1. ArchDaily
  2. Proyecto Cafeína

Proyecto Cafeína: O mais recente de arquitetura e notícia

8 Projetos mexicanos com bambu

Guadalajara, México: un edificio comunitario de muros de bahareque y celosía de carrizo. Image © Pedro Bravo, Sofía Hernández, Francisco MartínezCafetería Rural Comunitaria Tosepan Kajfen / Proyecto cafeína + Komoni. Image © Patrick LópezVivienda en Puebla / Comunal Taller de Arquitectura. Image © Onnis LuqueSport City Oaxaca / Rootstudio + Arquitectos Artesanos. Image © Angel Ivan Valdivia Salazar+ 9

O México é um país que vem se destacando no cenário global da arquitetura, com projetos que mesclam elementos tradicionais e contemporâneos de maneiras bastante inventivas. As técnicas construtivas características de cada região e o uso de materiais de acordo com as necessidades térmicas, econômicas ou estéticas, resultam em propostas muito singulares.

Um exemplo disso são os projetos em bambu. Seja como elemento construtivo ou decorativo, usado em revestimentos, fachadas ou coberturas, este material comprovou sua versatilidade frente a materiais mais usuais, como aço ou compostos plásticos.

Embora as pesquisas sobre esse material tenham avançado significativamente nos últimos anos, sabemos que ainda há muito a aprender - e esse conhecimento será reforçado a partir de novos projetos que se baseiam em conhecimentos do passado e os empregam com técnicas atuais. Por isso, apresentamos uma lista de oito projetos no México que exploram o bambu de diferentes modos. 

Um tributo à cor na arquitetura mexicana

© BGP© Javier Callejas© Paco Pérez Arriaga© Leo Espinosa+ 20

A arquitetura mexicana se destaca cada vez mais no cenário global pela gestão de recursos e sensibilidade em relação ao seu contexto. Embora sejam muitos os elementos que caracterizam a arquitetura mexicana, um dos mais representativos é a cor - herdada das culturas indígenas e incorporada por diferentes arquitetos e artistas como Luis Barragán, Ricardo Legorreta, Mathias Goeritz, Juan O'Gorman e Mario Pani.

A cor da arquitetura mexicana se transformou em um gesto projetual tão forte que até contribuiu para reforçar a identidade de diferentes áreas do país, por exemplo, é quase impossível pensar em San Miguel de Allende ou Guanajuato sem as cores que compõem as fachadas na paisagem.