O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Através das Lentes: A Dívida do Art Deco para Agatha Christie

Através das Lentes: A Dívida do Art Deco para Agatha Christie

Através das Lentes: A Dívida do Art Deco para Agatha Christie
Imagem do "Evil Under the Sun." Cortesia de Carnival films, LWT & Picture Partnership Productions
Imagem do "Evil Under the Sun." Cortesia de Carnival films, LWT & Picture Partnership Productions

Este artigo é uma cortesia de Charlotte Neilson, a autora do blog fascinante Casting Architecture. Sua coluna, Através da Lente, olha a arquitetura e a produção de design na TV e no cinema.

A categorização de um período da arquitetura geralmente permanece firmemente no domínio do entusiasta amador ou profissional – sejamos francos, você pode passar a vida sem saber a diferença entre uma coluna coríntia e jônica sem grandes inconvenientes. Estranhamente, no entanto, a maioria das pessoas é capaz de citar algumas das principais características da arquitetura art déco com bastante facilidade - os cantos curvos, formas estilizadas, o uso de baquelite e cromo, os temas de transportes. 

É interessante que este período seja muito mais familiar para nós, considerando que durou um tempo bastante curto em comparação com outros estilos arquitetônicos. Os movimentos Arts and Crafts e Art Nouveau, por exemplo, que ocorreram em um período de tempo semelhante ao Art Decó, são muito menos conhecido para a comunidade em geral.

É possível, claro, que a Arte Decó seja apenas mais onipresente por causa de seu apelo universal, ou sua singularidade, mas acredito que a maior parte do crédito deve ir para Monsieur Hercule Poirot.

Aprenda mais sobre a contribuição de Agatha Christie para o Art Deco, após o intervalo...

Imagem do "The Murder of Roger Ackroyd." Cortesia de Carnival films, LWT & Picture Partnership Productions
Imagem do "The Murder of Roger Ackroyd." Cortesia de Carnival films, LWT & Picture Partnership Productions

O excêntrico detetive belga criado pela escritora Agatha Christie trouxe os anos 20 e 30 à vida por quase um século. Enquanto ele vai desembaraçando as intrigas dos britânicos da classe média alta, somos inadvertidamente levados para o ambiente especialmente construído de seu mundo. E não apenas nas páginas. A popularidade de Agatha Christie fez seu trabalho um para-raios para adaptações de televisão e cinema, com inúmeras produções que caracterizam os edifícios que assim contribuíram para a atitude e o espírito do tempo.

Ao contrário de roteiristas que tomam grande liberdade com a história, os produtores geralmente se orgulham da reprodução exata. Isso é apenas como - a exposição em massa alcançada por filmes de TV (e as reprises resultantes) carregam o perigo de se tornarem mais reais para o público do que a realidade registrada em arquivos.

Consequentemente, os produtores das adaptações de Christie para filmes têm sido responsáveis por informar e moldar o nosso conhecimento de art decó por décadas. Eles mostraram-nos não só como os edifícios pareciam em seu auge, mas também como eles foram usados - os carrinhos de bebidas, os frascos de perfume de vidro e as caixas de remédios laca (geralmente recheados com arsênico ou outro veneno mortal). O efeito cumulativo dessa abordagem significa que até mesmo as impressões e imagens de interiores são instantaneamente reconhecíveis - os motivos onipresentes, divisas e ziguezagues evocam um sentimento de glamour dos anos 30.

Imagem do "The Murder of Roger Ackroyd." Cortesia de Carnival films, LWT & Picture Partnership Productions
Imagem do "The Murder of Roger Ackroyd." Cortesia de Carnival films, LWT & Picture Partnership Productions

No ano passado, a rede de TV britânica ITV encomendou a 13ª série de Poirot Mysteries, dando a oportunidade de David Suchet trazer o personagem à vida em cada um dos mistérios do detetive de Agatha Christie. Vemos novamente o Tribunal de Justiça Florin de Londres (como o apartamento de Poirot) e o Edifício Hoover (ambos projetados por Guy Morgan & Partners), bem como participações especiais de edifícios como o icônico Penguin Pool no Zoológico de Londres, pelo Grupo Tecton, apresentados em episódios anteriores da série. Estes edifícios representam o núcleo do projeto da idade da máquina e falam do otimismo e fé no progresso social e tecnológico nestes tempos.

Florin Court facade. Image © Flickr User Matt from London
Florin Court facade. Image © Flickr User Matt from London
Hoover Building. Image © Nick Weall
Hoover Building. Image © Nick Weall
Penguin Pool. Image © Flickr User Matt from London
Penguin Pool. Image © Flickr User Matt from London

Tudo isso leva a uma pergunta óbvia – será que algum romancista atual imortalizará a arquitetura contemporânea nos próximos anos? Os livros mais vendidos de 2012 incluem duas séries com adaptações já realizadas no cinema ou em curso – Jogos Vorazes e Cinquenta Tons de Cinza – e mesmo que estes façam interessantes comentários sobre a cultura e a humanidade nos próximos anos, é difícil ver como eles podem representar o ambiente construído atual. A série Crepúsculo tem mostrado potencial - que contou com o forte trabalho contemporâneo de Skylab Portland e dos arquitetos brasileiros Bernardes Jacobsen. Mas é difícil imaginar muitos remakes da série em televisão por décadas.

Pode ser que algum dos livros de Ian Rankin assuma um apelo nostálgico no futuro, ou alguma coisa da Millenium Series de Steig Larsson (A Menina que brincou com fogo está atualmente em produção) mostrará o design escandinavo mais contemporâneo. Podemos apenas ter esperança de que as atuais ideias arquitetônicas tenham a mesma longevidade que o detetive Poirot de Agatha Christie deu ao Art Deco.

Sobre este autor
Charlotte Neilson
Autor
Cita: Charlotte Neilson. "Através das Lentes: A Dívida do Art Deco para Agatha Christie" [Through the Lens: Art Deco's debt to Agatha Christie] 07 Abr 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Britto, Fernanda) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/107210/atraves-das-lentes-a-divida-do-art-deco-para-agatha-christie> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.