O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cinema e Arquitetura: "Laranja Mecânica"

Cinema e Arquitetura: "Laranja Mecânica"

Cinema e Arquitetura: "Laranja Mecânica"
Cinema e Arquitetura: "Laranja Mecânica"

Em 1971, o diretor Stanley Kubrick decidiu levar para a telona a trama de "Laranja Mecânica", escrito por Anthony Burgess em 1962. Com base no confronto entre a liberdade e a moral dos indivíduos, e da corrupção do ser humano baseada na repressão dos sistemas sociais e políticos, a obra apresenta um futuro próximo distópico, frio e desumano, que utiliza o espaço e a arquitetura que envolve cada uma de suas cenas.

Uma série de edifícios e lugares notáveis foram incluídos no filme, entre eles, o interior de Skybreak, uma casa de campo desenhada por Norman Foster, Wendy Cheesman e Richard Rogers.

Cinema e Arquitetura: Laranja Mecânica Cinema e Arquitetura: Laranja Mecânica Cinema e Arquitetura: Laranja Mecânica Cinema e Arquitetura: Laranja Mecânica + 16

LONDRES, MODERNO E INÓSPITO

O mundo de "Laranja Mecânica" é frio e insensível; Alex, o protagonista, perambula pelas ruas de Londres com seus amigos para cometer crimes e trazer o caos para a cidade. O pano de fundo de suas cenas é formado por uma série de edifícios modernos, tais como o Tavy Bridge Centre em Thamesmead South (edifício onde mora Alex) e o Centro de Conferências da Universidade de Brunel (no filme, o Centro Médico Ludovico).

Kubrick comentou que muitos dos locais utilizados foram encontrados folheando revistas de arquitetura. A escolha destas estruturas mínimas busca refletir uma sociedade aparentemente rígida e rigorosa, procurando apenas a funcionalidade imediata. No interior, no entanto, exploram paixões mais ocultas de seus habitantes com base na excentricidade e absurdo; aparece a forma, luz, cor, a arte.

LOCAIS DE INTERESSE

Cruzamento Southwest, Rótula York Road, Londres SW18.
Hoje é iluminado com grandes luzes e é constantemente monitorado por câmeras de vigilância; naquela época era muito mais sombrio e misterioso, perfeito para filmar as primeiras cenas do filme.

Passeiol Southwest, Rótula York Road, Londres SW18
Passeiol Southwest, Rótula York Road, Londres SW18

Casino Hotel em Taggs Island, Hampton Court.
Originalmente construído em 1913, Kubrick aproveita sua demolição próxima para filmar a cena do estupro e luta entre grupos rivais, que mostra o declínio dos espaços antigos da cidade que parecem imunes ao controle do governo.

Cassino Hotel em Taggs Island, Hampton Court
Cassino Hotel em Taggs Island, Hampton Court

Jardim Japonês da Casa de Milton Grundy em Shipton-under-Wychwood, Oxon.
Esta casa foi projetada pelo arquiteto Patrick Litchfield em 1960. Sua fachada foi escolhida pelo diretor para filmar a chegada do grupo, antes de assediar um casal.

Jardim Japonês da Casa de Milton Grundy em Shipton-under-Wychwood, Oxon
Jardim Japonês da Casa de Milton Grundy em Shipton-under-Wychwood, Oxon

Interior da Casa Skybreak.
Casa projetada por Norman Foster, Wendy Cheesman e Richard Rogers, que só é usada seu interior. Salienta o seu minimalismo e seus móveis extravagantes.

Interior de la Casa Skybreak
Interior de la Casa Skybreak

Lobby da Torre D da Universidade de Brunel, Uxbridge.
Suposto interior de uma urbanização de estilo brutalista - agora demolida - em Thamesmead South. No filme, é o edifício de apartamentos onde o protagonista vive.

Lobby da Torre D da Universidade de Brunel, Uxbridge
Lobby da Torre D da Universidade de Brunel, Uxbridge

Belvedere Road, Thamesmead South.
Passeio ao longo do rio, onde uma briga entre o grupo ocorre.

Belvedere Road, Thamesmead South
Belvedere Road, Thamesmead South

Prisão de Wandsworth.
Localizada a sudoeste de Londres, é atualmente a maior prisão da cidade e é operada pelo Serviço Prisional de Sua Majestade. Foi destinada a "reabilitar" Alex desde a história original.

Prisão de Wandsworth.
Prisão de Wandsworth.

Centro de Conferências da Universidade Brunel de Londres.
Este edifício foi construído em meados da década de 1960 e é um ponto de referência do brutalismo na cidade.

Centro de Conferências da Universidade Brunel de Londres
Centro de Conferências da Universidade Brunel de Londres

INTERIOR DO DORMITÓRIO DE ALEX

A planta, analisada em detalhes pela revista Interiors, descreve uma das cenas que acontecem no quarto de Alex, onde ele faz sexo com duas mulheres. Na sequência, os movimentos são acelerados, chegando a 40 segundos no total, enquanto a sua duração real é de 28 minutos.

Sobre esta cena, Kubrick disse: "Me parecia uma boa maneira de satirizar o uso comum da câmera lenta para solenizar este tipo de coisa, e transformá-la em  'arte'. A música (The William Tell Overture) também me pareceu uma boa brincadeira musical para contrastar o acompanhamento musical padrão de Bach."

O dormitório de Alex. Imagem Cortesia de Mehruss Jon Ahi e Armen Karaoghlanian
O dormitório de Alex. Imagem Cortesia de Mehruss Jon Ahi e Armen Karaoghlanian

De acordo com a análise arquitetônica feita pelo Interiors, o espelho no quarto reflete o pôster de Ludwig van Beethoven e o acrescenta uma dimensão única, fazendo-o parecer maior do que é. Os elementos arquitetônicos à direita e à esquerda do espelho produzem um "sistema de grade" que força o público a olhar para uma perspectiva de ponto de fuga.

FICHA TÉCNICA

Título original: A Clockwork Orange
País: Reino Unido
Direção: Stanley Kubrick
Texto: Stanley Kubrick, Anthony Burgess (novela)
Ano: 1971
Duração: 137 min.
Música: Wendy Carlos
Fotografia: John Alcott

SINOPSE

Na Grã-Bretanha do futuro, o delinquente carismático e violento Alex DeLarge (Malcolm McDowell) é preso e condenado por assassinato e estupro. Enquanto estava na prisão, Alex participou de um programa experimental, desenvolvido pelo governo, em que os condenados são "reeducados", anulando qualquer comportamento anti-social.

Ver a galeria completa

Cita: Tomás, José. "Cinema e Arquitetura: "Laranja Mecânica"" [Cine y Arquitectura: "La Naranja Mecánica"] 01 Ago 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/625020/cinema-e-arquitetura-laranja-mecanica> ISSN 0719-8906