Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Andrés Jaque Architects

Andrés Jaque Architects: O mais recente de arquitetura e notícia

Andrés Jaque apresenta uma nova versão da famosa série 'Sex and the City'

No início deste mês, no Storefront for Art and Architecture em Nova Iorque, foi lançada "Sex and the So-Called City", uma versão alternativa de famosa série de televisão Sex and the City, produzida pelo arquiteto Andrés Jaque / Office for Political Innovation em colaboração com Miguel de Guzmán (Imagen Subliminal) por ocasião do 20° aniversário do seriado.

Bienal de Veneza 2014: SALES ODDITY / Andrés Jaque, Leão de Prata pela melhor pesquisa

Na década de 1970 as dinâmicas sociais, políticas e econômicas na Itália começaram a dar forma a uma nova realidade urbana: por uma lado, a televisão estava influenciando profundamente a sociedade italiana, convertendo-se em parte fundamental do cotidiano; por outro, a tensão social resultante das manifestações estudantis e a imigração acelerada estavam começando a impactar as cidades de modo caótico. Estas dinâmicas foram abrindo caminho para Milano Due, uma nova cidade nos arredores de Milão, que prometia um novo e idílico urbanismo.

O complexo promovido como a "cidade dos números 1" parecia, à primeira vista, um bairro tradicional, porém, o empreendimento conseguiu colocar em prática alguns dos preceitos do modernismo. Suas 2.600 unidades habitacionais contavam com acesso a educação e entretenimento dispostos em torno de um jardim e lago artificiais e se conectavam através de circulações peatonais elevadas. No subsolo, o complexo abrigava os estúdios da primeira emissora de televisão privada da Itália, um aspecto que, de certa forma, moldou a vida dos habitantes de Milano Due e, posteriormente, se espalhou por toda a sociedade italiana. 

Vídeo: Hansel and Gretel Arenas

Miguel de Guzmán apresenta neste vídeo um fragmento do pavilhão temporário "Hansel & Gretel Tales", projetado por Andrés Jaque e pelo Office for Political Innovation, montado sobre o telhado de La Casa Encendida, um dos centros culturais mais movimentados da cidade de Madri .

Este pavilhão é um espaço de debates e conversações entre crianças e adultos em torno dos ensinamentos deste famoso conto infantil, com o uso de fantoches.

A estrutura é composta por 6.000 elementos na parede que são pequenos brinquedos coloridos pensados para despertar o desejo e a nostalgia em pessoas de diferentes idades, para além da metáfora da armadilha da bruxa que costuma perturbar as crianças.

Escaravox / Andres Jaque Architects

© Miguel de Guzmán