Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Bruce Damonte

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

The Avery / OMA

© Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte + 11

  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura OMA
  • Área Área deste projeto de arquitetura

Como escolher bancadas de cozinhas: vantagens, desvantagem e inspirações

Um dos ambientes mais práticos e funcionais de qualquer projeto residencial é a cozinha. A bancada, por sua vez, abriga os principais equipamentos desse espaço. Logo, é fundamental que seja feita com o material mais resistente e higiênico. Além destes requisitos é importante atentar à estética e ao custo benefício. Outro ponto importante é adequá-las à dinâmica da família.

© Nikole Ramsay. ImageBluebird Townhouses / Altereco Design © Oliver Smith. ImageCreative Kitchen Designs and Their Details: The Best Photos of the Week © Josefotoinmo. ImageGAS House / OOIIO Arquitectura © Dmitry Tsyrencshikov. ImageStudio11 Minsk Office / Studio11 + 38

Rua Moose / Mork-Ulnes Architects

© Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte + 24

Casas  · 

Como projetar para atingir conforto térmico (e por que isso é importante)

Você já se viu perdendo uma boa noite de sono por conta de um quarto excessivamente quente? Ou ter que usar quatro jaquetas e um cachecol só para tolerar aquele ar-condicionado gelado do seu escritório? Verdade seja dita, é impossível agradar a todos quando se trata de ajustar um clima interno, e há sempre aquele indivíduo infeliz que acaba sacrificando seu próprio conforto pelo bem dos outros.

Evidentemente, não há “padrões universais” ou “faixas de conforto recomendadas” ao projetar sistemas de construção, já que atletas treinando em uma academia no México não se sentirão confortáveis em um interior com os mesmos sistemas construtivos de uma casa de repouso na Dinamarca, por exemplo. É por isso que, se definirmos brevemente o "conforto térmico", trata-se da criação de sistemas construtivos adaptados ao ambiente local e às funções do espaço, cooperativamente.

Então, como podemos projetar para um conforto térmico adequado?

© Saint-Gobain / illustration by Elisa Géhin © Saint-Gobain / illustration by Elisa Géhin © Saint-Gobain / illustration by Elisa Géhin Diagrama por Snøhetta + 24

Por que o reuso de edifícios existentes pode (e deve) ser o principal foco dos arquitetos

Certificados e prêmios de sustentabilidade são outorgados todos os dias à novos edifícios que prometem um futuro livre de carbono e impacto zero. Entretanto, a maioria dos esforços que empreendemos para construir edifícios cada vez mais "sustentáveis", acaba no dia de suas inaugurações. O custo energético global da arquitetura tem muito mais a ver com a vida útil de um edifício do que com a sua construção. Embora pareça não haver saída para este atual modelo de sucesso, cabe a nós arquitetos, repensar o significado de arquitetura sustentável nos dias de hoje. Talvez devemos parar de aplaudir e exaltar cegamente os novos edifícios e voltar a nossa atenção para os edifícios que já existem. Este artigo foi originalmente publicado no <em

Durante a primeira conferencia mundial do meio ambiente, realizada na cidade do Rio de Janeiro e chamada de Eco-1992, três alarmantes fatos vieram à tona: a temperatura da Terra está aumentando continuamente; a utilização de combustíveis fósseis é a principal causa deste fenômeno; precisamos, com urgência, adaptar o nosso ambiente construído considerando esta nova realidade. Naquele ano, publiquei um ensaio no Journal of Architectural Education intitulado “Architecture for a Contingent Environment”, sugerindo que arquitetos, naturalistas e preservacionistas deveriam se unir para discutir e enfrentar essa nova realidade.

Arquitetura sem arquitetos: a tipologia "copy-paste" que tomou os Estados Unidos

Este artigo foi originalmente publicado no CommonEdge como "When Buildings Are Shaped More by Code than by Architects."

As decisões que um arquiteto toma ao longo de um projeto são freqüentemente orientadas por questões que vão muito além de suas inclinações estéticas ou até mesmo os anseios e desejos de seus clientes. Em um determinado grau, somos reféns das ferramentas e materiais disponíveis assim como das infinitas limitações legais impostas à cada contexto específico. Atualmente, os Estados Unidos estão encarando uma dura realidade no campo prático da arquitetura devido à difusão de um novo código bastante restritivo ao que se refere à liberdade criativa dos arquitetos.

