O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. Studio MK27 - Marcio Kogan
  6. 2014
  7. Casa Txai / Studio MK27 - Marcio Kogan + Carolina Castroviejo + Gabriel Kogan

Casa Txai / Studio MK27 - Marcio Kogan + Carolina Castroviejo + Gabriel Kogan

Casa Txai / Studio MK27 - Marcio Kogan + Carolina Castroviejo + Gabriel Kogan
Casa Txai / Studio MK27 - Marcio Kogan + Carolina Castroviejo + Gabriel Kogan, © Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 53

  • Equipe

    Carlos Costa, Laura Guedes, Mariana Ruzante, Mariana Simas, Paula Sertório
  • Interiores

    Diana Radomysler
  • Engenharia Estrutural

    Benedicts Engenharia
  • Construtora

    RFM
  • Mais informações Menos informações
© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa Txai funde elementos das coloridas casas vernaculares baianas com linhas precisas da arquitetura moderna brasileira. Localizado de frente para uma belíssima praia no município de Itacaré – no nordeste brasileiro – o terreno da Casa Txai sobe 13 metros a cima do nível do mar. Essa topografia permitiu que, mesmo mediado pelas copas das árvores existentes, fosse possível conseguir uma bela vista para a costa,

Para evitar uma excessiva verticalização e, mesmo assim, acomodar todo o programa, a casa repousou em dois níveis sem sobreposição dos pavimentos. Essa solução acabou por construir uma nova configuração para o terreno, como uma segunda natureza, que recompõe a topografia original, agora com a casa assentada. 

Planta Térreo
Planta Térreo

Planta Primeiro Pavimento Fachadas 2 Cortes Implantação + 53

No andar inferior, localiza-se a sala. Como uma grande varanda, todos os vidros e vedações podem ser completamente recolhidos. O estar se torna então um espaço aberto, protegido por uma laje plana protendida. Junto a essa área social fica a cozinha, voltada para a sala de jantar e contida dentro de um volume de madeira que comporta também uma pequena área de serviços e um lavabo. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Diante da sala-varanda, repousa uma piscina com fundo infinito e um solário com espreguiçadeiras. Nos fundos, pátio com vegetação configura ventilação cruzada no ambiente. O sistema estrutural foi modulado em vãos de 9,70m por 6,30m, em um racional sistema dominó. Sobre essa cobertura do primeiro andar, fica um deck de madeira descoberto de onde se tem uma bela vista do mar. Nesse segundo andar ficam também os quartos, locados sob um telhado em águas, em volumes coloridos de madeira e estuque. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Não há qualquer conexão interna entre o pavimento da sala e da cozinha com os quartos. Os percursos internos da casa, assim, são sempre feitos externamente, usando o jardim como passagem. Os moradores experimentam as condições climáticas ao transitarem entre interior e exterior.

Os banheiros prolongam-se para fora do telhado e são totalmente abertos para o exterior, tendo seus jardins individuais definidos por muros, como pátios. As portas da frente dos quartos dão para uma generosa varanda de 2,5m de largura onde ficam penduradas redes, presas no próprio forro feito com madeira reciclada. As portas de muxarabis – elemento treliçado de madeira, tradicional da arquitetura moderna e colonial brasileira – sombreiam o interior dos quartos, deixando passar a brisa; podem também ser inteiramente abertas para total controle de luz no interior.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Os materiais empregados na casa são todos locais. Privilegiou-se também acabamentos brutos, que envelhecem bem no agressivo ambiente litorâneo tropical. No caso dos volumes, em uma paleta de cor inspirada nas casas locais, a arquitetura buscou cores vivas e puras que, aplicadas sobre a madeira dos muxarabis, contribui para a durabilidade do material ao criar uma camada espessa de proteção contra maresia.

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

A Casa Txai oferece uma radical experiência de integração entre interior e exterior. É um lugar para tomar uma água de coco, balançando-se nas redes. A atmosfera tropical da Bahia impregna todos os espaços e o contato com o jardim se torna parte necessária do uso da casa, ao integrar os percursos da vida cotidiana. 

© Fernando Guerra | FG+SG
© Fernando Guerra | FG+SG

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Studio MK27 - Marcio Kogan
Escritório
Carolina Castroviejo
Escritório
Gabriel Kogan
Escritório
Cita: "Casa Txai / Studio MK27 - Marcio Kogan + Carolina Castroviejo + Gabriel Kogan" [Txai House / Studio MK27 - Marcio Kogan + Carolina Castroviejo + Gabriel Kogan] 20 Mar 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/764182/casa-txai-studio-mk27> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.