1. ArchDaily
  2. Line//Shape//Space

Line//Shape//Space: O mais recente de arquitetura e notícia

Por que as cidades antigas ainda podem nos ensinar sobre planejamento urbano

No século 20, o planejamento urbano passou por algumas grandes mudanças, criando grande parte de nosso ambiente urbano atual em um molde que agora é amplamente visto como anti-humano. Felizmente, nas últimas décadas o planejamento urbano mudou novamente - em parte revisando e em parte revertendo teorias adotadas durante o século XX. Neste artigo, originalmente publicado em Redshift da Autodesk como "What the Future of Cities Can Learn From Ancient Cities" (O que o Futuro das Cidades Pode Aprender das Cidades Antigas), James A Moore analisa por que os velhos modelos de criação de cidades provaram ser tão atemporais e o papel que desempenharão na criação das cidades do século XXI.

Como diz a lenda, ao deixar Carnegie Hall após um ensaio insatisfatório, o violinista Mischa Elman encontrou dois turistas à procura da entrada do edifício. Eles perguntaram: "Como você chega ao Carnegie Hall?"

Sem pestanejar, Elman respondeu, "Praticando".

É uma piada antiga e simples, mas aponta para uma importante razão pela qual as pessoas são atraídas para as cidades. Por que algumas pessoas se mudam para Hollywood? Elas querem estar nos filmes. Por que se mudam para Wall Street? Elas querem estar no mercado das finanças. Nos melhores casos, as cidades permitem aos cidadãos seguirem suas aspirações.

Por que a tecnologia não é uma solução simples para o futuro dos projetos hoteleiros

Este artigo foi publicado originalmente na Line//Shape//Space da Autodesk como "Service With a Smile: Why Hotels of the Future Are High-Touch, Not High-Tech."

Embora inaugurado em 2011, YOTEL New York parece que pertence ao ano de 2084, o mesmo ano em que se passa o filme de ficção científica O Vingador do Futuro. Essencialmente futurista, o clássico cult estrelado por Arnold Schwarzenegger apresenta agentes robóticos policiais, carros voando, memórias implantadas e celulares embutidos na pele. Seu protagonista, Douglas Quaid, um trabalhador da construção civil é obcecado por passar as férias em Marte.

Pode-se facilmente imaginar Quaid em um posto avançado marciano no YOTEL, um hotel com "mínimo de serviço" modelado de acordo com os hotéis cápsula japoneses, que fornecem um grande número de quartos modulares extremamente pequenos para viajantes dispostos a renunciar a todos os serviços de um hotel convencional em troca de acomodações convenientes e acessíveis. Esses tipos de hotéis de serviço automatizado podem ser uma tendência na década de 2020, mas eles são realmente os hotéis do futuro?

Como o Minecraft está inspirando a próxima geração de jovens arquitetos

Para muitos arquitetos, uma obsessão com o projeto vem desde uma idade muito jovem - muitas vezes, uma carreira de arquitetura começa com brinquedos como blocos de madeira ou o clássico LEGO. Nos últimos anos, porém, um novo concorrente surgiu para inspirar mentes arquitetônicas jovens: Minecraft. Neste artigo, originalmente publicado em Autodesk's Line//Shape//Space como "Minecraft Architecture: What Architects Can Learn From a Video Game,", Kim A O'Connell analisa a influência crescente do Minecraft no desenho e educação arquitetônica, incluindo a crescente presença da equipe global da "Blockworks".

Desde que estourou no cenário dos jogos em 2009, Minecraft tornou-se um dos jogos mais populares do mundo, tanto que a Microsoft comprou o jogo e a companhia que o produzia por uma quantia de $ 2,5 milhões, em 2014.

Hoje, a plataforma de construção também tem atraído a atenção de arquitetos e designers. Poderia um jogo de computador realmente mudar a forma como a arquitetura é ensinada e praticada?

Construído como entrada para o Planeta Minecraft para a competição “Revolução Industrial ”, a equipe BlockWorks foi capaz de mostrar o seu processo de trabalho sob a forma de uma compilação Minecraft . Imagem Cortesia de BlockWorksConstruído como entrada para o Planeta Minecraft para “Underwater Wonderland Contest,” o Faberzhe Palace mistura de fantasia e estilos arquitetônicos eslavos . Imagem Cortesia de BlockWorksCompetição com o tema Terra-do-Nunca. Imagem Cortesia de BlockWorks.Questionado pelo jornal The Guardian “para construir uma visão moderna da vida urbana em uma cidade limpa e sustentável em Minecraft, "Blockworks criou Climate Hope City utilizando tecnologias e protótipos verdes existentes para um projeto sustentável. Imagem Cortesia de BlockWorks.+ 6

5 modos de redefinir o artesanato na era pós-industrial

O artesanato é um daqueles temas que quase todo mundo tem uma opinião forte. Mas enquanto muitos lamentam o fato de que as práticas artesanais tradicionais estarem em declínio desde a revolução industrial, hoje uma nova geração de arquitetos e designers começam a redefinir e atualizar a noção de artesanato incluindo as mais modernas técnicas de design e fabricação existentes. Neste artigo, originalmente publicado em Autodesk Line//Shape//Space, como "5 Ways Architects and Postdigital Artisans Are Modernizing Craftsmanship,", Jeff Link explora alguns dos traços que conectam esses pioneiros com os artesãos de uma época passada.

Artesanato na era digital é algo difícil de definir. Para alguns, artesanato evoca uma pureza de estilo, uma preferência para o feito à mão sobre a máquina. Para outros, ele lembra a arquitetura artesanal de residências do início do século XX: telhados com empenas em balanço, varandas amplas e trabalhos manuais detalhados.

Mas, independentemente da compreensão intuitiva do termo, a noção de artesanato está evoluindo. Cada vez mais, o conhecimento milenar de entalhadores, pedreiros e outros artesãos é incorporado em processos de design inteligentes usando modelos computacionais geométricos e fabricação de máquina para desenvolver novos ofícios e ramos de arquitetura  -- desde conjuntos de móveis que desafiam a gravidade a fluxos de trabalho complexos para autômatos robóticos. Essas inovações ajudaram inserir arquitetos ao lado de artesãos no centro de um renascimento na cultura "maker", que, por exemplo, está em exibição em mercados artesanais, tais como Folksy e Etsy.

Então, o que é exatamente artesanato digital? E como aparece no trabalho de designers de ponta? Aqui, arquitetos inovadores identificam cinco coisas que artesãos pós-digitais estão fazendo para transformar o artesanato.