O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cinema e Arquitetura: "As Crônicas de Riddick"

Cinema e Arquitetura: "As Crônicas de Riddick"

Cinema e Arquitetura: "As Crônicas de Riddick"
Cinema e Arquitetura: "As Crônicas de Riddick"

O personagem de Richard B. Riddick viu seu nascimento no ano de 2000 dentro do filme de baixo orçamento "Pitch Black", que mesmo com poucos recursos conseguiu captar a atenção do público e crítica através do seu estilo de humor negro e um universo espacial intrigante, que embora não fosse tão bem representado na tela, contextualizava a ação dentro do filme. Seu diretor, David Twohy teria a oportunidade de levar aos cinemas uma nova aventura do personagem de Riddick quatro anos mais tarde, dando à história um rumo inesperado.

Ao invés de criar um filme seguindo a fórmula do original, ele optou por uma expansão abrupta dos seus elementos, construindo um universo rico e palpável dentro da tela. Se no filme prévio contava-se com cenários limitados e elementos minimalistas, agora conta com uma arquitetura detalhista, intimista e exuberante, que tem tanto peso quanto os próprios personagens na história.

Essa mudança de caminhos pode ser produzida graças a um orçamento infinitamente superior, que pôde catalogá-la como uma superprodução de Hollywood. Uma das preocupações centrais do diretor em relação a equipe criativa foi mostrar uma estética nunca antes vista, icônica e que pudesse competir com as clássicas já consagradas Space Operas de ficção científica. Tal iniciativa combinaria numerosas agências de design, desde os veículos, figurinos e arquitetura, muitos dos quais graças a sua espetacularidade tornaram-se parâmetros de mudança no próprio desenvolvimento do roteiro.

A arquitetura dentro do filme é muito curiosa. De forma inicial, somos transportados junto ao protagonista até o planeta Helion Prime, cuja proximidade com o sol faz com que sua economia esteja baseada na captação da luz como recurso energético. Sua aparência desértica de escassa vegetação é resultado das altas temperaturas globais, as quais inundam todos os seus elementos de um filtro sépia que acentua este sentimento de calidez. Sua arquitetura denota um alto caráter histórico em relação as culturas do oriente médio e a vestimenta da sua população combina diversas culturas como a a islâmica, hindu e inclusive pequenos traços chineses e africanos.

Tal civilização, apesar da sua pluralidade, vive na paz e na prosperidade, servindo de refúgio e parada obrigatória a todos aqueles viajantes que procuram encontrar o caminho da espiritualidade. O nome da sua capital “New Mecca” torna evidente a similaridade com a antiga cidade de Jerusalém, onde se cruzam as origens históricas de várias religiões. 

Entretanto, aquela paz e prosperidade se vê interrompida pela chegada de uma cultura diametralmente oposta, monoteísta e belicosa que a todo custo procura expandir o domínio da sua fé. Os chamados Necromongers habitam uma cidade flutuante, que além de ser sua poderosa arma espacial, também é seu lar e sua arquitetura. Especialmente está última é definitivamente atraente, com um caráter barroco cheio de detalhes clássicos replicados em metal e pedra sombrios, e que a todo o momento lembram ossos e estruturas que giram em torno da morte.

Os próprios diretores de arte do filme chamam este estilo de Necro Góticoque encontra sua maior expressão dentro da chamada "Basílica", lar do seu líder e caudilho militar. Exteriormente, a estrutura obedece seu nome, mas interiormente, sua altura desmensurada e sua luz fria, porém abundante, remete muito ao interior de uma catedral gótica. 

Excludentes, ambas civilizações se enfrentam até a morte em uma espécie de cruzada espacial, onde revivemos a luta histórica entre oriente multicultural islâmico e o ocidente monoteísta cristão. Ambas visões resultam enriquecedoras e igualmente atraentes, onde a arquitetura reflete e é cúmplice de sua visão particular do universo.

Perfil do Diretor

David Twohy é um escritor e diretor de cinema nascido no dia 18 de outubro de 1955, na cidade de Los Angeles, Califórnia. Formou-se na California State University, no curso de Rádio e Televisão e começou seu trabalho dentro da indústria como escritor de filmes. Entre seus trabalhos, destacam-se os roteiros para “Warlock”, “Terminal Velocity”, “Waterworld”, “Impostor” e “The Fugity”, nominado a melhor roteiro em 1993, na premiação do Oscar.

Como diretor, fez seu debut em 1992 com o filme “The Grand Tour”, adaptação para a televisão do livro “Vintage Season” de C.L. Moore. Em 1996, apareceu nos cinemas com o filme “The Arrival” e somente em 2000, voltou a dirigir, com o filme “Pitch Black”, protagonizado pelo então, quase desconhecido, Vin Diesel. O filme de baixo orçamento surpreendeu por seu humor negro e reviravoltas arrepiantes, tornando-se um êxito de público e bilheteria. 

