1. ArchDaily
  2. Pop Up

Pop Up: O mais recente de arquitetura e notícia

SOM projeta módulo de sala de aula adaptado à Covid-19

O escritório Skidmore, Owings & Merrill desenvolveu uma sala de aula modular como resposta à Covid-19. Intitulado School / House, o projeto responde aos principais desafios de densidade, circulação de ar e flexibilidade nas escolas. O sistema de sala de aula de rápida implantação trata do distanciamento social, saúde e segurança durante a pandemia, ao mesmo tempo que oferece espaço de aprendizagem durante reformas ou crescimento rápido.

School/House. Cortesia de Skidmore, Owings & MerrillSchool/House. Cortesia de Skidmore, Owings & MerrillSchool/House. Cortesia de Skidmore, Owings & MerrillSchool/House+ 6

Arquitetura pop-up: construindo novas experiências em pequena escala

A arquitetura pop-up se aproveita de pequenos espaços para criar experiências intimistas. Como estruturas temporárias e nômades, pavilhões pop-ups não são novidade no mundo da arquitetura, remontando à antiguidade quando era utilizadas durante diversos tipos de festivais. Levando a arquitetura para além de seus limites, estruturas temporárias têm como principal objetivo chamar à atenção do público, divulgando identidades, marcas e/ou produtos em contextos muito especiais. Atualmente, esta abordagem está se transformando em algo mais do que apenas intervenções efêmeras, influenciando decisivamente a maneira como pensamos e concebemos nossos edifícios.

© Dirk Weiblen© Laurian Ghinitoiu© Hadley Fruits© Onnis Luque+ 9

"Osteobotics": Estruturas de poliéster para pavilhões temporários biodegradáveis

A arquitetura pode ser construída com elementos comprimíveis e com elementos tensionados, mas poucos materiais têm a capacidade de serem esticados e também resistir a esforços de compressão. Em um novo projeto dos alunos Soulaf Aburas, Maria Velasquez, Giannis Nikas e Mattia Santi, da Architectural Association DRL, um destes materiais - policaprolactona, um poliéster biodegradável - é usado para criar uma estrutura para pavilhões e instalações temporárias. Construído por braços robóticos programáveis, o produto resultante é um mono-material autoportante sem junções que lembra visualmente a estrutura dos ossos, rendendo ao projeto o nome de Osteobotics.

Cortesia de AADRL, AA School, Londres, Reino UnidoCortesia de AADRL, AA School, Londres, Reino UnidoCortesia de AADRL, AA School, Londres, Reino UnidoCortesia de AADRL, AA School, Londres, Reino Unido+ 21