do mal o menos

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

O minimalismo está morto?

A estética visual das últimas décadas pode ser definida como projetar com os princípios do “nada”. Seja por meio de arte, estilo de vida, moda, design industrial ou de interiores, há uma suposta necessidade de manter as coisas no mínimo, promovendo a tendência globalmente amada e altamente criticada do minimalismo. Minimalismo é essa noção de reduzir algo a seus elementos necessários, mas quem está decidindo o que é necessário e quem está decidindo o que é demais? Com essas questões em mente, combinadas com mudanças radicais no consumismo e na maneira como as pessoas vivem nos últimos anos, as tendências atuais mostraram que o minimalismo veio para ficar, mas não sem uma reviravolta.

O minimalismo está morto?O minimalismo está morto?O minimalismo está morto?O minimalismo está morto?+ 13

Como projetar uma ilha de cozinha: Espaço eficiente e multifuncional

As ilhas são parte essencial do layout das cozinhas mais amplas, aumentando o espaço de bancada, armazenamento e o espaço para comer, além de oferecer um ponto focal para a área da cozinha. Servindo uma variedade de funções, elas podem ser projetadas de maneiras diferentes, com algumas banquetas ou cadeiras incorporadas, pias, gavetas ou até máquinas de lavar louça e microondas. Para determinar quais elementos incluir e como organizá-los, os arquitetos devem determinar o objetivo principal ou o foco para a ilha. Servirá principalmente como uma bancada para tomar café da manhã, um espaço para entreter convidados, uma extensão da cozinha ou como alguma outra coisa? E, com essa função em mente, como deve melhorar o fluxo de trabalho da cozinha em relação ao restante da área? Essas considerações, combinadas com os requisitos básicos de acessibilidade, exigem que o projeto da ilha seja cuidadosamente pensado. Abaixo, enumeramos alguns dos fatores essenciais do design da ilha de cozinha.

Como projetar uma ilha de cozinha: Espaço eficiente e multifuncionalComo projetar uma ilha de cozinha: Espaço eficiente e multifuncionalComo projetar uma ilha de cozinha: Espaço eficiente e multifuncionalComo projetar uma ilha de cozinha: Espaço eficiente e multifuncional+ 27

Casa Troviscal / M2.senos arquitectos

Casa Troviscal / M2.senos arquitectosCasa Troviscal / M2.senos arquitectosCasa Troviscal / M2.senos arquitectosCasa Troviscal / M2.senos arquitectos+ 42

Troviscal, Portugal
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  286
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  AutoDesk, ENAT, GEBERIT TECNOLOGIA SANITÁRIA, ROCAE, SICAM, +2

Dimensões mínimas e layouts típicos para banheiros pequenos

Ter acesso a um banheiro é, acima de tudo, um fator de dignidade. Por mais básico que isso possa parecer, a OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que 2 bilhões de pessoas no mundo não possuem instalações de saneamento básico, como banheiros ou latrinas. Também, que o saneamento inadequado causa 432.000 mortes anualmente, principalmente por diarréia, além de ser um agravante para várias doenças tropicais negligenciadas, como vermes intestinais, esquistossomose e tracoma. Em 2010, a ONU (Organização das Nações Unidas) considerou o saneamento como um direito básico, assim como o acesso à água potável. 

Edifício Mostarda / Aurora Arquitectos + Furo

Edifício Mostarda / Aurora Arquitectos + FuroEdifício Mostarda / Aurora Arquitectos + FuroEdifício Mostarda / Aurora Arquitectos + FuroEdifício Mostarda / Aurora Arquitectos + Furo+ 40

Vila Real de Santo António, Portugal
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  325
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021

Cinco Showroom, Coimbra / Branco del Río, Arquitectos

© do mal o menos
© do mal o menos

Cinco Showroom, Coimbra / Branco del Río, ArquitectosCinco Showroom, Coimbra / Branco del Río, ArquitectosCinco Showroom, Coimbra / Branco del Río, ArquitectosCinco Showroom, Coimbra / Branco del Río, Arquitectos+ 17

Edifício Rosa / Aurora Arquitectos + Furo

Edifício Rosa / Aurora Arquitectos + FuroEdifício Rosa / Aurora Arquitectos + FuroEdifício Rosa / Aurora Arquitectos + FuroEdifício Rosa / Aurora Arquitectos + Furo+ 37

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  353
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021

A luz como elemento projetual: maneiras criativas de usar a iluminação artificial

A luz serve a um propósito essencial na arquitetura: nos ajudar a ver. Seja através de métodos naturais ou artificiais, os ambientes devem ser iluminados adequadamente para que os ocupantes possam habitá-los com segurança e cumprir suas funções diárias. Quando o sistema certo é selecionado, a iluminação também pode contribuir para a eficiência energética e sustentabilidade no edifício como um todo. No entanto, para além do seu evidente valor funcional e ambiental, o projeto de iluminação pode ter um grande impacto no conforto visual e na atmosfera dos interiores, chamando a atenção para as texturas, realçando as cores e definindo os volumes. Portanto, das muitas peças envolvidas no design de interiores, a iluminação é certamente aquela que pode melhorar ou destruir um espaço e até afetar o bem-estar dos usuários, razão pela qual deve ser considerada um elemento crucial do design por si só.

