O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Tecnologia e Arquitetura / 3ve [Entrevista]

Tecnologia e Arquitetura / 3ve [Entrevista]

Tecnologia e Arquitetura / 3ve [Entrevista]
Tecnologia e Arquitetura / 3ve [Entrevista], © 3ve
© 3ve

Esta semana na nossa série de Tecnologia em Arquitetura queremos contar da empresa espanhola 3ve dedicada a infografia arquitetônica em 3D. Nesta ocasião entrevistaremos o seu fundador Cote Gallardo, que nos contará sobre seu trabalho e como o realiza, desde o ponto de vista de metodologia, ferramentas de software e hardware.

Segue a seleção das melhores imagens de 3ve e a entrevista.

3ve [Entrevista] (15)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606270_1337984932_infografia_arquitectura_exterior_004_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Quando e como começastes a trabalhar no tema da visualização de arquitetura?

Comecei a trabalhar realmente na visualização arquitetônica em meados de 2003. Sempre estive ligado aos computadores de alguma forma, mas foi em meados de 2003, enquanto acabava a faculdade de jornalismo, quando finalmente decidi me dedicar a visualização 3D em geral. Na minha família, tanto os meus pais como meus três irmãos são arquitetos, assim que além de ser a ovelha negra da família, comecei a realizar as visualizações 3D deles, de maneira autodidata para suas apresentações em Gallardo-Llopis Arquitectura. É engraçado de vez em quando ver de novo aquelas primeiras visualizações. Isso te incita a seguir atualizando-se e estudando, porque sabes que dentro de alguns anos será a mesma coisa quando olhares para trás e ver as visualizações que realizamos hoje em dia.

3ve [Entrevista] (18)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606253_1337984921_catalogo_012_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
É arquiteto?

Não sou arquiteto, comecei a estudar Engenharia de Informática na Universidade Politécnica de Valência, mas não era o que esperava, ou o primeiro ano não estava com o enfoque na parte que me interessava dos computadores. Por isso deixei e fui para Jornalismo, outra das minhas grandes paixões. Quando me graduei Jornalista, comecei a mandar currículos para trabalhar como jornalista, mas como ninguém me respondia e já havia começado a realizar visualizações 3D para Gallardo-Llopis Arquitectura, decidi criar minha empresa de visualizações 3D em 2004.

3ve [Entrevista] (5)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606321_1337984976_infografia_arquitectura_exterior_030_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Por que te agrada o trabalho de visualização em arquitetura?

Me agrada por muitos motivos. O primeiro, porque tem contato com a área de projeto e criatividade, a qual é uma constante na minha vida. Mas creio que por estudar jornalismo cresceu em mim uma sensação de curiosidade por tudo que me rodeia, por entender o funcionamento das coisas, desde as mais mundanas, até as mais primitivas. Para realizar um bom trabalho de visualização 3D, deves compreender muitos âmbitos da natureza. Desde de como se comporta a luz, como se reflete, incide ou penetra nos diversos materiais, como se representa a cor, como se entendem os volumes, como se compõe um cenário, que efeitos naturais se draina nestas circunstâncias, como funciona o céu para os fundos dependendo da hora e o dia, e muito mais. No princípio, quando comecei a dedicarem as visualizações em 3D ia pela rua como um tonto olhando cada elemento, fachada, pavimento,… observando o sol, as sombras, o céu, a luz, para ver como se comportavam. sendo sincero, todavia ainda hoje sigo vendo o mundo em clave 3D, imaginando cada coisa que vejo como deveria representar em 3D. Vício profissional, como se costuma dizer.

3ve [Entrevista] (7)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606313_1337984970_infografia_arquitectura_exterior_024_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Como poderias resumir teu trabalho?

É difícil resumir um trabalho, mas creio que no nosso campo um dos elementos mais importantes é a constante atualização. Já não somente no campo tecnológico, que é importante, com os diversos sofreares, se não também no modo de ver e representar as coisas. É um trabalho muito dinâmico, com constantes mudanças. Nunca enfrente dois projetos idênticos, cada um tem sua peculiaridade e particularidade.  E como dizia antes, creio que não se deve cansar de perguntar-se porque se representam na realidade assim as coisas. Outro ponto importante é que creio que devemos nos converter e formarmos na área da fotografia, seja para a infografia estática ou animação. Realmente, no final representamos um edifício em 3D (visualização arquitetônica) em um espaço virtual e não temos nenhuma limitação, como tem os fotógrafos na realidade. Podemos escolher a iluminação que desejamos, o ponto de vista que queremos, sem impedimentos técnicos e devemos aproveitar isto para aportar um grau artístico mais que técnico, que se presume que já tenhamos. É dizer por exemplo, os arquitetos contratam fotógrafos profissionais para, uma vez acabado o projeto, mostrar sua obra de forma artística. Estes fotógrafos tem conhecimentos artísticos para mais que mostrar, poder transmitir sensações, imprimindo um caráter criativo tanto na composição, como a escolha de um ponto de vista, enquadramento, balanço,… .Nós temos muitas limitações a menos que eles, e deveríamos conseguir o mesmo com as visualizações 3D; aportar um valor adicional em vez de ficar no simples 3D.

3ve [Entrevista] (10)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606299_1337984959_infografia_arquitectura_exterior_020-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Arquiteto Favorito?

