O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. X Bienal de Arquitetura de São Paulo no MCB apresenta exposições que promovem o debate sobre os modos de habitar

X Bienal de Arquitetura de São Paulo no MCB apresenta exposições que promovem o debate sobre os modos de habitar

X Bienal de Arquitetura de São Paulo no MCB apresenta exposições que promovem o debate sobre os modos de habitar
X Bienal de Arquitetura de São Paulo no MCB apresenta exposições que promovem o debate sobre os modos de habitar, Cortesia X Bienal de Arquitetura. Image © Marcelo Sarmento
Cortesia X Bienal de Arquitetura. Image © Marcelo Sarmento

Em sua 10ª edição, a Bienal de Arquitetura de São Paulo ocupa uma rede de espaços culturais para discutir questões urbanísticas sob o tema “Cidade: modos de fazer, modos de usar". O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, integrará o sistema expositivo conectado por meio do transporte público, com programação que promove o debate sobre os modos de habitar.

Da Casa Bola, do arquiteto Eduardo Longo, à luta da comunidade indígena Emanuel Guarani Kaiowá pelo direito à moradia, o MCB apresenta cinco mostras que buscam refletir sobre a habitação em diferentes contextos relacionados aos desafios territoriais, sociais e políticos da metrópole contemporânea. Estarão em exposição, ainda, a Casa Moriyama, de Ryue Nishizawa, o Projeto Estadual “Casa Paulista” e o Programa Federal “Minha Casa, Minha Vida”.

A abertura aconteceu em 12 de outubro, sábado às 15h, com mesa de apresentação da Bienal com mediação dos curadores desta 10ª edição, Ana Luiza Nobre, Guilherme Wisnik e Ligia Nobre, e os convidados Eduardo Longo, Giovanna Borasi, João Sette Whitaker, Reinaldo Iapequinoe Rainer Hehl, discutindo o mote da programação do MCB para o evento, os “Modos de Habitar”. Na ocasião, cerca de 600 pessoas prestigiaram o debate no MCB.

A rede Bienal

Refletindo sobre a cidade contemporânea, a X Bienal de Arquitetura de São Paulo incorpora a questão urbana na sua própria estrutura espacial. Assim, ao mesmo tempo em que visita a exposição em diversos espaços culturais, o público tem a experiência viva da cidade de São Paulo.

A escolha dos locais que compõem a rede seguiu dois critérios básicos: a qualidade dos espaços, na relação entre arquitetura e uso, e a sua acessibilidade por meio da articulação ao sistema de transporte de massas da cidade. Assim, será possível visitar toda a exposição a partir um sistema multimodal que tem o metrô como espinha dorsal.

“Ao levar à sociedade o debate sobre a mobilidade urbana e a utilização dos espaços públicos da cidade de São Paulo, a X Bienal de Arquitetura perpassa os temas de vocação do Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura corealizadora desta 10ª edição do evento.

A rede principal de espaços expositivos é composta pelos seguintes pontos: Centro Cultural São Paulo, SESC Pompeia, Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), Museu da Casa Brasileira, Centro Universitário Maria Antônia (CEUMA), Praça Victor Civita, Associação Parque Minhocão e Estação Metrô Paraíso (Projeto Encontros).

A rede expandida inclui Casa de Francisca, Casa do Povo, Cemitério do Araçá, Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes, Teatro Oficina, Galeria Choque Cultural, Instituto Lino Bo e P.M. Bardi e Teatro Oficina.

BIENAL NO MCB

“O Museu da Casa Brasileira promove anualmente, por meio do projeto Casas do Brasil, o mapeamento das diversas tipologias de moradias encontradas no território nacional. Para a Bienal de Arquitetura, reunimos exposições que denotam diferentes modos de morar, revelando estruturas habitacionais contemporâneas e tradicionais, soluções arquitetônicas criativas e projetos de revitalização urbana. Aliado a isso, com apoio do núcleo educativo do MCB, oferecemos ainda a oportunidade de visitação à Casa Bola, de Eduardo Longo, com saídas programadas para as sextas-feiras de 18 de outubro a 8 de novembro”, explica Giancarlo Latorraca, diretor técnico do Museu da Casa Brasileira.

Casa Bola

Exposição audiovisual sobre a Casa Bola, de Eduardo Longo, construída na década de 70, no Jardim Europa. Com diâmetro de 8 metros, a casa de ferrocimento serviu como o protótipo para uma produção em série. Moradia do próprio arquiteto, é um contínuo campo de experimentação até hoje e representa um exemplo de radicalidade na arquitetura brasileira.

Visitação à Casa Bola: às sextas-feiras, a partir do dia 18 de outubro, haverá visitas orientadas à Casa Bola, localizada nas cercanias do MCB, com o acompanhamento da equipe educativa do museu. São duas opções de horários: 11h e 16h. Informações e inscrições: (11) 3032.3727 ou agendamento@mcb.org.br.

Casa Moriyama

Mostra sobre construção em um lote de esquina na cidade de Tóquio. A casa projetada por Ryue Nishizawa em 2005 explora a volumetria segundo os diversos programas domésticos. Quartos, banheiros, cozinha, ambientes de estar e de serviços se separam em diversos cubos brancos, com alturas distintas, separados por áreas intersticiais semipúblicas, contínuas à calçada da cidade. É uma casa penetrada pela cidade.

