O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Porque espaços não deveriam ser descritos como "masculinos" ou "femininos"

Porque espaços não deveriam ser descritos como "masculinos" ou "femininos"

Porque espaços não deveriam ser descritos como "masculinos" ou "femininos"
Porque espaços não deveriam ser descritos como "masculinos" ou "femininos", O projeto de interiores de quartos é frequentemente descrito como "feminino". Imagem © robinimages2013 via Shutterstock
O projeto de interiores de quartos é frequentemente descrito como "feminino". Imagem © robinimages2013 via Shutterstock

Qual é a palavra mais mal usada no mundo da escrita arquitetônica? Seria "icônico"? Ou talvez "inovador"? A equipe do Curbed tem uma opinião: referir-se aos espaços como "masculino" ou "feminino". Em um artigo publicado mês passado, eles dizem que "as pessoas que escrevem sobre decoração deveriam parar de descrever espaços com terminologias de gênero", argumentando o seguinte: "Digamos que dois espaços foram descritos em um blog de decoração, e um foi descrito como masculino e o outro como feminino. Qual deles tem paredes brancas? Qual tem piso de concreto aparente? ... Se essas questões forem fáceis de responder, estamos na esfera dos estereótipos."

Sede da Lowe Campbell Ewald por Neumann/Smith Architecture; "masculino," naturalmente. Imagem © Justin Maconochie
Sede da Lowe Campbell Ewald por Neumann/Smith Architecture; "masculino," naturalmente. Imagem © Justin Maconochie

Aprofundando  seu argumento, eles continuam: "Se simplicidade e arquitetura bruta são sinônimos de 'masculino', então estamos essencialmente dizendo que a decoração 'feminina' é tradicionalmente frívola. De repente, aquilo associado à feminilidade se torna menos profundo e relevante."

A discussão se expandiu muito. Por exemplo, o que significa quando escritórios, onde há pouco espaço para frivolidade, são mais frequentemente descritos como espaços "masculinos"? E estamos confortáveis com a ideia de que a palavra "feminino" seja amplamente usada para descrever casas, lojas e salões de beleza? "A escrita de projeto baseada em gênero é indolentemente ofensiva", conclui o Curbed. "E mais precisamente, é ofensivamente indolente. Nós podemos fazer melhor." Leia o artigo completo aqui.

Imagem via Shutterstock.

Sobre este autor
Cita: Stott, Rory. "Porque espaços não deveriam ser descritos como "masculinos" ou "femininos"" [Why Spaces Shouldn't Be Described as "Masculine" or "Feminine"] 13 Jan 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/760212/porque-espacos-nao-deveriam-ser-descritos-como-masculinos-ou-femininos> ISSN 0719-8906
Ler comentários

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.