Casas inteligentes que utilizam Domótica para melhorar a qualidade de vida de seus habitantes

© Paul Finkel
© Paul Finkel

A domótica é um conjunto de tecnologias aplicadas ao controle e automação inteligente de uma obra de arquitetura. Seus diferentes sistemas permitem uma gestão eficiente do consumo de energia, segurança, acessibilidade e conforto geral do edifício, tornando-se uma questão importante a considerar ao projetar, construir e habitar.

Os sistemas domóticos são baseados na coleta de dados por sensores, que logo são processados para emitir ordens precisas aos executores, variando a qualidade ambiental de cada espaço de acordo com as necessidades do usuário. O ritmo da vida atual e os avanços tecnológicos que experimentamos nos últimos anos levaram a novas formas de viver, motivando o projeto de residências e edifícios mais humanos, multifuncionais e flexíveis.

Este artigo recolhe diferentes referências de habitação onde a domótica tem sido utilizada, o que deixou de ser um luxo para se tornar uma solução viável e eficaz para todos os tipos de projetos.

© Kingkien © Beer Singnoi © Kingkien © Günther Richard Wett + 25

Usando a arquitetura para criar um novo movimento cívico: entrevista com Chris Sharples, do SHoP Architects

Este artigo foi publicado originalmente pela Redshift, da Autodesk, como "SHoP's Chris Sharples on Urban Architecture, Digital Fabrication, and the Public Realm."

Os irmãos gêmeos Chris e Bill Sharples são dois dos sócios fundadores da SHoP Architects, uma empresa sediada em Nova York, criada há 20 anos para reunir conhecimentos diversos em projetos de edifícios e ambientes que melhoram a qualidade de vida pública.

O estilo da empresa é difícil de definir, mas um denominador comum no portfólio da SHoP é uma filosofia de projeto baseada em restrições. Dos modelos digitais às técnicas de fabricação e entrega sempre à frente de seu tempo, a tecnologia está no centro do movimento da empresa em direção a uma abordagem iterativa que, como diz Chris Sharples, "está começando a obscurecer a linha entre arquitetura e manufatura".

Cortesia de SHoP Architects © SHoP Architects and West8 © Bruce Damonte Cortesia de SHoP Architects + 8

Centros culturais: 50 exemplos em planta e corte

Quantas vezes nos deparamos com o desafio de projetar um centro cultural? Embora isso possa parecer uma façanha para a maioria, muitos arquitetos já se viram diante da tarefa de projetar um programa que combina centro comunitário e cultura.

Entre os projetos publicados em nosso site, encontramos exemplos que abordam a questão a partir de diferentes abordagens, de configurações flexíveis a propostas que priorizam a centralidade, gerando espaços de encontro e atividades. Veja, a seguir, 50 exemplos de centros culturais acompanhados de suas plantas e cortes. 

7 Lições do Novo Guia de Projeto de Habitação Acessível de Nova Iorque

Quando pensamos em projetos de habitação social nos Estados Unidos, muitas vezes pensamos em caixas: grandes edifícios de tijolos, sem muito caráter estético. Mas as implicações dos arranha-céus padronizados e reluzentes podem ser muito mais do que estéticos para as pessoas que vivem lá. O geógrafo Rashad Shabazz, por exemplo, lembra em seu livro Spatializing Blackness, como o projeto habitacional em Chicago, onde cresceu - repleto de grades, vigilância por vídeo e detectores de metal - parecia mais uma prisão do que uma casa. Relatos de isolamento, confinamento e manutenção inadequada são ecoados por residentes de habitações públicas em todo o país.

Mas a habitação pública americana não precisa ser desolada. Um novo conjunto de padrões de projeto da Comissão de projeto Público de Nova Iorque (PDC) - em colaboração com a Federação de Belas Artes de Nova Iorque e o Instituto Americano de Arquitetos de Nova Iorque - espera virar uma nova página na arquitetura habitacional acessível.