Comunidade Emanuel Guarani Kaiowá

Exposição da luta política pelo direito à terra e à moradia de cerca de 140 famílias de etnia Guarani Kaiowá, que ocupa desde o início de 2013 um terreno abandonado em Contagem (MG).

Programa Federal Minha Casa, Minha Vida

Conjunto de projetos e pesquisas recentes desenvolvidas por arquitetos que discutem o “Programa Minha Casa, Minha Vida”, propondo alternativas para a implantação do programa em terrenos marcadamente urbanos. Propostas de João Filgueiras Lima (Lelé), Luiz Carlos Toledo, Jorge Mario Jáuregui, Hector Vigliecca e alunos de pós-graduação da escola de arquitetura da ETH- Zurique.

Projeto Estadual Casa Paulista

Mostra dos projetos urbanísticos feitos pela Secretaria da Habitação do Estado de São Paulo no centro expandido da cidade. Seguindo novos parâmetros de projetos habitacionais, o projeto complexifica as discussões acerca da apropriação das partes centrais da cidade.

AÇÕES ESPECIAIS

Arquitetura Portuguesa – Discrição é a Nova Visibilidade

28, 29 e 30 de outubro – Entrada Gratuita

Parte da programação do MCB na X Bienal de Arquitetura de São Paulo, o evento promove o intercâmbio luso-brasileiro, reunindo personalidades como os prêmios Pritzker Paulo Mendes da Rocha e Eduardo Souto de Moura. A programação traz apresentações de escritórios brasileiros e portugueses; debates entre profissionais da área e acadêmicos; lançamentos editoriais; palestras sobre economia construtiva, gestão de território e desenvolvimento urbano; além do I Fórum Luso-Brasileiro de Arquitetura. Confira a programação detalhada emwww.mcb.org.br ou www.estrategiaurbana.pt.

Iniciativa: Estratégia Urbana e Governo de Portugal - Patrocínio: Grupo Mota-Engil, Teixeira Duarte

Palestra ARQ-BACANA: “Una Arquitetos: projetos recentes”

15 de outubro, às 19h30

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, e o portal ARQ!BACANA realizam em outubro a quarta e última palestra de 2013 do seu ciclo sobre arquitetura e urbanismo. Em 15 de outubro às 19h30, Fernanda Barbara abordará o tema “Una Arquitetos: projetos recentes”. Barbara, uma das fundadoras do Uma, ao lado dos arquitetos Cristiane Muniz, Fábio Valentim e Fernando Viégas, apresenta no MCB um panorama da produção recente do escritório, com projetos residenciais e comerciais, além de estudos urbanísticos para espaços públicos paulistanos. O evento pretende discutir as ideias e soluções arquitetônicas que complementam o espectro de projetos que o Una Arquitetos tem desenvolvido nos últimos anos.

Realização: MCB e Arq!Bacana - Apoio: Senac

Inscrições: (11) 3078 2906 ou arqbacana.com.br/agenda - R$ 35 – profissionais / R$ 25 – grupo de 5 ou mais pessoas.

A Casa e a Cidade – Coleção Crespi-Prado

Exposição de longa duração

A partir dos temas de vocação do MCB, como arquitetura e urbanismo, a exposição “A Casa e a Cidade – Coleção Crespi-Prado” faz um retrato de um importante capítulo do desenvolvimento paulistano entre o final do século 19 e meados do século 20 por meio da trajetória e do cotidiano dos moradores originais do imóvel que hoje abriga o MCB: Fábio Prado e Renata Crespi. O protagonismo do casal é destacado em textos de especialistas, depoimentos em vídeo e ampla contextualização iconográfica. Há colaborações importantes, por exemplo, do ambientalista Ricardo Cardim quanto às transformações no território de inserção do Solar Fábio Prado, além de artigos dos professores Carlos Lemos e Maria Ruth Amaral de Sampaio, ambos da FAU-USP, sobre a atuação de Prado à frente da prefeitura de São Paulo entre os anos de 1934 e 1938, detalhando ações como a abertura das avenidas Rebouças e Nove de Julho, a criação da Biblioteca Municipal (atual Biblioteca Mario de Andrade) e do Departamento de Cultura da cidade (atual Secretaria Municipal de Cultura).

MASP

O asfalto e a areia 

Também no âmbito da Bienal, o MCB co-realiza a exposição “O asfalto e a areia”, no MASP, que relaciona a produção de importantes artistas e arquitetos brasileiros na virada dos anos 1960 para os 70, durante a ditadura militar no país. São eles: Vilanova Artigas, Paulo Mendes da Rocha, Lina Bo Bardi, Hélio Oiticica e Cildo Meireles. Visitação: de 13 de outubro a 24 de novembro.

Sobre o MCB - O Museu da Casa Brasileira se dedica às questões da cultura material da casa brasileira. É o único do país especializado em design e arquitetura, tendo se tornado uma referência nacional e internacional nesses temas. Dentre suas inúmeras iniciativas destaca-se o Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, realizado desde 1986, e que comemora este ano sua 27ª edição.


Sobre este autor
Cita: Joanna Helm. "X Bienal de Arquitetura de São Paulo no MCB apresenta exposições que promovem o debate sobre os modos de habitar" 15 Out 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/146669/x-bienal-de-arquitetura-de-sao-paulo-no-mcb-apresenta-exposicoes-que-promovem-o-debate-sobre-os-modos-de-habitar> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.