Bom, tenho muitos arquitetos favoritos por diferentes obras suas. Desde Mies, Richard Neutra, Arne Jacobsen, Le Corbusier, Oscar Niemeyer, Alvar Aalto, Frank Lloyd Wright, Craig Ellwood, Philip Johnson, passando pelos espanhóis Alejandro de la Sota, Jose Antonio Coderch, Javier Saenz de Oiza, Rafael de la Hoz, Josep Lluis Sert, Alberto Campo Baeza, Nieto Sobejano, Javier Garcia Solera, Rafael Moneo, Vazquez Consuegra, Rcr arquitectos, OAB (Ferrater), Mansilla Tuñon, Abalos Herreros, Miralles + Tagliablue, Fran Silvestre, claro Gallardo Llopis, os portugueses Souto de Moura, Alvaro Siza, Aires Mateus, Arx Portugal, os franceses Dominique Perrault, Jean Nouvel, os ingleses Norman Foster, David Adyaje, John Pawson, David Chipperfield, Zaha Hadid, os alemães e suiços Daniel Liebeskind, Herzog & De Meuron, Peter Zumthor, os holandeses OMA (Rem Koolhas), MVRDV, Neutelings, os asiáticos Toyo Ito, Sejima & Nishisawa (SANAA), Tadao Ando, Shinichi Ogawa e os norte americanos Frank Ghery, Steven Holl e Peter Eisenmann. Faltaram muitíssimos, mas mais ou menos representam o tipo de aruqitetura com a qual me sinto mais representado e a que mais me agrada.

3ve [Entrevista] (12)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606288_1337984947_infografia_arquitectura_exterior_011_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Obra favorita?

Uffff, pergunta difícil. É quase como me perguntar “qual a tua canção favorita?” Existem tantas de tantos estilos. Obviamente, também tenho que dizer que com a arquitetura é diferente. Muda muito o fato de haver visitado fisicamente uma obra e haver percorrido seus espaços, que simplesmente ver a obra em fotos. Por isso que esta pergunta é complicada., porque antes de responder já sei que vou me equivocar. Por isso prefiro não eleger nenhuma obra em particular. Creio que é mais interessante dizer que o tipo de arquitetura que mais me atrai vai junto com os nomes dos meus arquitetos favoritos.

3ve [Entrevista] (6)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606317_1337984973_infografia_arquitectura_exterior_026_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Artista visual ou firma de visualização favorita?

Seria difícil destacar somente um artista ou firma, mas se tivesse que destacar um artista de visualização arquitetônica, por proximidade geográfica, elegeria Alex Roman, pela sua forma de entender a visualização arquitetônica imprimindo um caráter criativo, fotográfico e de composição sublime. consegue de maneira natural converter o 3D, algo virtual, em realidade, ao dotar de sentimentos a todas as suas imagens.

3ve [Entrevista] (17)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606261_1337984925_catalogo_020_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Que meios utiliza para estar por dentro de tudo que acontece no teu ramo?

Geralmente, usamos portais específicos do setor ou fóruns, além de seguir as feiras internacionais mais importantes, nhoque se refere a tecnologia. Portais como cgchannel, cgarchitect, cgsociety, 3Dtotal ou para nosso âmbito na Espanha com fóruns como cg-node, esmaga,… . E, todos eles pode-se aprender sobre os problemas que se passa com outros artistas, ou seguir as notícias do nosso campo de uma maneira resumida e compilada. Evidentemente, para aprender de grandes fotógrafos também seguimos portais de arquitetura e fotografia como por exemplo Plataforma Arquitectura. De cada fotografia ou projeto aprende-se sempre algo novo, as vezes incluso o que não querias fazer, mas que é igualmente importante.

3ve [Entrevista] (9)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606305_1337984964_infografia_arquitectura_exterior_022_p-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Quais softwares usas?

dependendo do projeto e do tipo de trabalho a ser realizado usamos um ou outro motor de render. Tem que levar em conta, que não somente fazemos um tipo de infografias estáticas, mas também que realizamos imagens 3D de interiores e de exteriores, de produto, stands, catálogos de produto, animações, reconstruções históricas, sistemas em Tempo Real, para se mover livremente pelos projetos, panorâmicas 360º virtuais, … . Geralmente uso Vray, ainda que também use motores como Maxwell render ou finalrender. Obviamente, dependendo se o projeto se trata de animação, infografia ou sistema em Tempo Real podemos variar de programas.

3ve [Entrevista] (16)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606265_1337984928_infografia_arquitectura_concepto_009-530x353.jpg" alt="" width="530" height="353">
© 3ve
Qual hardware usas?

Sobre hardware, de desktop uso um Mac Pro de 4 núcleos, com uma placa de vídeo nvidia Quadro FX 4500 com 4 GB de RAM. Claro, temos um Rack com 8 núcleos Xeon duplos e16 GB RAM.

 

3ve [Entrevista] (8)" src="https://images.adsttc.com/adbr001cdn.archdaily.net/wp-content/uploads/2012/06/1339606309_1337984967_infografia_arquitectura_exterior_023_copy-175x450.jpg" alt="" width="175" height="450">
© 3ve
 

Sobre este autor
Leonardo Márquez
Autor
Cita: Leonardo Márquez. "Tecnologia e Arquitetura / 3ve [Entrevista]" 13 Jun 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/53861/tecnologia-e-arquitetura-3ve-entrevista> ISSN 0719-8906