Apartamento CP / José Tiago Rosa + Nuno Miguel Tavares. Arquitectos

Apartamento CP / José Tiago Rosa + Nuno Miguel Tavares. ArquitectosApartamento CP / José Tiago Rosa + Nuno Miguel Tavares. ArquitectosApartamento CP / José Tiago Rosa + Nuno Miguel Tavares. ArquitectosApartamento CP / José Tiago Rosa + Nuno Miguel Tavares. Arquitectos+ 26

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  120
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Efapel, FLOS, Louis Poulsen, Sanindusa

Salas de estar ainda são relevantes? 16 Projetos que adaptam estes espaços de encontro à arquitetura contemporânea

Hoje, a arquitetura se tornou — ou está se tornando — mais flexível e individualista, para acomodar os diversos estilos de vida, e necessidades espaciais das pessoas. Com esta adaptação, a tipologia residencial mudou, e as salas de estar correm perigo. Muitos insistem na necessidade de ter um espaço dedicado ao relaxamento e ao lazer, enquanto outros afirmam ser simplesmente um desperdício de espaço e dinheiro. Este debate levantou uma questão importante: ainda precisamos de salas de estar? Neste enfoque, veremos como as salas de estar evoluíram ao longo dos anos, e como os arquitetos readaptaram e integraram o conceito de "espaço de encontro" na arquitetura residencial contemporânea.

Salas de estar ainda são relevantes? 16 Projetos que adaptam estes espaços de encontro à arquitetura contemporâneaSalas de estar ainda são relevantes? 16 Projetos que adaptam estes espaços de encontro à arquitetura contemporâneaSalas de estar ainda são relevantes? 16 Projetos que adaptam estes espaços de encontro à arquitetura contemporâneaSalas de estar ainda são relevantes? 16 Projetos que adaptam estes espaços de encontro à arquitetura contemporânea+ 21

Edifício nas Escadinhas / Aurora Arquitectos

Edifício nas Escadinhas / Aurora ArquitectosEdifício nas Escadinhas / Aurora ArquitectosEdifício nas Escadinhas / Aurora ArquitectosEdifício nas Escadinhas / Aurora Arquitectos+ 36

  • Arquitetos: Aurora Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  286
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  A Linha da Vizinha, CARPINTARIA MATEUS, Mármores Pardal, Traço de Luz

Casa em Janeanes / Branco-DelRio Arquitectos

Casa em Janeanes / Branco-DelRio ArquitectosCasa em Janeanes / Branco-DelRio ArquitectosCasa em Janeanes / Branco-DelRio ArquitectosCasa em Janeanes / Branco-DelRio Arquitectos+ 31

Serra de Janeanes, Portugal

Casa na Rua de Marracuene / Base Arquitetura

Casa na Rua de Marracuene  / Base ArquiteturaCasa na Rua de Marracuene  / Base ArquiteturaCasa na Rua de Marracuene  / Base ArquiteturaCasa na Rua de Marracuene  / Base Arquitetura+ 33

Porto, Portugal
  • Arquitetos: Base arquitetura
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  180
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2014

Edifício na Costa do Castelo / Aurora Arquitectos

Edifício na Costa do Castelo / Aurora ArquitectosEdifício na Costa do Castelo / Aurora ArquitectosEdifício na Costa do Castelo / Aurora ArquitectosEdifício na Costa do Castelo / Aurora Arquitectos+ 52

  • Arquitetos: Aurora Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  800
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  CASTAN, Carpintaria Mateus Lda., Duravit, FSB Franz Schneider Brakel, Fantini, +6

Casa Defensores de Chaves / Atelier 106

Casa Defensores de Chaves / Atelier 106Casa Defensores de Chaves / Atelier 106Casa Defensores de Chaves / Atelier 106Casa Defensores de Chaves / Atelier 106+ 26

  • Arquitetos: Atelier 106
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  150
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  JRBOTAS, Koklatt, PORVENTURA, Superbotânica

Casa Lumiar / Atelier 106

Casa Lumiar / Atelier 106Casa Lumiar / Atelier 106Casa Lumiar / Atelier 106Casa Lumiar / Atelier 106+ 34

  • Arquitetos: Atelier 106
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  160
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Boa Safra, JRBOTAS, Koklatt

Casa Puppeteers / REDO architects

Casa Puppeteers / REDO architectsCasa Puppeteers / REDO architectsCasa Puppeteers / REDO architectsCasa Puppeteers / REDO architects+ 30

  • Arquitetos: REDO architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  215
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021

Cortinas como divisórias para uma arquitetura fluida e adaptável

Durante as últimas décadas, os espaços interiores tornaram-se cada vez mais abertos e versáteis. Desde as paredes grossas e múltiplas subdivisões das villas paladianas, por exemplo, às plantas livres e multifuncionais de hoje, a arquitetura tenta combater a obsolescência, fornecendo ambientes mais eficientes para a vida transcorrer, facilitando as experiências cotidianas de pessoas no presente e futuro. E enquanto as antigas vilas de Palladio ainda podem acomodar uma variedade de recursos e estilos de vida, reajustando seus usos sem alterar um centímetro de sua simetria e modulação originais, hoje a flexibilidade parece ser a receita para prolongar a vida dos edifícios tanto quanto possível.

Como projetar espaços neutros e flexíveis o suficiente para se adaptar ao ser humano em evolução, oferecendo as soluções que cada pessoa demanda hoje em dia? Um elemento antigo pode ajudar a redefinir a maneira como concebemos e habitamos o espaço: cortinas.