Step Up on Fifth, em Santa Mônica, da Brooks + Scarpa, foi identificado pelo relatório como um estudo de caso por suas janelas e portas. Cortesia de Brooks + Scarpa O empreendimento Navy Green no Brooklyn foi um estudo de caso fundamental no relatório. Aqui, a habitação de apoio, projetada por Architecture in Formation e Curtis + Ginsburg. Imagem © Tom Powel Imaging Os apartamentos Tetris em Ljubljana, por OFIS Arhitekti, foram identificados pelo relatório como um estudo de caso por sua concentração. Imagem Cortesia de OFIS Arhitekti Creston Avenue Residence no Bronx. Cortesia de MAP Architects + 16

Line Lofts / SPF:architects

© Bruce Damonte © Lauren Moore © Bruce Damonte © Bruce Damonte + 31

Loft  · 
Los Angeles, Estados Unidos

AIA anuncia os 10 melhores projetos sustentáveis de 2018

O Instituto Americano de Arquitetos (AIA) e o Comitê de Meio Ambiente (COTE) anunciaram os vencedores do Top 10 do Prêmio COTE, a mais alta honraria dos edifícios que exemplificam ótimo projeto e o desempenho sustentável. O prêmio, agora em seu 22º ano, celebra os 10 projetos que atendem aos rigorosos padrões da COTE aos 10 critérios em várias áreas do projeto, incluindo valor econômico, social e ecológico. Os vencedores serão homenageados em junho na conferência AIA em Nova York.

Leia sobre os vencedores de 2018 a seguir.

AIA divulga os melhores projetos educacionais de 2018

O Comitê de Arquitetura para a Educação do Instituto Americano de Arquitetos anunciou os vencedores do prêmio Education Facility Design Awards deste ano. Os oito vencedores e duas menções honrosas foram premiados como as melhores instalações educacionais deste ano, que não apenas demonstram excelência no projeto arquitetônico contemporâneo, mas também promovem a educação de maneiras inovadoras e servem como um espaço de aprendizado inspirador. Os projetos deste ano são projetados para estudantes de todas as idades, desde creches a edifícios de ensino superior.

“A educação continua a evoluir, e os projetos do programa Education Facility Design Awards deste ano - apresentados pelo AIA e pelo Comitê de Arquitetura para Educação - representam os ambientes de aprendizagem de última geração que estão sendo desenvolvidos nos espaços de hoje. Esses projetos mostram inovação em todo o processo de aprendizagem, mostrando como os arquitetos estão criando espaços de ponta que aprimoram a pedagogia moderna”.

Leia mais sobre os vencedores abaixo.

© Hank Mardukas Photography © Bruce Damonte © Tom Arban © Lara Swimmer + 50

11 Coberturas impressionantes para inspirar seu projeto

© Bruno Helbling © Studio Bauhaus, Ryuji Inoue © Bruce Damonte © Hiroyuki Oki + 12

Apresentamos a seguir uma seleção de 11 fotografias que mostram coberturas impressionantes - espaços que podem se tornar o ambiente mais agradável de um projeto. Algumas surpreendem com belos jardins, outras, com piscinas ou mesmo brinquedos infantis. Veja, abaixo, fotos de coberturas feitas por fotógrafos como Nico Arellano, Hiroyuki Oki e Amit Geron.

Biblioteca Kew Gardens Hills / WORKac

© Bruce Damonte
© Bruce Damonte

© Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte + 37

Bibliotecas  · 
Queens, Estados Unidos
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura WORKac
  • Área Área deste projeto de arquitetura

Fotos da Semana: 15 escadas impressionantes

© Johannes Vogt
© Johannes Vogt

© Mark Cocksedge © Ed Reeve © José Campos © Bruce Damonte + 16

Escadas são elementos fundamentais para a comunicação entre os espaços de uma obra arquitetônica. Mas além do aspecto funcional, em alguns projetos as escadas se convertem em objetos escultóricos, verdadeiras protagonistas do espaço, oferecendo aos arquitetos a oportunidade explorar formas e materiais incomuns. Veja, a seguir, 15 fotografias de escadas impressionantes, registradas por fotógrafos como Patricia Parinejad, José Campos e Brigida González.

Quadras 5 & 6 em Hunters View / Paulett Taggart Architects

© Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte © Bruce Damonte + 14

Apartamentos  · 
São Francisco, Estados Unidos