Reconectando os londrinos ao Rio Tâmisa

Reconectando os londrinos ao Rio Tâmisa

Cinco propostas para reconectar os londrinos com o Rio Tâmisa estão expostas na Royal Academy of Arts (RA), em Londres. O concurso, organizado pela Architecture Foundation, "lançou uma chamada aberta para equipes de projeto multidisciplinares para apresentarem novas ideias e visões quaisquer localidades ao longo do Rio Tâmisa" no começo do ano. As cinco equipes selecionadas foram classificadas ainda no começo do ano e recentemente discutiram seus projetos em uma oficina pública de projeto. Os esquemas estavam sendo exibidos como parte da exposição Richard Rogers RA: Inside Out.

Leia os resumos das propostas a seguir.

River Beds / Carl Turner Architects e The Edible Bus Stop

River Beds. Image © Carl Turner Architects / The Edible Bus Stop
River Beds. Image © Carl Turner Architects / The Edible Bus Stop

"Nossa equipe estará investigando o South Bank do Tâmisa, entre o Parque Battersea e a Ponte Vauxhall. Estamos buscando oportunidades no solo para desenvolver a ideia de jardinagem de guerrilha e, assim, criar uma nova rota verde entre esses dois marcos urbanos. O 'verde’ consistirá em hortas de produção de alimentos e, a partir daí, vamos estabelecer quais conexões podem ser feitas com as comunidades locais para dar suporte à esses novos espaços públicos."

"Nosso objetivo é criar espaços públicos ativos, administrados pelas comunidades locais. Nós também gostaríamos de ver se é possível re-costurar as áreas residenciais ao norte de Nine Elms com o rio. A indústria e o transporte criaram um grande desconexão entre as pessoas e esta parte do rio."

River Rooms 2113 - um "colar" de espaços públicos para ornar o Tâmisa / David Kohn Architects

River Rooms 2113. Image © David Kohn Architects
River Rooms 2113. Image © David Kohn Architects

"O crescimento futuro de Londres depende da criação de espaços públicos vibrantes que são acessíveis a todos, conectados por transportes, rodeados por excelentes habitações e serviços de densidades apropriadas. Onde estas oportunidades co-existirão no próximo século? River Rooms 2113 é a proposta de um 'colar' de ambientes públicos na escala da cidade, em cais existentes e propostos, espalhados ao longo do Tâmisa."

"O Plano de Ação para o Rio, do Prefeito de Londres, procura aumentar as viagens de passageiros de 6 para 12 milhões por ano, até 2020. Essas cifras continuariam a crescer, se tornando a escolha preferida dos londrinos e turistas. Em 2113, River Rooms poderia representar uma nova maneira de entender Londres , ao mesmo tempo que reconecta comunidades locais com suas orlas."

FloodPlain / Neil Cummings e 51% Studios

FloodPlain. Image © Neil Cummings / 51% Studios
FloodPlain. Image © Neil Cummings / 51% Studios

"#floodplain é uma plataforma online que permite que os usuários façam representações espaciais colaborativas de Londres, sua principal artéria fluvial, o Tâmisa, e suas várzeas. Utilizando grandes pesquisas de dados públicos de livre acesso, o #foodplain re-pensa o Rio Tâmisa para o século XXI, sugerindo novas maneiras de mapear, imaginar e habitar a cidade de Londres, suas regiões e suas arquiteturas."

"#floodplain é um novo tipo de espaço público, que permitirá a seus usuários se tornarem arquitetos de seu próprio ambiente."

Lubricity / The Eastern Reach

Lubricity. Image © The Eastern Reach
Lubricity. Image © The Eastern Reach

"A equipe The Eastern Reach focará na margem leste, abrangendo o Tâmisa entre Rainham e Grays. Este é um local que faz parte do cotidiano dos londrinos e que se desdobra em uma paisagem de recortes horizontais de rio, pântanos, assentamentos e indústrias. Mantém-se unido por uma paisagem de 'infra-estruturas moles e duras' - da qual o rio é o centro".

"Nosso campo de pesquisa inclui o questionamento dos processos sociais e ecológicos que formaram essa zona de margens dotada de infra-estrutura e agricultura. Combinaremos trabalho de campo e mapeamento sócio-espacial, com uma abordagem projetual aberta e inovadora."

The Thames Baths Project / Studio Octopi com Civic Engineers e Jonathan Cook Landscape

"Em 1865 o sistema de esgoto de Londres foi inaugurado. Em 2012, houve 57 transbordos ao longo do Tâmisa: 39 milhões de toneladas de esgoto vazaram para o rio. A empresa Thames Water está planejando completar o programa chamado 'super esgoto' em 2023, que removerá 96% do esgoto que atualmente entra no rio."

"As melhorias na qualidade da água abrem a possibilidade para que as pessoas voltem a nadar no Tâmisa. Focando em duas saídas do 'super esgoto' - Blackfriars Bridge e King Edward Memorial Park Foreshore -desenvolvemos piscinas fixas e flutuantes. Nossa proposta celebra uma intimidade recém encontrada entre os londrinos e seu rio."

Richard Rogers RA: Inside Out esteve em cartaz em Burlington Gardens até 13 de outubro de 2013. Veja as crítica aqui.

Referências: Architecture Foundation, BDOnline

Sobre este autor
Cita: Taylor-Foster, James. " Reconectando os londrinos ao Rio Tâmisa" ['London As It Could Be Now': Reconnecting Londoners with the Tidal Thames] 19 Out 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-147063/reconectando-os-londrinos-ao-rio-tamisa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.