1. ArchDaily
  2. Finland

Finland: O mais recente de arquitetura e notícia

Exposição mostra o estágio de desenvolvimento dos seis finalistas para o Guggenheim Helsinki

Após alguns meses desde a escolha dos finalistas, o Guggenheim divulgou o estado de desenvolvimento dos seis projetos que concorrem para se tornar o Guggenheim Helsinki. Selecionados entre 1.715 propostas neste que foi o maior concurso de arquitetura já realizado, os finalistas passaram os últimos cinco meses refinando suas propostas após serem escolhidos por um júri de 11 membros, entre os quais Jeanne Gang, do Studio Gang, e o decano da Columbia University, Mark Wigley.

Villa Kallioniemi / K2S Architects

© Marko Huttunen© Marko Huttunen© Marko Huttunen© Marko Huttunen+ 9

Uusikaupunki, Finlândia
  • Arquitetos: K2S Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  97
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2009

Divulgados os 6 finalistas do concurso para o Guggenheim Helsinki

O Guggenheim anunciou os finalistas do concurso de projeto para o Guggenheim Helsinki, selecionados entre as 1.715 propostas submetidas ao júri (um recorde mundial de quantidade de participantes). Representando tanto escritórios novos como outros já estabelecidos, oriundos de sete países, a lista de finalistas mostra uma variedade de respostas ao desafio de criar um museu de nível mundial.

Os seis finalistas são:

  • AGPS Architecture Ltd. (Zurique, Suíça e Los Angeles, EUA)
  • Asif Khan Ltd. (Londres, Reino Unido)
  • Fake Industries Architectural Agonism (Nova Iorque, EUA; Barcelona, Espanha; e Sydney, Austrália)
  • Haas Cook Zemmrich STUDIO2050 (Stuttgart, Alemanha)
  • Moreau Kusunoki Architect (Paris, França)
  • SMAR Architecture Studio (Madri, Espanha e Austrália Ocidental)

Saiba mais sobre as propostas finalistas, a seguir.

Museu Polonês de Lahdelma & Mahlamäki vence o primeiro Finlandia Prize

O professor de economia Sixten Korkman escolheu o Museu da História dos Judeus Poloneses em Varsóvia, do escritório Lahdelma & Mahlamäki Architects, como o projeto vencedor do primeiro Finlandia Prize for Architecture. O prêmio pouco convencional, cujo objetivo é "aumentar a consciência pública da alta qualidade da arquitetura finlandesa e destacar seus benefícios para nosso bem estar", alistou um grupo de renomados arquitetos para selecionar os finalistas e, em seguida, o "leigo" Korkman selecionou o vencedor como uma representação imparcial do público que valorizou o edifício pelo modo como o fez "sentir".

"A ideia por trás do prêmio, sem dúvida, ressoa comigo. Em economia fala-se de bens públicos e externalidades, e o ambiente construído é precisamente isso", comentou Korkman após anunciar sua decisão.

"Se o edifício é de propriedade privada ou pública não importa. Todos vemos a arquitetura, experienciamos a arquitetura, e a arquitetura afeta todos nós. A arquitetura, sem dúvida, afeta nosso bem-estar e conforto: nosso ambiente construído é nossa sala de estar estendida. Na arquitetura esses são também elementos igualitários. Felizmente o sol ainda brilha tanto para os pobres quanto para os ricos. Nosso ambiente construído existe para todos nós."

Saiba mais sobre o edifício vencedor, a seguir.

COBE e Lundén vencem concurso para centro de transportes em Tampere

O Prefeito de Tampere anunciou os escritórios COBE e Lundén Architecture como vencedores de um concurso internacional de projetos para o Tampere Travel and Service Centre. A proposta vencedora, intitulada "Reconnecting Tampere", conectará dois distritos separados no coração da segunda maior cidade da Finlândia e estabelecerá uma nova "sala de estar urbana" sob uma grande cobertura metálica.

"O novo Travel and Service Centre de Tampere não tem apenas o potencial de se tornar uma porta de entrada para Tampere e o resto da Finlândia, mas também o potencial de se tornar um gerador para o futuro desenvolvimento do centro urbano de Tampere", disse Dan Stubbergaard, fundador e diretor criativo do COBE

OfficeUS propõe museu flutuante para o concurso Guggenheim Helsinki

Quando visitar as galerias do Guggenheim Helsinki, talvez você precise de coletes salva-vidas. Este projeto desenvolvido para o concurso Guggenheim Helsinki propõe um museu flutuante que viaja de São Petersburgo a Tallinn e, finalmente, Helsinki. Concebido como um projeto hipotético, a equipe do OfficeUS aprofundou a noção de transitoriedade no novo mundo do "turismo arquitetônico". A descrição diz: "O museu desenvolve uma infraestrutura completamente nova, oferecendo os benefícios fiscais estratégicos de armazenamento de obras de arte em trânsito, ao mesmo tempo que elabora exposições com algumas das mais importantes obras de arte e design modernos." As exposições incluem (hipoteticamente) obras de Olafur Elliasson, Yves Klein e Thomas Demand.

"Re-Creation" - Pavilhão da Finlândia na Bienal de Veneza 2014

Re-Creation é uma instalação em duas partes baseada num conceito de Anssi Lassila. Uma parte da instalação foi construída por um mestre carpinteiro finlandês e seus assistentes, a outra parte por uma equipe chinesa. Juntas elas estabelecem um diálogo sutil e complexo entre os arquitetos e os construtores locais.

Apresentada pelo pavilhão projetado por Alvar Aalto em 1956, a instalação "se posiciona quanto à nossa relação com o legado moderno e sua tradição enquanto diálogo internacional; ela representa, por excelência, um produto do diálogo internacional atual e, ao mesmo tempo, oferece sua própria interpretação da dinâmica entre tradição e modernidade." Veja algumas imagens do pavilhão e leia a declaração dos curadores a seguir.

Estudantes holandeses construirão um modelo da Sagrada Família feito de gelo

Uma equipe de estudantes da Eindhoven University construirá um modelo de quarenta metros de altura da Sagrada Família de Antoni Gaudí. O projeto na escala 1:4 será construído em pykrete (um composto de gelo e serragem de madeira) em apenas três semanas. Finas camadas de água e neve serão pulverizadas sobre grandes moldes infláveis. O pykrete (ainda em estado líquido) será imediatamente absorvido pela neve antes de congelar. Segundo os organizadores, "a fibra de madeira torna o material três vezes mais resistente que o gelo normal." Saiba mais sobre o projeto aqui.

"Forms of Freedom: Independência africana e modelos nórdicos" - Pavilhão Nórdico na Bienal de Veneza 2014

Dos curadores. A exposição do Pavilhão Nórdico foi intitulada FORMS OF FREEDOM: African Independence and Nordic Models, e explora e documenta como a arquitetura moderna da Escandinávia foi parte integrante da ajuda prestada por esses países às nações da África Oriental nos anos 1960 e 70. A arquitetura resultante é de uma qualidade que não havia sido anteriormente estudada ou exposta.

© Nico Saieh© Nico Saieh© Nico Saieh© Nico Saieh+ 21