O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. O Tradicional versus o Moderno no projeto de igrejas

O Tradicional versus o Moderno no projeto de igrejas

O Tradicional versus o Moderno no projeto de igrejas
O Tradicional versus o Moderno no projeto de igrejas, Igreja em Foligno, Italy / Massimiliano and Doriana Fuksas
Igreja em Foligno, Italy / Massimiliano and Doriana Fuksas

"Espaço, linhas, luz e som" são os componentes essenciais da experiência arquitetônica, e os edifícios mais notáveis têm assimilado esses elementos través de projetos meticulosamente orquestrados. Recentemente, arquitetos que têm feito uso destes elementos primários em projetos de igrejas vêm recebendo críticas do Vaticano por divergirem das formas e iconografias tradicionais da Igreja. De acordo com um artigo recente no The Telegraph, o projeto de Massimiliano e Doriana Fuksas para uma igreja em Foligno, Italia foi classificado como problemático pelo clero e pelo Cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho para Cultura dos Pontífices do Vaticano, pela sua semelhança à um museu ao invés de um lugar de culto - baseado nos valores católicos tradicionais localizados no altar e nas imagens santas. Independentemente do criticismo do Vaticano em relação a abordagem estética dos arquitetos que rompem com a tradição, isso parece mais um problema de falta de comunicação entre os arquitetos e as congregações que encomendaram os projetos que se tornaram alvos de críticas.

Mais sobre o assunto na continuação.

Igreja em Foligno, Italy / Massimiliano and Doriana Fuksas
Igreja em Foligno, Italy / Massimiliano and Doriana Fuksas

Em prol da estética, considere a Notre Dame du Ronchamp de Le Corbusier, uma modesta igreja católica construída nos anos 1950 na França. O caráter primário desta igreja está ligado a um espaço puro, detalhado pela luz, através da cuidadosa localização dos sólidos e vazios. Seu caráter essencial, ditado por uma estética redutiva que se afastou dos detalhes extravagantes e dos ornamentos religiosos tradicionais, é de puro espaço meditativo. A estética modernista permitiu a abordagem de Corbusier na arquitetura religiosa e parece que arquitetos contemporâneos seguiram esses passos, quebrando a tradição para proporcionar uma experiência religiosa baseada na meditação e contemplação independente de credo.

Igreja dos 2000 / Richard Meier and Partners
Igreja dos 2000 / Richard Meier and Partners

Locais de adoração podem assumir muitas formas. Essencialmente, são espaços que permitem a contemplação, reflexão e meditação. As tradições inerentes de cada religião ditaram a arquitetura durante séculos. Mas como destaca Tom Kington no artigo publicado no The Telegraph , "os últimos arquitetos a trabalhar tão próximos à igreja datam do século XVII, na era do estilo barroco". O trabalho que estamos vendo aborda a religião de modo universal. Os edifícios são manifestações dos valores comuns a uma ampla gama de crenças religiosas, mas também podem ser aceitos pelas pessoas não religiosas. A iconografia é freqüentemente mantida, mas é menos enfática em relação ao altar de uma igreja católica tradicional, por exemplo.

Veja abaixo algumas igrejas modernas publicadas no ArchDaily que buscaram criar espaços de meditação e contemplação religiosa, mas que foram criticadas por se parecerem mais com museus do que locais de culto. 

Notre Dame du Ronchamp / Le Corbusier; Photo © Cara Hyde-Basso
Notre Dame du Ronchamp / Le Corbusier; Photo © Cara Hyde-Basso

Notre Dame du Ronchamp / Le Corbusier; 1954

Chapel of the Holy Cross / Richard Hein; Photo © Loredana Sava
Chapel of the Holy Cross / Richard Hein; Photo © Loredana Sava

Capela da Santa Cruz / Richard Hein; 1956

Church of Light / Tadao Ando; Photo © Buou
Church of Light / Tadao Ando; Photo © Buou

Igreja da Luz / Tadao Ando; 1988 e 1999

Igreja dos 2000 / Richard Meier and Partners
Igreja dos 2000 / Richard Meier and Partners

Igreja dos 2000 / Richard Meier & Partners Architects; 2003

Church of Seed / O Studio Architects; Photo © Iwan Baan
Church of Seed / O Studio Architects; Photo © Iwan Baan

Igreja de Seed / O Studio Architects; 2011

Cathedral of the Northern Lights / SHL Architects + LINK arkitektur ; Photo © Adam Mørk
Cathedral of the Northern Lights / SHL Architects + LINK arkitektur ; Photo © Adam Mørk

Catedral da Auurora Boreal / SHL Architects + LINK arkitektur; 2013

Mais fotos de igrejas modernas da metade do século por Fabrice Fouillet aqui.

Sobre este autor
Irina Vinnitskaya
Autor
Cita: Vinnitskaya, Irina. "O Tradicional versus o Moderno no projeto de igrejas" [The Traditional versus the Modern in Church Design] 20 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/124580/o-tradicional-versus-o-moderno-no-projeto-de-igrejas> ISSN 0719-8906