1. ArchDaily
  2. Unreal Engine

Unreal Engine: O mais recente de arquitetura e notícia

Renderização em tempo real como processo do projeto de arquitetura

O escritório internacional de arquitetura Kohn Pedersen Fox (KPF) vem se esforçando para aumentar a eficiência nas tarefas e possibilitar uma maior exploração criativa aplicando as tecnologias mais recentes. Com nove filiais ao redor do mundo e projetos baseados na Europa, nos EUA e na China, a empresa adota uma abordagem globalizada no processo de projeto, estimulando a colaboração. Não é incomum, por exemplo, um único projeto envolver integrantes de equipes de Londres, Nova York e Cingapura, que se reúnem virtualmente no que Cobus Bothma, Diretor de Pesquisa Aplicada, batizou de "décima filial".

Visualização realista de arquitetura: conheça as novas ferramentas do Twinmotion 2020

A visualização da arquitetura em tempo real oferece um imediatismo atraente que ajuda arquitetos e clientes a entenderem melhor os edifícios ainda não construídos. Com a ferramenta de visualização interativa Twinmotion, agora é possível transformar os modelos BIM e CAD em experiências realistas em tempo real com mais rapidez e facilidade do que nunca.

Arquitetos e projetistas se beneficiam enormemente de ferramentas fáceis de aprender e usar, mas também buscam criar visualizações que proporcionem uma genuína sensação de presença. O realismo é a chave para alcançar isso. Com o lançamento do Twinmotion 2020, a visualização de arquitetura em tempo real atingirá um nível de realismo com o qual poucas ferramentas podem competir.

Neste artigo, oferecemos uma prévia de alguns dos novos recursos do Twinmotion que transformarão suas visualizações de arquitetura em verdadeiras imagens realistas. 

Courtesy of Epic GamesCourtesy of Epic GamesCourtesy of Epic GamesCourtesy of Epic Games+ 5

Visualização em tempo real: como trabalhar mais rápido com a ferramenta Twinmotion

Empresas de arquitetura, consultorias de infraestrutura e empresas de design de interiores com visão de futuro estão cada vez mais apostando na visualização da arquitetura em tempo real para explorar, avaliar e apresentar projetos. Ao oferecer aos clientes e partes interessadas no projeto a oportunidade de experimentar espaços futuros em ambientes interativos e imersivos, a tecnologia em tempo real fornece um imediatismo convincente que os desenhos 2D não alcançam.

Integração: a mais recente tendência na representação arquitetônica em 2019

À medida que mais e mais profissionais de representação adotam a renderização em tempo real para apresentação e colaboração, estamos vendo outra tendência nesse campo emergente: a integração de várias tecnologias para atender a uma ampla gama de fluxos de trabalho.

Cada empresa tem diferentes necessidades de compatibilidade com seus programas CAD escolhidos. Ninguém quer aprender um novo processo desde o início, quando já passou incontáveis meses configurando um modelo de projeto para apresentação que está funcionando bem.

Aprendendo a renderizar em tempo real : aulas online da Unreal Engine

Quando você se depara com novos softwares que podem acelerar seu fluxo de trabalho, é divertido imaginar o que você poderia fazer com eles. Mas, na realidade, muitos de nós não querem ser os primeiros a experimentá-los, especialmente se houver falta de manuais de utilização. Ninguém quer gastar incontáveis horas lutando contra recursos misteriosos, para em seguida voltar ao antigo fluxo de trabalho para conseguir cumprir um prazo de entrega.

Talvez você tenha pensado em testar a renderização fotorrealista em tempo real em seu trabalho, mas está preocupado com o fato de a rampa de acesso ser muito íngreme. A renderização em tempo real exige que você importe sua cena CAD para um mecanismo típico de jogos e, sempre que importar para um novo software, haverão problemas a serem resolvidos. Se você tiver que descobrir sozinho, será um percurso longo e difícil.

Imagens irreais: prós e contras de utilizar ferramentas de vídeo games nas renderizações arquitetônicas

Nos últimos anos, atingimos um ponto onde as visualizações se tornaram de grande importância para a profissão da arquitetura. Quer gostemos ou não, imagens estilizadas são vistas como produtos e, nos últimos tempos, renderizações vêm ganhando concursos e comissões. Arquitetos passaram a encantar-se por belos renders já que clientes compreendem imagens melhor do que plantas, e, ainda sim, as ferramentas usadas para produzir estas imagens cativantes estão evoluindo mais rápido do que nossa indústria pode acompanhar. Apesar disso, como a tecnologia está em constante desenvolvimento, nós talvez enfrentemos uma nova onda de técnicas para produção de visualizações, com as mesmas ferramentas de renderização usados para produzir imagens tentadoramente realistas em filmes e vídeo games.

As fronteiras entre indústrias estão se dissolvendo e as companhias por trás das ferramentas de renderização dos mais populares vídeo games, agora estão comercializando seus softwares diretamente com arquitetos. Este ano, os criadores originais do jogo Gears of War tornaram seu software de renderização Uneral Engine 4 gratuito para arquitetos, e muitas outras ferramentas de renderização de vídeo games estão disponíveis por preços abaixo dos usados pelos arquitetos. O criador Tim Sweeney acredita que o mundo das visualizações está mudando "Estamos nos dando conta que o Unreal Engine 4 é uma linguagem comum entre todos esses campos", disse ele à The Verge. Criando uma linguagem comum entre os campos atualmente díspares de arquitetura, filmes e vídeo games, por exemplo, sugere que as próprias indústrias devem começar a se tornar mais híbridas e colaborativas. Por exemplo, desenvolvedores de vídeo games devem olhar para os arquitetos para compreender como construir edifícios tridimensionais, ao passo que arquitetos podem aprender do ambiente navegável virtual de vídeo games para descobrir novas formas de representação. Considerando, além de tudo isso, que estes pacotes de softwares são capazes de produzir animações realistas dos projetos, nos resta a dúvida: por que isso não é um padrão na indústria? Leia a seguir para entender os prós e os contras de ser um dos primeiros na adoção desses sistemas.