Suneet Zishan Langar

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Para além da habitação temporária: cinco exemplos de infraestrutura social para refugiados

© Y. MeiriCourtesy of CatalyticAction© Filippo Bolognese© Shidhulai Swanirvar Sangstha+ 6

Ao longo da história do planeta terra, a migração humana - seja em busca de alimento, abrigo ou melhores condições de vida - tem sido a norma e nunca a exceção. Atualmente, no entanto, estamos testemunhando um fenômeno migratório sem precedentes. Segundo números publicados pelas Nações Unidas, mais de 68,5 milhões de pessoas encontram-se bem longe de suas casas no presente momento; os números oficiais apontam para mais de 25 milhões de refugiados, dos quais, mais da metade tem menos de dezoito anos. Entre outros fatores, os conflitos que os países do chamado "primeiro mundo" levam para países como a Síria e Mianmar, estão transformando algo que está na natureza do homem - o processo migratório - em uma crise sem precedentes e um dos principais desafios do século XXI.

Projetos emergenciais geralmente são associados à catástrofes naturais como terremotos e tsunamis. Abrigos emergenciais tem sido projetados e construídos ao longo dos últimos anos com mais e mais frequência e em números cada vez maiores. Mas até hoje, por incrível que pareça, projetos de habitação emergencial que possam proporcionar mais dignidade à vida de milhões de refugiados não tem  recebido apoio suficiente e muito menos, a atenção devida por parte da nossa comunidade internacional de arquitetos. Questões importantíssimas permanecem sem respostas: Como adaptar as nossas cidades para poder atender às necessidades mais urgentes criadas pelo cada vez mais intenso processo de migração? Como podemos garantir que nossas comunidades sejam capazes de absorver e integrar refugiados e migrantes em seu tecido urbano e contextos culturais, econômicos e sociais?

No dia mundial dos refugiados, queremos chamar a atenção de todos os arquitetos e arquitetas, divulgando cinco exemplos brilhantes de projetos sociais ao redor do mundo - escolas, hospitais e centros comunitários - especificamente aqueles criados para dar abrigo e uma vida mais digna para populações deslocadas e refugiados.

9 Arquitetos famosos que não possuíam um diploma de arquitetura

Teve a pior banca possível? Falhou nas provas finais? Não se preocupe! Antes de cair em sua cama e chorar até dormir, veja essa lista de nove célebres arquitetos que compartilhem uma característica em comum. Você pode pensar que um diploma de arquitetura brilhante é um requisito para ser um arquiteto de sucesso; por que mais você estaria há tantos anos na escola de arquitetura? Bem, embora o título de "arquiteto" possa ser protegido em muitos países, isso não significa que você não pode projetar arquitetura incrível - como demonstrado por esses nove arquitetos, que jogaram as convenções fora e tomaram a estrada menos percorrida para a fama.

Estes protótipos CNC foram mapeados em 3D a partir de formas naturais

Ishi Kiri / Fasetto. Cortesia de Anoma
Ishi Kiri / Fasetto. Cortesia de Anoma

Anoma, liderada pela artista indiana Ruchika Grover, é um estúdio de design de produto que explora o potencial da pedra natural. Suas superfícies, esculturas e instalações são criadas através de um processo único, que combina fabricação digital e mão de obra tradicional.

Ishi Kiri / Haibu. Cortesia de AnomaThe breathing surfaces / Raza. Cortesia de AnomaFoliage / Monstera. Cortesia de AnomaKinetic #07. Cortesia de Anoma+ 23

Estaria o plano da Índia de construir 100 cidades inteligentes fadado ao fracasso?

A Missão Cidade Inteligente do governo indiano, lançada em 2015, prevê o desenvolvimento de cem "cidades inteligentes" até 2020 para apresentar soluções para a rápida urbanização do país; trinta cidades foram adicionadas à lista oficial na semana passada, levando o número total atual de iniciativas planejadas para noventa. A missão de US$ 7,5 bilhões abrange o desenvolvimento geral de infraestrutura básica — abastecimento de água, eletricidade, mobilidade urbana, habitação a preços acessíveis, saneamento, saúde e segurança — ao mesmo tempo que incluem "soluções inteligentes" baseadas em tecnologia para impulsionar o crescimento econômico e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos nas cidades.

Em um país imerso em corrupção, a missão foi elogiada pelo uso transparente e inovador de um nacional "Desafio Municipal" para dar financiamento às melhores propostas dos órgãos municipais locais. Seu manifesto utópico e implementação, no entanto, são motivos de grande preocupação entre os planejadores urbanos e tomadores de decisão hoje, que questionam se a própria ideia de cidade inteligente indiana é inerentemente falha.

Protótipo de abóbada de pedra feito com nenhum desperdício de materiais

O New Fundamentals Research Group, sediado na Itália, recentemente criou e construiu um protótipo em grande escala de uma estrutura abobadada experimental de pedra para a SNBR, uma empresa francesa especializada em construção de ponta com pedras. A estrutura é chamada Hypar Vault em uma referência à geometria de seus blocos constituintes e utiliza dois tipos de módulos de pedra pré-fabricados - um é a imagem espelhada do outro - cujos desenhos são baseados no hypar (paraboloide hiperbólico), uma das únicas superfícies "geometricamente duplas". O uso dessas configurações permitiu que a abóbada fosse construída com pedras e quase nenhum resíduo.

