Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Jonathan Glancey

Jonathan Glancey: O mais recente de arquitetura e notícia

Desenhos à mão livre: o valor da interpretação emocional na arquitetura contemporânea

Um século depois a ideia convincente de que a arquitetura moderna surgiu como uma fênix cegamente branca, cristalina e perturbadora em meio à morte e à destruição da Primeira Guerra Mundial é, talvez, familiar. No entanto, os esboços a carvão e as montagens em chiaroscuro que Mies van der Rohe fez durante e após a época do concurso para o arranha-céu de Berlim Friedrichstrasse de 1921-22, mantêm o poder de chamar a atenção, provocar e perturbar mesmo em nossa era de imagens impressionantes produzidas por e com programas de computador.

O que é mais notável nesses desenhos visionários centenários é que eles retratam um tipo de construção futura, à beira do etéreo e mais ou menos impossível de se fazer naquele momento, nos materiais de desenho mais terrenos. Foi um golpe de gênio usar o carvão para evocar uma arquitetura de leveza que emergia das brasas das trincheiras que revolucionariam a maneira como moldamos prédios altos e com eles as ruas de nossa cidade. Tal é o poder do desenho à mão livre.

Anneke Vervoort, Landschaftspark, Duisburg, Alemanha, 2016, Aquarela e tinta da Índia, 13 x 19 3/4 in Chris Dove, Rooves of Venice, 2015, Caneta e tinta, 27 1/2 x 19 3/4 in Nataly Eliseeva, City dovecote, architectural fantasy, 2010, Caneta e tinta, 7 7/8 x 11 3/4 in Stefan Davidovici, Imaginary Jerusalem, 3, 2010, Tinta sobre papel, 8 1/4 x 11 3/4 in + 7

Da antiga cidade de Eridu à Metropolis de Fritz Lang: animação mostra a busca pela cidade ideal

As cidades são um universo por si só; expandindo-se furiosamente, expelindo-se, zunindo no tempo e no espaço. Elas são agredidas, esquadrinhadas, levadas ao limite, incendiadas; São entranhas traiçoeiras que engendram guerras, vitórias banhadas em sangue e regozijo. O espaço construído sempre foi um reflexo dos medos, anseios e ideais de seus habitantes, e é, como tal, uma das primeiras e mais poderosas formas de expressão humana.

Neste ano, no dia mundial das cidades, assista a "The Perfect City", uma animação criada pelo designer Al Boardman para a nova série da BBC "Designed" do site BBC Culture. A série retrata a busca do "ideal" e do 'perfeito' no projeto do espaço urbano ao longo da história da humanidade. Narrado e dirigido pelo renomado crítico de arquitetura e escritor Jonathan Glancey, o vídeo mostra em apenas 2 minutos alguns dos principais exemplos do planejamento urbano na historia da humanidade, antigo e novo, bem sucedido e mal sucedido.

Arquiteto finlandês Juhani Pallasmaa se recusa a apoiar o projeto para o Guggenheim Helsinki

Em comentário ao Architect's Journal, o arquiteto finlandês Juhani Pallasmaa - jurado do Prêmio Pritzker 2014 - demonstrou preocupação em relação aos planos do Guggenheim de construir uma nova filial na cidade de Helsinki.

O projeto enfatiza uma visão consumista e turística da arte em detrimento da tarefa cultural e humana da arte. Em vez de reforçar as tradições e práticas artísticas locais, o projeto reforça a já duvidosa globalização e comercialização da arte. Os fundos públicos poderiam claramente ser usados de maneira mais inovadora e eficiente para apoiar a cultura artística finlandesa.