1. ArchDaily
  2. Densidade Urbana

Densidade Urbana: O mais recente de arquitetura e notícia

Torre "permeável" de uso misto em Dubai oferece alternativa para adensamento urbano

O Dubai Nhabitat, uma torre de uso misto proposta pelo escritório rgg Architects, com sede em Ankara, utiliza seu próprio sistema formal para criar "permeabilidade através de diferentes materiais e técnicas". A torre é um conjunto de módulos individuais que podem ser ampliados ou reduzidos a partir de uma "grelha de 8x8m" com base nas necessidades programáticas, criando vistas e espaços ao ar livre exclusivos para cada arranjo espacial.

Densidade urbana pode ser fator chave para a economia de energia até 2050

A densidade urbana é um ponto muito importante para o futuro das cidades. Seguindo os princípios do Desenvolvimento Urbano Orientado pelo Transporte Sustentável (DOTS), por exemplo, entre os fatores que cidades mais compactas conseguem melhorar está a eficiência energética dos prédios. Agora, uma pesquisa publicada na PNAS comprova que quanto mais dispersa a população, maior o consumo de energia.

© Robin Murphy, World Resources Institute, via The CityFix Brasil. Licença CC BY-NC-SA 2.0
© Robin Murphy, World Resources Institute, via The CityFix Brasil. Licença CC BY-NC-SA 2.0

Thom Mayne conclui pesquisa sobre o futuro da cidade de Houston

O arquiteto vencedor do Prêmio Pritzker, Thom Mayne, concluiu recentemente uma pesquisa sobre o futuro da cidade de Houston em relação ao seu espraiamento urbano e rápido crescimento. O estudo, desenvolvido juntamente com 21 estudantes da Universidade de Houston e os professores Matt Johnson, Peter Zweig e Jason Logan, foca em modos de abordar os problemas que surgem com a história falta de planejamento da cidade em conjunto com o desregulado crescimento industrial. Estas abordagens incluem a remodelação da atual infraestrutura de energia, mudando o mercado imobiliário e a densidade urbana através de leis de zoneamento e novas ideias.

Fatores morfológicos da vitalidade urbana – Parte 1: Densidade de usos e pessoas / Renato T. de Saboya

Como todos os fenômenos urbanos que valem a pena ser estudados, a vitalidade urbana é um conceito complexo e multifacetado, que acontece a partir da interação entre diversos padrões sociais, espaciais e econômicos. Esta série de textos busca discutir e refletir sobre alguns desses padrões, examinando suas interfaces com a vitalidade e sua suposta capacidade de fazê-la emergir.

A cidade compacta de madeira: como o uso da madeira pode ajudar a combater as mudanças climáticas

Hoje em dia, os principais materiais de construção utilizados na indústria da construção são concreto, aço e madeira. Do ponto de vista da sustentabilidade ecológica, há quatro diferenças importantes entre estes três materiais: em primeiro lugar, a madeira é o único material dentre os três que é renovável; segundo, a madeira precisa apenas de uma pequena quantidade de energia para ser extraída e reciclada em comparação com aço e concreto (mas a implementação de seu potencial não é tão desenvolvida até o momento); em terceiro lugar, a madeira não produz resíduos até o final da sua vida, uma vez que pode ser reutilizada muitas vezes em vários produtos ou ser utilizada como combustível e; quarta, a madeira absorve grandes quantidades de carbono da atmosfera, - uma árvore pode conter uma tonelada de CO2 [1] - e o carbono absorvido permanece incorporado enquanto a madeira estiver sendo utilizada.

Considerando o fato de que 36% das emissões totais de carbono na Europa, durante a última década, vieram da indústria da construção [2], bem como 39% das emissões totais de carbono nos Estados Unidos [3], a materialidade da construção deve ser uma prioridade futura na regulamentação pública como medida contra o aquecimento global. A quantidade de CO2 na atmosfera e o nível de emissões de carbono das grandes economias em todo o mundo são as grandes questões que precisam ser resolvidas com urgência, a fim de evitar maiores catástrofes climáticas, possivelmente mais freqüentes no futuro. O regulamento em vigor em vários países da UE, que incentiva a utilização de materiais renováveis em edifícios, está mostrando a direção que a indústria da construção deve seguir. Se estas medidas forem adotadas em toda a UE e mais - se outros países começarem a seguir esta tendência também - haverá significativamente mais madeira nas cidades.

A fim de aumentar a conscientização sobre construções de madeira em altura, no ano passado, Michael Green Architecture reinventaram o Empire State Building como uma estrutura de madeira. Image © Metsä WoodLimnologen em Växjö, Suíça. Imagem © Midroc Property DevelopmentConstrução de Acton Ostry Architects Brock Commons. Residência Estudantil da Universidade de British Columbia. Quando concluída, em 2017, o edifício de 18 andares será mais alto edifício de madeira do mundo. Imagem © Acton Ostry Architects Inc. & University of British ColumbiaMichael Green Architecture fazia parte de uma equipe que propôs os mais altos edifícios de madeira do mundo como parte da competição Réinventer Paris. Imagem © MGA+ 7

Why Density? / a+t

Why Density? é um conjunto de ferramentas para construir uma cidade adensada elaborada pelo a+t research group. São conceitos práticos a nível urbano aplicados a edifícios residenciais concretos. Todas as ilustrações foram realizadas especialmente para esta publicação.

Subúrbios verticais: os limites da densidade

Em um artigo publicado no The Wall Street Journal chamado For Creative Cities, the Sky Has Its Limit (Para Cidades Criativas, o céu tem seu limite) o autor Richard Florida reflete sobre o desenvolvimento dos entornos urbanos e a relatividade de seu êxito. Isto, no contexto das últimas décadas em que a migração do campo para a cidade é uma clara tendência mundial, é fato que o desenho e a apropriação do espaço estão se tornando assuntos cada dia mais importantes.