1. ArchDaily
  2. Sampa Pé

Sampa Pé: O mais recente de arquitetura e notícia

Fortaleza, Caruaru e Conde vencem o primeiro Prêmio Cidade Caminhável

Planejar e implementar projetos para priorizar os deslocamentos ativos deve ser prioridade nas cidades brasileiras, desde 2012, de acordo com a Política Nacional de Mobilidade Urbana. O deslocamento a pé é o transporte mais expressivo na vida urbana, representando 39% dos deslocamentos diários nas cidades brasileiras; além disso, cidades mais caminháveis são mais sustentáveis, resilientes, saudáveis, sociáveis e democráticas.

Nesse sentido, o Prêmio Cidade Caminhável, realizado pelo SampaPé! com apoio do ITDP Brasil e Walk 21, buscou conhecer e reconhecer os projetos e iniciativas que o poder público realizou nos últimos anos no caminho da priorização do caminhar. Sua primeira edição teve 28 projetos válidos inscritos, de 16 cidades diferentes, de 10 estados e do DF, tendo inscritos de todas as regiões do país, menos do norte. Todos os projetos, estão em um mapa de iniciativas públicas para caminhabilidade disponíveis no site do Prêmio, para que inspirem mais projetos.

Legibilidade cidadã e engajamento comunitário: o projeto Passeia, Jardim Nakamura

O projeto Passeia, Jardim Nakamura é uma iniciativa piloto de legibilidade cidadã; onde, ao utilizar-se do engajamento comunitário como forma de estabelecer vínculos, co-criou e implantou, juntamente com os moradores, um sistema de sinalização no bairro Jardim Nakamura, localizado no Jardim Angela em São Paulo/SP. O projeto foi desenvolvido pelo Instituto COURB e o SampaPé!, contando com o apoio financeiro do Fundo Casa Cidades. Com a proposta, se objetivou promover o reconhecimento do bairro pelos moradores, bem como a conquista de maior conforto e segurança nos deslocamentos a pé, o estímulo a conexões na relação com o espaço e a apropriação das histórias locais. O projeto buscou, nessa perspectiva, facilitar a leitura do território, fomentando o reconhecimento das histórias e dos próprios atores do bairro; além de também indicar os lugares mapeados, as distâncias a pé e o recorte territorial.

ONG lança mapa para conhecer a pé o tradicional bairro do Bixiga em São Paulo

O Bixiga, um dos bairros mais tradicionais de São Paulo, ganhou grande importância história e turística ao longo dos anos, graças às suas cantinas, festas de rua e à sua intensa movimentação cultural. Porém muitas outras camadas e histórias do bairro são mais difíceis de conhecer e acessar. De olho em tantas atrações, patrimônios, na complexidade do bairro e acreditando na importância do caminhar, a ONG SampaPé! lançou o mapa “Bixiga a Pé!”, um mapa com as diversas camadas históricas e culturais do Bixiga para percorrer o bairro a pé.