Pagina inicial

Conheça a história por trás da nova identidade da nossa marca

Saiba mais
  1. ArchDaily
  2. Theo Van Doesburg

Theo Van Doesburg: O mais recente de arquitetura e notícia

5 Movimentos artísticos de vanguarda que moldaram a arquitetura do século XX

A síntese entre arte e arquitetura remonta à origem da própria disciplina. Das formas elaboradas do barroco à estrutura geométrica do modernismo, a arte tem sido historicamente uma determinante fonte de inspiração para muitos arquitetos, os quais se tornaram responsáveis por traduzir estilos, técnicas e conceitos em estruturas habitáveis. Pensando nisso, neste artigo procuramos explorar a influência de cinco dos principais movimentos da história da arte na arquitetura, observando a forma como os arquitetos se apropriaram de algumas de suas características mais elementares para criar as suas próprias composições arquitetônicas.

Pop Art Influence on Architecture. Image via Flickr User Ruth Hartnup | Flickr User Noel Y. Calingasan (nyclovesnyc)Surrealist Render. Image © Victor EnrichPop Art Influence on Architecture. Image © Jamie McGregor SmithDe Stijl Influence on Architecture. Image Courtesy of Wikimedia user Claude Truong-Ngoc+ 13

7 Arquitetos que não têm medo de usar as cores em seus projetos

Interior da Casa Gilardi. Imagem © <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ACasa_Liraldi_Luis_Barrag%C3%A1n.JPG'> Wikimedia user Ulises00</a> licensed under <a href=' https://en.wikipedia.org/wiki/Public_domain'>Public Domain</a>Casa Batlló. Imagem © <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Barcelona_Casa_Batll%C3%B3_DachterrasseKamine.jpg'>Wikimedia user M.Stallbaum</a> licensed under <a href='https://en.wikipedia.org/wiki/Public_domain'>Public Domain</a>St. Coletta School / Michael Graves. Imagem Cortesia de Michael GravesCafé l'Aubette. Imagem © <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Strasbourg_Cin%C3%A9_Bal_de_l%27Aubette_janvier_2014-17.jpg'>Wikimedia user Claude Truong-Ngoc</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>+ 22

Alguns arquitetos são apaixonados por cores, alguns são impassíveis a ela, outros a odeiam e tem aqueles que preferem descartá-la como algo desnecessário na arquitetura. Em um ensaio sobre o assunto, Timothy Brittain-Catlin menciona o "puritanismo inato entre os clientes de arquitetura", os arquitetos e seu "constrangimento em relação ao uso da cor", e como "o modernismo buscou contornar o uso das cores vibrantes na arquitetura". O debate sobre a cor na arquitetura está longe de ser algo novo, no entanto não há uma conclusão unânime, e provavelmente, nunca a teremos.

Atualmente, onde o estereótipo do arquiteto sobriamente vestido de preto ainda persiste, e enquanto meditamos silenciosamente sobre a estranha definição da Cosmic Latte, existem arquitetos que não têm medo de usar amplamente a cor em tudo o que fazem. Por isso, editamos uma lista com 7 importantes arquitetos que seguiram este caminho, tanto no passado como no presente.

Por que arquitetos são tão obcecados pela obra de Mondrian?

Na década de 1920, o artista holandês Piet Mondrian começou a pintar seus icônicos quadros com grids pretos e cores primárias. Extrapolando os limites das referências recorrentes no mundo da arte, propôs uma linguagem simples composta de linhas e retângulos coloridos que tornou-se conhecida como Neo Plasticismo, o qual explorava a dinâmica do movimento através da cor e das formas. Este conjunto de telas pintadas em vermelho, amarelo e azul, configuram um dos principais elementos do movimento De Stijl do início do Século XX. Quase um século depois, as abstrações de Mondrian seguem inspirando arquitetos ao redor do mundo.

O que há por trás desta simplicidade que seque cativando artistas, designers e arquitetos depois de tanto tempo?