O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. O Jurado do Pritzker Alejandro Aravena sobre Shigeru Ban: Virtuosidade ao serviço de nossos desafios mais urgentes

O Jurado do Pritzker Alejandro Aravena sobre Shigeru Ban: Virtuosidade ao serviço de nossos desafios mais urgentes

O Jurado do Pritzker Alejandro Aravena sobre Shigeru Ban: Virtuosidade ao serviço de nossos desafios mais urgentes
O Jurado do Pritzker Alejandro Aravena sobre Shigeru Ban: Virtuosidade ao serviço de nossos desafios mais urgentes

A seguir apresentamos as impressões de Alejandro Aravena em relação ao nomeamento de Shigeru Ban como Prêmio Pritzker em 2014. Aravena é o diretor executivo do escritório ELEMENTAL S.A e membro do júri do Pritzker.

Shigeru Ban expandiu o campo da arquitetura de forma atípica. Por uma parte conseguiu demonstrar que o artista iluminado e o projetista talentoso não está inevitavelmente condenado a trabalhar para a elite, mas que a inovação pode ocorrer enquanto trabalha-se para a maioria, especialmente para aquela historicamente desatendida e esquecida. Para isso, Ban redefiniu a maneira de se aproximar dos desafios urgentes, difíceis e relevantes, trocando a caridade pela qualidade profissional. Shigeru Ban nos ensinou que independente da dureza das circunstâncias ou a escassez de meios, o bom desenho, longe de ser um custo adicional, é um valor agregado que contribui aos problemas mais complexos com eficiência, poder de síntese e inclusive certo otimismo.

Para citar apenas um exemplo, recordo que uma das experiências mais impactantes do trabalho de Ban, foi ver a maneira na qual estava construída a Naked House. As publicações da época nos mostravam uma obra, translúcida, etérea, quase macia, que dava a impressão de uma construção de tecnologia de ponta e em qualquer caso, cara. Foi muito impressionante iterar-se de que a maneira que este resultado foi alcançando foi através de materiais simples e inesperados: uma estrutura de painel de madeira compensada comprimida por peças de madeira 1x2'' nas extremidades. Internamente um tecido branco foi anexado a tiras de velcro simplesmente grampeadas à madeira. No meio, a câmara de ar de 50 centímetros estava cheia de plástico bolha para proteção e luvas de plástico preenchidas por lascas de poliestireno destinadas para dar massa térmica à esta pele em camadas. O partido material da casa era tão básico que ninguém queria construí-la. Ban disse que ele mesmo, com a ajuda das pessoas que estavam nesse momento em seu escritório, tiveram que encher as luvas de plástico com as lascas de poliestireno e as levar a obra para serem instaladas. Como se isto fosse pouco, a casa questiona radicalmente o típico programa doméstico, ao transformar a lista de recintos que normalmente divide e compartimenta uma casa, num conjunto de elementos que movem-se livremente no espaço. O resultado é de um frescor invejável. É esta aproximação do virtuosismo construtivo somado a uma liberdade criativa aguda e precisa, a qual foi colocado a serviços dos temas mais desafiadores. Neste sentido, Ban fez um grande favor aos arquitetos, ampliando nossas possibilidades de trabalho e influência. Também contribuiu com a sofisticação e excelência em âmbitos que estavam normalmente excluídos de um desenho de qualidade.

Siga a nossa cobertura do Prêmio Pritzker aqui.

Sobre este autor
Cita: Aravena, Alejandro. "O Jurado do Pritzker Alejandro Aravena sobre Shigeru Ban: Virtuosidade ao serviço de nossos desafios mais urgentes" [Pritzker Juror Alejandro Aravena on Shigeru Ban: Virtuousity in Service of Our Most Urgent Challenges] 26 Mar 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/185706/o-jurado-do-pritzker-alejandro-aravena-sobre-shigeru-ban-virtuosidade-ao-servico-de-nossos-desafios-mais-urgentes> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.