© Maurizio Barberio© Giuseppe Scaltrito© Maurizio Barberio© Maurizio Barberio+ 29

7 Concursos anuais que todo estudante de arquitetura deveria participar pelo menos uma vez

Quando você está acostumado com o ritmo árduo na escola de arquitetura, as férias podem bater em você como a chuva em um dia quente - bom no início, mas terrivelmente irritante após algum tempo. Enquanto os primeiros dias passaram com você recuperando o do sono perdido e os episódios de Game of Thrones, você percebe que, em breve, você estará enlouquecendo com nada para absorver toda a sua energia contida.

É aqui que os concursos de arquitetura são úteis. Eles fornecem uma saída construtiva enquanto são profundamente cativantes, evitando que fosse passe o dia no Youtube vendo se o Buzzfeed carregou um novo vídeo. Além disso, o fato de você não estar mais limitado pelo seu professor de projeto ou pelo currículo da escola, permite que você experimente de forma criativa. Com diversos concursos internacionais acontecendo o tempo todo, você pode escolher de acordo com seus interesses individuais e da quantidade de tempo que deseja dedicar. No entanto, o grande número de concursos disponíveis pode também ser altamente confuso. Aqui, listamos sete das mais prestigiadas competições anuais de arquiteturas abertas aos estudantes:

Projeto busca requalificar a relação da Índia com o rio Ganges

A empresa Morphogenesis, com sede em Déli, concluiu recentemente uma proposta para um projeto que reabilita e desenvolve os ghats (escadarias que levam ao rio) e crematórios ao longo de um trecho de 210 quilômetros do rio Ganges, o rio mais longo da Índia. O projeto, intitulado "A River in Need", faz parte da Missão Nacional de Ganges Limpa (NMCG), uma empresa do Ministério dos Recursos Hídricos do Governo indiano formada em 2011 com dois objetivos: garantir uma redução efetiva da poluição do rio além de conservá-lo e revitalizá-lo.

Organização Seccional do Programa. Imagem Cortesia de MorphogenesisGhat típico no nível de água normal. Imagem Cortesia de MorphogenesisLayout de Crematório. Imagem Cortesia de MorphogenesisColunas inteligentes para criar espaço sombreado. Imagem Cortesia de Morphogenesis+ 23

Um passeio pelas muitas portas da Índia

Vila Pahara em Uttar Pradesh. Imagem © Priyanshi Singhal
Vila Pahara em Uttar Pradesh. Imagem © Priyanshi Singhal

A porta: apesar de ser um dos elementos arquitetônicos mais fundamentais, a importância subjetiva destes portais não deve ser ignorada. Historicamente, impérios erguiam enormes portais para receber os visitantes e santuários religiosos tinham portas ornamentadas para afastar o mal, da mesma forma que reinos e governos mais recentes constroem arcos para comemorar eventos e marcos importantes.

Nesta série de fotos, no entanto, a arquiteta Priyanshi Singhal volta seu olhar para as portas através de um enfoque mais humilde - portas de casas e pequenas edificações comerciais. Acompanhado por sua câmera, viaja por estreitas ruas sinuosas de antigas cidades e aldeias indianas, enquanto estuda e documenta a relação inerente entre a tradição arquitetônica, a cultura e um povo. Uma porta e sua chaukhat (soleira) detêm um significado espiritual profundo na arquitetura tradicional vastu shastra da Índia. Além disso, o trabalho de Singhal nos fornece um breve vislumbre da impressão que os caprichos do tempo, da comunidade e da economia deixaram no tecido urbano histórico da Índia.

Kolkata. Imagem © Priyanshi SinghalOld Bhopal. Imagem © Priyanshi SinghalPushkar. Imagem © Priyanshi SinghalGokul, Mathura. Imagem © Priyanshi Singhal+ 35

Vídeo explora os reflexos da cidade contemporânea em seus edifícios de vidro

Neste ensaio visual, o cineasta grego Yiannis Biliris registra as enormes empenas de vidro presentes em todas as cidades contemporâneas. O vídeo de três minutos e meio, produzido pela Visual Suspect e filmado inteiramente em Hong Kong, captura os vívidos reflexos nas fachadas dos edifícios da cidade, ao passo que Biliris enquadra e aproxima sua câmera para imbuir uma forte sensação de urgência no espectador.

O ensaio, belamente assombroso em suas imagens, pode ser visto como um comentário reflexivo sobre o estado do nosso ambiente construído hoje. Inspirado na teoria geral da relatividade de Albert Einstein, que afirma que a massa causa uma distorção no espaço e no tempo, o vídeo parece perguntar sutilmente se a nossa compreensão da realidade está deturpada. Descrevendo o vídeo como "um ensaio visual sobre percepção e conhecimento enquanto reflexo de nossa realidade", Biliris comenta que "a massa curva o espaço e o tempo, ao passo que o observador tem sua própria perspectiva".