Em 2002, dirigiu o filme “Below” co-escrito pelo diretor Darren Aronosfky, mas foi somente em 2004 que deixaria satisfeitos seus seguidores com uma sequência de “Pitch Black”, a qual intitularia "As Crônicas de Riddick". No filme, amplificaria de maneira soberba o universo representado dentro da primeira, mostrando uma ambientação ambiciosa com uma história cheia de ação e drama. Tal contexto não voltaria a ser abordado até 2013, com o filme "Riddick", onde se retornava ao estilo do filme original.

CENAS CHAVE

1. Helion Prime / O Planeta Solar

Sendo o planeta mais próximo do sol, dentro do sistema, baseia sua economia na coleta de luz. A forma dos coletores é uma abstração do arco árabe tradicional. 

2. Ficção Científica Historicista

A image do planeta Helion Prime combina a imagem histórica e idealizada das cidade do oriente médio com tecnologia e estruturas vindas de sonhos futuristas. 

3. Refúgio Multicultural

Cheio de prosperidade, o planeta acomoda um grande número de religiões e culturas diferentes. Tolerante, é o símbolo de esperança para aqueles que migram de todo o universo.

4. Reinterpretação e Recriação Histórica

Graças a um filtro sépia, a cidade acentua seu caráter desértico e combina com a pedra e adobe tradicional com o qual estão elaboradas sua arquitetura regionalista e histórica.

5. Megalópole e a Cidade Continental

Acomodando um grande número de habitantes, as cidades cobrem regiões completas. Sua luz abundante não somente simboliza a prosperidade, mas também seu sentido de espiritualidade.

6. Urbanismo Renascentista

Sendo um mundo baseado na racionalidade, seu urbanismo divide o território por meio de grandes traçados circulares que lembram muito as utopias próprias do renascimento.

7. Anti Urbanismo / Cultura Nômade

Através de um mundo flutuante, os Necromongers são uma raça tanto militar como religiosa, que procura expandir sua fé e destruir toda a cultura que se oponha a suas crenças. 

8. Influência Ocidental / Cristã

Mesmo sem mostrar símbolos diretos, a cultura Necromonger demonstra um aspecto claramente ocidental. O processo de conversão a fé remete muito a crucificação e o calvário de Cristo.

9. A Catedral Necro-Gótica

Definido assim pelos diretores de arte, o estilo combina um ambiente gótico e barroco baseado na adoração da morte. Sua ambientação é sombria, de luzes frias e artificiais. 

10. Luta por Homogeneidade

O desenvolvimento de ambas culturas é excludente. Uma é aberta e tolerante, enquanto a outra é fechada e belicosa. A arquitetura acentua tal caráter para sua identificação com o público.

11. Arquitetura Utilitária e Militarizada 

A arquitetura está completamente integrada com a estrutura das naves militares, apresentando mobilidade em todas suas partes e permitindo deslocar-se por todo o universo.

12. Os Senhores da Guerra

Após sua vitória, as tropas se reúnem em um grande desfile que lembra a entrada triunfal das legiões em Roma, As naves se tornam arranha-céus que acentuam o poder da sua raça.

13. Cruzada Interespacial

O choque de ambas culturas é similar as cruzadas da Idade Média. Após a vitória, os Necromongers se estabelecem em torno da New Mecca, o centro do governo Helion.

14. Crematória / O Hades Espacial

Situada nas profundezas de um planeta vulcânico e com temperaturas solares extremas, está uma prisão de segurança máxima, onde habitam os piores prisioneiros da galáxia.

15. Arquitetura Imoral e Desumana

Construída a partir de um túnel de lava, a arquitetura se adapta ao seu entorno com o mínimo de investimento. Todos os seus elementos procuram converter a experiência em um castigo e um pesadelo.

16. Espiral de Miséria e Escuridão

A estrutura da prisão remete a descrição de Dante Alighieri do inferno. Quanto mais profundo, mais perigosos são os prisioneiros e habitam em condições mais extremas.

FICHA TÉCNICA

Dada de Estreia: 16 de Julho de 2004
Duração: 119 min.
Gênero: Ação / Ficção Científica
Diretor: David Twohy
Roteiro: David Twohy
Fotografia: Hugh Johnson

SINOPSE

Riddick é um convicto foragido da lei, pelo qual existe uma grande recompensa. Exilado da civilização e após um incidente com um grupo de mercenários, decide voltar ao planeta Helion Prime, onde habitam seus únicos amigos sobreviventes de um acidente passado. Mas, ao invés de encontrar um mundo cheio de progresso e paz, encontra uma invasão planetária dirigida pela raça expansionista e militar “Necromante”.

Em meio a uma guerra, Riddick procura fugir antes da morte dos seus seres queridos, mas quando descobre que Kyra, seu último vínculo emocional é prisioneira, seu rumo se vê entrecruzado com a ambição conquistadora dos invasores. 

Sobre este autor
Rafael Altamirano
Autor
Cita: Altamirano, Rafael. "Cinema e Arquitetura: "As Crônicas de Riddick"" [Cine y Arquitectura: "Las Crónicas de Riddick"] 10 Abr 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/764962/cinema-e-arquitetura-as-cronicas-de-riddick> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.