaerenbergh Install a Labyrinth of Boolean Voids in Genk] 02 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/771098/gijs-van-vaerenbergh-cria-uma-instalacao-labirintica-no-centro-de-artes-de-genk> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.