Beirut Terraces / Herzog & de Meuron

Beirut Terraces / Herzog & de Meuron

Beirut Terraces reinterpreta o conceito de arranha-céus, criando uma aldeia vertical, composta de finas e elegantes plataformas inserida num arranjo lúdico. Ao oferecer generosos espaços ao ar livre, vistas deslumbrantes e lofts meticulosamente compostos, os arquitetos Herzog & De Meuron trazem uma forma sem precedentes de viver na densa cidade de Beirute.

Mais informações na continuação.

Cortesia de BenchmarkCortesia de BenchmarkCortesia de BenchmarkCortesia de Benchmark+ 7

O trabalho mais conceitual dos arquitetos - o projeto VitraHaus - provavelmente é a raiz que sustenta a metodologia adotada para este projeto em Beirute. No entanto, este edifício apresenta uma composição mais complexa, oferecendo apartamentos que variam de 250 a 1050 m² em diversas tipologias. Além disso, há a parte mais sedutora do projeto, que consta de seus terraços, os quais variam de tamanho entre 28 e 400 m².

Cortesia de Benchmark
Cortesia de Benchmark

O embasamento do edifício ocupa todo o lote, com a torre de elevação em 65% da área de superfície. Todas as 132 habitações se beneficiam de terraços e suas vistas, e são colocadas sem relação com o seu tamanho. Por exemplo, um apartamento de 300 m² está em um dos pavimentos mais altos, assim como um de 800 m² é colocado em um dos mais baixos. Os apartamentos muitas vezes tomam forma como uma grande superfície, com o vidro que separa o interior do exterior e algumas plantas separando as varandas voltadas aos dormitórios das maiores varandas (usualmente) dos espaços de vivência.

Cortesia de Benchmark
Cortesia de Benchmark

Pequenas decisões traçam a linha entre algo mais comunitário versus um típico edifício residencial. Por exemplo, há a ideia de permitir que todos os apartamentos possam compartilhar um único grande átrio rodeado por um corpo de água de 2000 m² acessado a partir de quatro núcleos de circulação separados. Cada vez que um morador chega em casa ele se lembra da presença da natureza e é bem-vindo pelas pessoas que habitam esta estrutura.

Sensibilidade ao espaço e à luz não é nenhuma surpresa vinda dos arquitetos. Basta relembrar quando eles assinaram a Serpentine Gallery, em colaboração com o artista Ai Weiwei: A cobertura deste projeto compartilha de qualidades semelhantes às plataformas que compõem o Beirut Terraces. Além disso, a fluidez do espaço, assim como a sua relação com a vegetação e o exterior estão igualmente presentes no edifício.

Cortesia de Benchmark
Cortesia de Benchmark

O projeto ficou em terceiro lugar como Best Futura Project at the 2013 MIPIM awards, reconhecido como um dos melhores projetos sustentáveis ​​não-construídos. Ele é creditado por trazer uma nova tipologia na orla de Beirute.

  • Arquitetura

  • Localização

    Minet El Hosn
  • Colaborador

    Stefan Marbach
  • Diretor de Projeto

    Tobias Winkelmann
  • Coordenadores do Projeto

    Ursula Hürzeler, Claudia Winkelmann
  • Ano

    2015
  • Fotografias

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Minet El Hosn

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: Naja, Ramzi. "Beirut Terraces / Herzog & de Meuron" [Beirut Terraces / Herzog & de Meuron] 15 Abr 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-108320/beirut-terraces-slash-herzog-and-de-meuron> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.